Segurança dos dados médicos em nuvem: ganho ou perco ao migrar?

Segurança dos dados médicos em nuvem: ganho ou perco ao migrar?

Leia em 8 min.

Quer garantir o melhor padrão de segurança para seus pacientes? Veja neste artigo como a segurança dos dados médicos em nuvem funciona na prática e suas principais vantagens.

Você talvez já saiba da praticidade que um sistema médico traz para o seu consultório e a sua rotina. Mas, uma preocupação que todo médico possui é em relação à segurança dos dados de seus pacientes ao utilizar um sistema em nuvem.

A realidade é que um bom sistema em nuvem traz uma segurança maior, não somente para seus pacientes, mas também no aspecto ético da medicina, zelando pela sua reputação profissional. 

Em sua palestra no iClinic Experience 2019, Marcelo Zillo, Gerente Sênior na AWS e Especialista em Segurança SA na LATAM, abordou alguns pontos importantíssimos sobre a segurança dos dados médicos em nuvem.

Segundo o especialista, quando você usa um sistema em nuvem, pode oferecer para o seu paciente o melhor padrão de segurança e privacidade.

“A tecnologia tem poder de transformar sua relação com o cliente. Os profissionais utilizam a tecnologia para oferecer o melhor serviço para os seus usuários. Segurança é importante para o seu paciente?”

Quer ver como a segurança dos dados médicos em nuvem funciona na prática? Continue a leitura e descubra!

Como funciona a segurança dos dados médicos em um sistema em nuvem?

Na sua rotina você provavelmente já utiliza algum tipo de sistema em nuvem, como o seu e-mail. Você consegue acessar o e-mail de qualquer dispositivo eletrônico, através de um login e senha da sua conta, não é mesmo?

Além de poder acessar de qualquer lugar e em qualquer momento que precisar, todas as mensagens do e-mail ficam salvas na própria plataforma em nuvem, ou seja, não ocupam nenhum espaço do seu dispositivo.

Porém, e em relação a segurança de dados? Como ela funciona na prática nesses sistemas?

Diferente de sistemas instalados, ou mesmo documentos físicos, os sistemas em nuvem não permitem que qualquer pessoa tenha acesso aos dados do seu consultório.

No caso de softwares médicos, o login e senha são específicos para cada profissional registrado na conta, e apenas profissionais da saúde autorizados podem acessar informações sigilosas dos pacientes.

Além disso, sistemas médicos em nuvem normalmente seguem todas as exigências do CFM, mantendo os dados de seus pacientes em sigilo, seguindo os preceitos da ética médica e garantindo a sua imagem profissional perante os órgãos regulamentadores. 

Como as informações do sistema ficam “em nuvem”, é praticamente impossível que seus dados se percam completamente, porque os sistemas em nuvem realizam atualizações constantes para salvar suas informações.

Além disso, esses dados não ficam armazenados em um único servidor – que seria o equivalente a salvar as informações no seu computador. 

Eles ficam armazenados em diferentes servidores, de forma que, caso um deles enfrente um problema, outros estarão disponíveis para te fornecer as informações necessárias para trabalhar. 

Quer ver um vídeo explicativo sobre como a tecnologia em nuvem funciona nas clínicas e consultórios médicos? Assista nosso vídeo:

Principais vantagens e desvantagens dos dados médicos em nuvem

Segundo a Accenture, a tecnologia proporciona aos médicos uma chance de aumentarem o nível de transparência na relação com seus pacientes, melhorando  as comunicações.

É necessário “investir em ferramentas digitais para se adaptar às expectativas dos consumidores e acabar com as divergências entre o que os pacientes demandam e o que os médicos entregam.”

Confira a seguir as principais vantagens e desvantagens de se adotar uma tecnologia em nuvem no seu consultório. Boa leitura!

7 principais benefícios da segurança em nuvem

A segurança dos dados médicos em nuvem é, de acordo com diversos especialistas, a melhor segurança digital disponível no mercado. Continue a leitura e confira agora mesmo suas vantagens.

1. Segurança mais ágil e atualizada

Durante sua palestra no iClinic Experience, o especialista Marcello Zillo apontou um fato extremamente importante: novas ameaças surgem todos os dias, por isso precisamos nos preocupar e criar inovações todos os dias para estarmos protegidos.

Os sistemas em nuvem são constantemente atualizados nesse quesito, e considerando o fato de que bons softwares médicos são desenvolvidos e protegidos por especialistas em segurança médica, essa segurança se torna cada vez mais ágil e atualizada.

Mesmo que haja algum problema técnico que acabe afetando o sistema, normalmente ele é solucionado rapidamente pelos especialistas. Além disso, sempre  há um retorno da empresa do sistema sobre o que realmente aconteceu.

Comparando a segurança de um sistema em nuvem com um sistema instalado, ou até mesmo o modelo tradicional de trabalho com documentos físicos no consultório, o software em nuvem acaba sendo exponencialmente mais eficiente.

2. Criptografia em nível bancário

A criptografia é o código que garante o acesso aos dados médicos apenas por profissionais da saúde autorizados, no momento em que você acessa a conta através do seu login e senha.

O sistema iClinic, por exemplo, utiliza acriptografia SSL 256 bits, a mesma utilizada por sistemas bancários para garantir a segurança dos seus clientes.

Por isso, é extremamente importante que você nunca compartilhe seus dados pessoais como login e senha para nenhuma pessoa, assim, você pode garantir a privacidade dos seus pacientes.

3. Mesmo nível de segurança da NASA e Casa Branca

“Se eu sou uma empresa pequena, posso ter o mesmo nível de segurança da NASA? A resposta é sim.”

Durante sua palestra, Marcello Zillo comentou sobre como um consultório médico pode ter o mesmo nível de segurança que a NASA e a Casa Branca através de um software médico.

Com um sistema em nuvem eficiente, que também conta com um banco de dados realmente seguro, é possível obter esse nível de excelência em segurança.

Os sistemas que utilizam a AWS, como a Netflix e a iClinic, possuem o mesmo nível de segurança que a NASA e a Casa Branca, instituições que também são clientes da AWS, conhecida como a plataforma em nuvem mais utilizada e abrangente do mundo.

Poder garantir a mesma segurança que essas instituições para seus pacientes com certeza é um ótimo diferencial, não acha?

aws-banco-mais-seguro-do-mundo

4. Validade judicial do prontuário médico

Um prontuário em papel pode ser facilmente alterado, sem contar com as inúmeras possibilidades de perda total de dados, como derramamento de líquidos, furtos ou outros tipos de acidentes.

Um software médico eficiente pode ir ainda mais além, oferecendo um prontuário eletrônico com validade judicial para seu consultório. 

Por isso, pesquise se seu sistema médico em nuvem atende às exigências do do CFM. Com isso, seu prontuário eletrônico possui validade jurídica

Veja quais são as principais recomendações do CFM:

  • Após o término da consulta o prontuário eletrônico não permite nenhum tipo de alteração das informações inseridas;
  • O prontuário eletrônico só pode ser acessado por profissionais de saúde;
  • Todos as informações inseridas no prontuário são registrados em Logs (arquivo de texto gerado pelo sistema, permitindo que anormalidades, questões de segurança e acessibilidade sejam diagnosticadas).

Assim, além de fornecer segurança para seus pacientes, você também cuida da sua própria segurança por ter respaldo jurídico garantido. 

5. Acesso remoto de qualquer lugar

Como já mencionamos durante o artigo, os sistemas em nuvem permitem o acesso à plataforma por qualquer dispositivo eletrônico que esteja conectado à internet.

Essa acessibilidade incrível permite que você tenha um controle total sobre seus dados, afinal, você pode acessá-los a qualquer momento que precisar. 

Em situações de emergência, por exemplo, onde cada segundo conta, esse diferencial é essencial, já que você não precisará se deslocar até o consultório para verificar alguma informação ou enviar a ficha do seu paciente para o hospital.

6. Impossibilidade da perda total dos dados do paciente

Um dos maiores receios dos profissionais da saúde em adotarem um software médico é saber se seus dados médicos realmente estarão seguros, e não serão perdidos totalmente.

Sistemas em nuvem como os softwares médicos eliminam totalmente a chance da perda total dos dados, por contarem com atualizações constantes e não armazenarem seus dados exclusivamente em um dispositivo.

Imagine a seguinte situação: por conta de algum acidente, a placa mãe de seu computador acaba queimando. No caso de um software offline, instalado no seu computador, todos os seus dados foram perdidos.

Porém, com um software em nuvem, basta acessar sua conta através de outro dispositivo, e todas as informações do seu consultório estarão protegidas, sem nenhum dano.

Além disso, um bom software médico permite que você exporte seus dados a qualquer momento que precisar. Assim, você pode ter todas as informações registradas no seu dispositivo, caso deseje.

7. Mais segurança para seus pacientes

Todos os pontos mencionados acima demonstram como seus pacientes podem se beneficiar da segurança de ter seus dados médicos em nuvem.

Além de todas essas vantagens, não podemos nos esquecer do fato de que um sistema em nuvem permite uma excelente integração de dados, que pode te ajudar a entregar uma diagnóstico ainda mais preciso e completo para seus pacientes.

Através do software em nuvem, você pode visualizar o histórico completo do paciente no prontuário eletrônico em uma única tela, e adicionar quantos documentos, exames, imagens forem necessários.

Dessa forma, você consegue analisar as informações de forma mais prática, contribuindo na hora de realizar um diagnóstico. Uma ótima forma de elevar seu atendimento, não acha?

prontuario-eletronico-garante-mais-segurança

Além disso, alguns sistemas médicos contam com integrações com outras ferramentas, oferecendo ainda mais praticidade para os seus atendimentos.

No iClinic, por exemplo, o sistema é integrado com a Memed, a plataforma de prescrição eletrônica mais atualizada do país

Essa integração traz diversas vantagens, como o aviso de interação medicamentosa, ou alergias que o paciente tem aos medicamentos, baseado nos registros do sistema.

A Memed também permite que você envie o receituário eletrônico por SMS para seus pacientes, além de mostrar em tempo real informações sobre os medicamentos, como o preço de mercado.

Principais desvantagens dos dados médicosem nuvem

A segurança dos dados médicos em nuvem com certeza possui muitos diferenciais e benefícios, porém, também possui algumas desvantagens, afinal, nada é 100% perfeito.

Veja a seguir quais são as principais desvantagens desse tipo de segurança. Acompanhe!

1. Necessidade de internet para o uso

Os sistemas em nuvem possuem diversas vantagens, mas eles só podem ser acessados com internet.

A segurança em nuvem continuará funcionando independente de você estar conectado ao sistema ou não, porém, para utilizar de fato a plataforma é preciso que pelo menos um dispositivo eletrônico esteja conectado à internet.

A boa notícia é que normalmente, os sistemas em nuvem são leves, e podem ser acessados com o próprio pacote de dados do seu celular, pelo 3G ou 4G. Por isso, investir em um bom pacote de dados é essencial para garantir toda essa agilidade, segurança e praticidade na sua clínica.

2. Investimento financeiro

Para contar com um sistema em nuvem eficiente, é necessário um investimento financeiro. 

Afinal, um produto como um software médico é desenvolvido por especialistas em segurança médica, que estão constantemente atualizando o software para garantir que você sempre tenha essa segurança.

Uma empresa realmente dedicada em ajudar seus clientes além de oferecer o melhor software possível, vai ainda mais além, fornecendo materiais educativos para te ajudar com questões do dia a dia da clínica, por meio de artigos, eventos e até mesmo conteúdos no Youtube.

Apesar de ser necessário contratar uma ferramenta, pensando em todas as vantagens de um software médico e seus diferenciais, esse é um preço que realmente vale a pena investir, pensando na segurança dos seus pacientes e na imagem do seu consultório.

É importante enfatizar que de acordo com a LGPD, a Lei Geral de Proteção de Dados na saúde, as multas envolvendo segurança de dados podem custar até 50 milhões de reais.

Para poder focar naquilo que realmente importa, ou seja, seus pacientes, sem se preocupar com questões burocráticas ou com a perda de informações, a segurança dos dados médicos em nuvem é a melhor solução.

Ainda não sabe se seu consultório precisa mesmo de um sistema em nuvem? Baixe gratuitamente nossa checklist e descubra agora mesmo:

Checklist Grátis: Descubra se seu consultório está precisando de um Sistema em Nuvem. Clique aqui e baixe nossa checklist!

Gostou do conteúdo? Não se esqueça de compartilhá-lo e se inscrever na nossa newsletter para receber mais artigos interessantes!


Sobre o autor

Yasmim Mayumi

Especialista em Marketing de Conteúdo e estudante de Letras na Barão de Mauá em Ribeirão Preto.