Conheça a telerradiologia e mais 4 serviços médicos indispensáveis para sua clínica

Conheça a telerradiologia e mais 4 serviços médicos indispensáveis para sua clínica

Telelaudo Tecnologia na Saúde Deixe um comentário

Leia em 3 min.

Telemedicina e telerradiologia são tendências no pós-pandemia e geram expectativa de ampliação do acesso aos serviços de saúde em todo o país.

O cenário pós-pandemia trará mudanças significativas em muitos segmentos, principalmente na área da saúde, com a Telemedicina e telerradiologia, que permitirão às clínicas e hospitais a incorporação dos serviços médicos a distância.

A Telemedicina torna-se uma tendência para o momento pós-pandemia, no qual o distanciamento social não será mais necessário, mas as facilidades identificadas com as práticas que foram aplicadas nesse período devem ser mantidas.

Quais são os benefícios da Telemedicina?

A Telemedicina consiste em fornecer serviços de saúde a distância utilizando tecnologias da informação e comunicação (TICs). O crescimento da área deve-se especialmente aos benefícios proporcionados, que incluem:

  • ampliação do acesso à infraestrutura médica no país, principalmente de especialidades em regiões mais remotas;
  • modernização dos processos de atendimento, resultando em mais agilidade, praticidade e eficiência;
  • melhora da produtividade das equipes de clínicas e hospitais;
  • maior facilidade na alocação de recursos humanos, o que inclui criação de escalas e plantões de atendimento; 
  • diminuição das desigualdades de acesso em decorrência da falta de mão de obra especializada em determinadas regiões;
  • maior praticidade em atividades de qualificação e aprimoramento profissional.

Um fator importante para adoção da Telemedicina é que a legislação passou a incluir novas modalidades, como a Teleconsulta, e também estabeleceu parâmetros de segurança dos equipamentos e sistemas.

Dessa forma, a Telemedicina formaliza-se na sociedade, ganhando a confiança dos pacientes, que veem positivamente os esforços para estruturar as práticas da medicina a distância.

Telerradiologia e seus benefícios

A telerradiologia consiste na emissão de laudos radiológicos a distância, de forma que profissionais externos integrem as equipes presenciais de radiologia de uma clínica ou hospital.

Nesse serviço, o exame radiológico é realizado na própria clínica e, devido à radiologia digital, pode ser enviado por meio de um sistema digital para ser laudado em um serviço de telerradiologia parceiro. Entre os exames laudados incluem-se:

  • tomografia computadorizada (TC);
  • ressonância magnética (RMI);
  • raios-X (RX) e raios-X OIT;
  • mamografia;
  • densitometria óssea;
  • odontologia.

A segurança, agilidade e qualidade da telerradiologia são pontos importantes na decisão dos gestores de saúde de adotar a solução.

Além disso, a telerradiologia também permite descongestionar filas de espera por exames, reduzir problemas de gestão de radiologistas em feriados, finais de semana e plantões e ampliar o acesso aos serviços radiológicos altamente especializados.

Conheça mais 4 serviços médicos a distância que não poderão faltar em sua clínica

A Telemedicina é composta por diferentes serviços médicos que podem ser prestados a distância por clínicas e hospitais.

Dada à tendência de crescimento, tais opções devem ser reconhecidas por gestores de saúde ao avaliar a adoção dessas modalidades, principalmente para o pós-pandemia.

1. Teleassistência

A teleassistência consiste no monitoramento de pacientes a distância, de forma que eles possam permanecer no ambiente domiciliar com suporte médico por canais digitais.

Nesses casos, uma opção é o monitoramento dos sinais vitais com equipamentos vestíveis ou móveis, de forma que a equipe possa acompanhar o quadro regularmente.

Essa prática é particularmente recomendada para casos de idosos, gestantes, pessoas com deficiência física e pacientes em recuperação de cirurgias.

2. Teleconsulta

A Teleconsulta consiste na consulta médica a distância, realizada por meio de plataformas digitais e aplicativos específicos da área, de forma que a clínica tem controle sobre a agenda, fluxo de atendimentos e duração dos atendimentos.

Como previsto em lei, no início da Teleconsulta, o médico deve informar ao paciente sobre as limitações dessa modalidade, no entanto, ainda assim, essa prática tem diversos benefícios, principalmente para anamnese, resultados de exames ou consultas de acompanhamento.

Além do atendimento ao paciente, a Teleconsulta inclui reuniões online entre médicos para comunicação sobre casos. 

3. Teleducação

Na teleducação estão inclusas as práticas a distância que visam o aprimoramento profissional, como cursos online, teleconferências, workshops, palestras e outras formações direcionadas à área da saúde.

Por meio da teleducação, a distância geográfica deixa de ser um limitante na qualificação das equipes e no desenvolvimento profissional, ampliando o acesso às atividades.

4. Telecirurgia

Na telecirurgia, a atuação do cirurgião pode ser remota, sendo fundamental uma infraestrutura de TI moderna para não resultar em problemas durante o atendimento.

Nesse modelo, o cirurgião alocado remotamente pode prestar a Teleconsulta, instruindo e auxiliando o profissional local, ou também por meio da cirurgia robótica na qual ele manipula os instrumentos cirúrgicos a distância usando todo um aparato tecnológico.

Assim, somado à telerradiologia, esses são os cinco pilares da Telemedicina que proporcionam um impacto direto nas operações de clínicas e hospitais promovendo uma modernização fundamental que se consolidará ainda mais para o período pós-pandemia.


Sobre o autor

Telelaudo

A Telelaudo é uma empresa de laudo a distância que faz da telerradiologia uma ferramenta para cuidar da saúde tanto de pacientes quanto de clínicas e hospitais. A parceria com a Telelaudo significa para clínicas e hospitais, de qualquer porte e de todo o Brasil, a extensão do seu corpo médico.