Como ter uma clínica digital e conquistar o mercado médico?

Como ter uma clínica digital e conquistar o mercado médico?

Yasmim Mayumi Gestão da Clínica Leave a Comment

Leia em 6 min.

O mundo está ficando cada vez mais tecnológico, principalmente na área da saúde, que está em constante evolução. Por isso, os médicos empreendedores estão buscando sua própria clínica digital.

As inovações tecnológicas trazem diversas soluções para todos os setores, e no meio médico, isso não é diferente. 

Equipamentos de alta tecnologia, [robôs-cirurgiões][1], Telemedicina, inteligência artificial, todas essas tendências são essenciais para garantir mais qualidade no atendimento para os pacientes.

Com a pandemia da COVID-19, a tecnologia se tornou ainda mais importante. Ela permitiu que diversos pacientes continuassem seus tratamentos  médicos, por meio de ferramentas como a Teleconsulta.

Mesmo antes da pandemia, o segmento de atendimentos virtuais já tinha um crescimento exponencial.

Segundo a pesquisa [WebShoppers][2] de 2020, o e-commerce (segmento de lojas virtuais) cresceu 16% em 2019, e faturou R$ 61,9 bilhões, um faturamento três vezes maior que o de 2010.

Os consultórios médicos não são e-commerces, mas assim como outros empreendimentos, também conseguem atender à distância e garantir uma ótima presença online.

Para não ficar atrás dos concorrentes, já é hora de preparar sua própria clínica digital. Continue a leitura e descubra como!

Passo a passo para ter uma clínica digital

Os médicos que administram seu próprio consultório sabem que a presença online não é mais uma questão de escolha. 

Para atrair mais pacientes e conquistar espaço no mercado, é uma estratégia imprescindível. Afinal, assim como todas as pessoas, os pacientes também buscam serviços médicos pela internet.

Além disso, a pandemia mostrou que não é mais necessário gastar horas no trânsito e na sala de espera para ser atendido por um médico, quando o exame físico não é exigido. Basta realizar a [Teleconsulta][3].

Por isso, os profissionais de saúde que desejam garantir o sucesso do seu negócio, devem se preocupar constantemente com o conceito de clínica digital

A seguir, iremos mostrar 5 passos práticos que irão te guiar nesta  jornada. Aproveite!

1. Software médico

O primeiro passo para tornar sua clínica ou consultório digital, é adquirir um [software médico][4] eficiente, que atenda todas as suas necessidades.

Um software médico especializado em gestão de clínicas e consultórios, por exemplo, possui diversas funcionalidades que irão te auxiliar em todas as áreas do seu negócio, como:

  • [Prontuário eletrônico][5]: diferente do prontuário de papel, um prontuário eletrônico centraliza todos os dados do seu paciente em um único local, proporcionando um histórico mais completo. Você também pode acessá-lo de qualquer lugar, sempre que precisar;
  • Agenda médica: a agenda online permite que você agende seus pacientes por cores personalizadas, mostrando exatamente qual procedimento ou tipo de consulta será realizado. Para mudar horários, também não é necessário nenhum rabisco, basta clicar na agenda;
  • [Prescrição eletrônica][6]: assim como o prontuário eletrônico, a prescrição também pode ser acessada e enviada de qualquer lugar para seus pacientes. Além de ter mais validade jurídica para sua imagem profissional, ela é mais prática para seus pacientes;
  • Registro de pacientes: é difícil lembrar de todos os pacientes que passam na sua clínica. Um software médico com registro completo de pacientes permite que você nunca se esqueça de nenhum detalhe;
  • [Marketing][7]: com a rotina agitada de um médico empreendedor, é difícil encontrar tempo para fazer seu próprio marketing pessoal. Por isso, os softwares de qualidade possuem seu próprio módulo de marketing, que otimiza essas estratégias;
  • [Controle financeiro][8]: a gestão financeira é uma área essencial para qualquer empreendimento, e muitas vezes, ela é negligenciada nas clínicas e consultórios médicos. Felizmente, um software de gestão conta com relatórios e gráficos automáticos de controle financeiro;
  • Segurança dos dados médicos: além de todas as funcionalidades, os softwares com [armazenamento na nuvem][9] garantem uma ótima proteção dos dados, e até mesmo, criptografia em nível bancário.

Essas são algumas vantagens que um bom software médico pode proporcionar. Com a ajuda de uma plataforma de qualidade, sua clínica já será mais digital do que a maioria dos seus concorrentes.

Se você ainda não tem certeza se precisa de um [sistema em nuvem][10], baixe gratuitamente nossa checklist para realizar um teste. 

Checklist Grátis: Descubra se seu consultório está precisando de um Sistema em Nuvem. Clique aqui e baixe nossa checklist!

2. Telemedicina

Como atender à distância de forma segura? Será que obter uma plataforma de Telemedicina é, de fato, vantajoso?

Já comentamos um pouco sobre a Telemedicina no conteúdo, e alguns softwares médicos já contam com [funcionalidades de Teleconsulta][11], integradas ao prontuário eletrônico

Porém, é essencial enfatizar a importância da Telemedicina para qualquer clínica digital. 

Ela permite que você continue cuidando de seus pacientes, e otimize consultas que não precisam de exame físico, como retornos, consultas para validação de hipótese diagnóstica, entre outros.

A Telemedicina também consegue reduzir custos, seja na parte do deslocamento, ou com uma atenção primária mais expansiva para toda a população, mesmo em regiões de difícil acesso.

A maneira mais segura de praticar a Telemedicina é por meio de um software médico. Plataformas como Zoom, WhatsApp ou Skype, são práticas no dia a dia, mas não foram feitas para a área da saúde. 

Elas não têm, por exemplo, um termo de consentimento para pacientes sobre o funcionamento da consulta, acesso direto ao prontuário eletrônica, validade jurídica, entre outras medidas de segurança. 

Caso você queira aprender mais sobre como implementar a [Telemedicina][12] na prática, baixe nosso eBook gratuito:

eBook Telemedicina: aprenda todas as práticas legais do atendimento online!

3. Agendamento online

A praticidade da agenda online já é um enorme avanço para tornar sua clínica mais digital, mas o [agendamento online][1] pode fazer toda a diferença na experiência dos seus pacientes.

O agendamento online é uma agenda que fica disponibilizada em um site como o [AgendarConsulta][2] para seus pacientes. Eles podem acessá-la a qualquer hora, de qualquer lugar, e marcar um atendimento. 

Essa agilidade é um diferencial importantíssimo para qualquer paciente que está cansado de ficar aguardando ao telefone para agendar uma consulta.

Seu agendamento online também pode ser adicionado no seu próprio site, caso tenha um. Assim, ao buscar por um profissional e encontrar seu site, o paciente pode agendar uma consulta em segundos

Ou seja, além de garantir uma experiência incrível, essa tecnologia também melhora sua presença online.

4. E-mail marketing

Uma boa parte dos profissionais de saúde assumem que a experiência do paciente começa apenas no atendimento, porém, é um pensamento equivocado.

A jornada do paciente começa na busca por um profissional, e passa por todo o processo de agendamento, atendimento, até o pós-consulta, momento em que os médicos têm dificuldade em manter contato.

É difícil conseguir continuar em contato com os pacientes, afinal, é preciso cuidar de outros, administrar a clínica, e ainda conciliar as atividades do trabalho com a vida pessoal.

Por isso, os médicos preocupados com a fidelização de pacientes buscam cada vez mais automatizar a comunicação, por meio de estratégias como o e-mail marketing.

Entre as principais vantagens do e-mail marketing, podemos citar:

  • Atendimento além da consulta: muitos pacientes costumam esquecer dos nomes dos profissionais de saúde, principalmente se a consulta foi feita há muito tempo. O envio de mensagens personalizadas garante que eles não se esqueçam facilmente, e se sintam cuidados;
  • Aumento do número de retornos: o e-mail marketing permite que você crie diferentes fluxos de mensagens, que são enviados de forma automática e contínua. Plataformas de e-mail para médicos possuem envios automáticos de lembretes de retorno;
  • Envio de orientações médicas: um dos principais desafios dos profissionais é manter o engajamento dos pacientes nos tratamentos. O envio de orientações assegura que eles serão lembrados constantemente do que precisa ser feito;
  • Aumento da quantidade de procedimentos: assim como os envios de lembretes de retorno, também é possível educar seus pacientes sobre os procedimentos realizados no consultório, e quais são seus benefícios;
  • Taxa alta de entregabilidade: mensagens enviadas por e-mail são entregues para todos os pacientes, mesmo aqueles que não têm seu contato adicionado. Em lista de transmissão do WhatsApp, por exemplo, aqueles que não têm seu contato, não recebem.

Se você ficou interessado em aprender mais sobre e-mail marketing para clínicas, veja nossa websérie gratuita:

Websérie gratuita: Como usar o e-mail marketing na sua clínica!

5. Marketing digital

Todos os passos citados ao longo do conteúdo já são essenciais para seu marketing médico, mas é preciso aprofundar um pouco mais nesse assunto.

O marketing é um conceito amplo, e vai muito além da vertente de propaganda. O inbound marketing é um exemplo prático de estratégia que funciona perfeitamente para os profissionais de saúde.

Diferente do marketing tradicional, o inbound marketing busca atrair clientes de forma natural, por meio de conteúdos educacionais, por exemplo. 

Imagine que um paciente esteja buscando por dietas de emagrecimento no Google. A primeira busca é um site de um nutrólogo, e ele recebe informações validadas, além de importantes ressalvas. 

Então, ele decide se consultar com o nutrólogo do site, para alcançar seus objetivos da maneira certa. 

Esse é um exemplo de como o inbound marketing atrai pacientes sem propagandas. Isso pode ser feito em diferentes canais, como redes sociais, e-mail, Google Meu Negócio, entre outros.

O marketing médico é imprescindível para os médicos que buscam conquistar mais autoridade no mercado, e promover saúde de qualidade para uma grande quantidade de pacientes.

Ele também é uma estratégia que não falta em nenhuma clínica digital. Se você também quer alcançar esses objetivos, baixe gratuitamente nosso eBook sobre como colocar sua clínica na internet:

como criar um site para consultorio

Conseguiu aprender algumas práticas para tornar sua clínica mais digital? Já utiliza alguma dessas estratégias? Compartilhe sua experiência aqui embaixo nos comentários!


Sobre o autor

Yasmim Mayumi

Especialista em Marketing de Conteúdo e estudante de Letras na Barão de Mauá em Ribeirão Preto.