Como ser um médico empreendedor em 6 passos?

Como ser um médico empreendedor em 6 passos?

Leia em 5 min.

Quer se tornar um médico empreendedor de sucesso, mas não sabe exatamente por onde começar? Leia essas dicas que separamos especialmente para você!

Embora a faculdade de Medicina não ofereça o conhecimento necessário para gerir uma clínica, você precisa buscar conhecimento para se tornar um médico empreendedor. Afinal, ter noções básicas de administração é fundamental para direcionar sua clínica para o sucesso.

O empreendedorismo na Medicina é importante para garantir uma atração eficiente de pacientes e, consequentemente, melhorar seus resultados financeiros. Sem isso, é impossível manter as portas do seu consultório abertas.

Nesse sentido, não podemos deixar de mencionar a relevância de saber usar as estratégias de marketingao seu favor. Pesquisas comprovam que os profissionais que realizam esse tipo de investimento ganham 48,6% a mais do que os que não o fazem.

Para que você possa ter um domínio maior sobre o assunto, listamos 6 passos considerados indispensáveis para se tornar um excelente médico empreendedor e deixar a concorrência para trás. Acompanhe a leitura até o final e descubra!

Como se tornar em um médico empreendedor?

Durante a faculdade de medicina, alguns temas não são explorados na grade curricular, como gestão, marketing médico e empreendedorismo. E isso pode ser bastante prejudicial ao longo da carreira, principalmente se você está buscando abrir um negócio ou otimizar o seu consultório.

Pensando em te ajudar a ter ainda mais sucesso nessa jornada, selecionamos os principais passos que você precisa seguir. Continue a leitura e descubra o que é necessário! 

1. Conheça o seu mercado

Conhecer o seu mercado de atuação é o primeiro passo para se tornar um médico empreendedor de sucesso. Sendo assim, esteja atento ao que seu público busca nesse momento

Realize pesquisas para avaliar as demandas e, inclusive, as tendências que ajudarão a chamar a atenção dos seus pacientes.

Um médico empreendedor precisa ir além das práticas médicas. Ele deve conhecer todos os processos da clínica para coletar e analisar os dados necessários e garantir a viabilidade do negócio.

Essa análise do mercado permitirá que você faça adequações para modernizar o atendimento e torná-lo mais humanizado

Também é por meio dessa análise que será possível verificar quais especialidades a clínica precisa atender e, por fim, definir qual deverá ser a sua localização e quanto deve ser investido em infraestrutura.

2. Realize cursos e treinamentos de empreendedorismo e gestão

Conhecimento nunca é demais, por isso realizar cursos e treinamentos sobre empreendedorismo e gestão é fundamental para que você possa entender melhor os processos administrativos de sua clínica. 

Por exemplo, saber como fazer uma boa gestão de Recursos Humanos (RH) é essencial para manter seus colaboradores engajados e motivados para entregar o melhor deles todos os dias. 

Eles são o “coração” da sua clínica, pois são eles que fazem os primeiros contatos com seus pacientes, ajudam a manter os processos em ordem etc.

Os cursos e treinamentos o ajudarão a lidar melhor com os desafios do dia a dia e, inclusive, você conseguirá solucionar até mesmo os problemas mais burocráticos, os quais geralmente estão ligados à contabilidade da clínica.

Quer saber mais? Inscreva-se agora mesmo no Curso de gestão para clínicas e consultórios da iClinic e aprenda muito sobre o tema. 

3. Domine as novas tecnologias e seja um profissional inovador

Qual é o seu diferencial? Ou seja, o que sua clínica oferece que deixa as demais para trás? 

Fazer uso de tecnologias é crucial para atender,por completo, as necessidades dos seus pacientes. Isso porque esses equipamentos permitem oferecer um atendimento de qualidade, uma vez que os diagnósticos se tornam mais precisos e as recuperações mais ágeis.

Inovar no atendimento é um dos passos mais importantes para se destacar no seu segmento. Hoje, as pessoas buscam não apenas por profissionais que prescrevem um tratamento ou medicamento para sua patologia, mas também esperam compreensão por parte do médico e, ainda, um atendimento que supere suas expectativas.

Ao oferecer isso, além de voltar a consultar na sua clínica, o paciente fará questão de divulgar seus serviços para amigos e familiares.

Quer saber mais? Confira aqui como a tecnologia pode ajudar no crescimento do seu consultório agora mesmo.

tecnologia-no-consultorio 

4. Estabeleça parcerias com outros profissionais da área

Para se tornar um bom médico empreendedor, você também precisa analisar as necessidades da sua clínica. Ou seja, é necessário verificar quais serviços podem ser oferecidos aos seus pacientes para fazer com que sua clínica ganhe mais autoridade no mercado e mostre-se completa aos seus pacientes.

Suponhamos que sua especialidade seja ortopedia. Realizar parceria com fisioterapeutas, nutricionistas, reumatologistas e cirurgiões, por exemplo, é uma excelente maneira de oferecer tudo em um só lugar. 

Com isso, você consegue também adquirir outros equipamentos considerados fundamentais para um atendimento de excelência, como aparelhos de raios X, de densitometria óssea, de ressonância etc.

Tudo isso ajudará a tornar o seu espaço mais eficiente e, consequentemente, fará com que o paciente saia 100% satisfeito com os serviços prestados.

5. Divulgue o trabalho da maneira correta

Outra questão a que todo médico empreendedor precisa estar atento é em relação à divulgação do seu trabalho. Na área da saúde, essa atenção precisa ser redobrada, pois o Conselho Federal de Medicina (CFM) tem exigências específicas. 

Você não pode, por exemplo, divulgar os valores das suas consultas em anúncios, usar fotos dos seus pacientes e muito menos realizar diagnósticos a distância.

Quer saber mais? Confira aqui quais são os limites do marketing médico e como você pode trabalhar da melhor forma possível. 

Nesse momento, é importante estar atento às estratégias mais adequadas ao seu segmento. Uma das mais eficientes refere-se ao marketing de conteúdo. Por meio de artigos no blog do seu consultório, você consegue abordar assuntos que são do interesse do seu público, tirando suas principais dúvidas sobre doenças e oferecendo dicas de saúde e bem-estar.

Com o auxílio dessa estratégia, é possível fortalecer sua autoridade no mercado, pois seu público sempre o terá como referência para sanar problemas. O Dr. Drauzio Varella, por exemplo, que é um dos médicos mais conhecidos do país, usa essa estratégia para se destacar no seu segmento.

6. Realize um controle financeiro eficiente da clínica

Uma boa gestão financeira é a base de qualquer empreendimento. Quando mal administrada, ela oferece grandes riscos, abrindo a possibilidade de forçar o empreendedor a encerrar suas atividades. Afinal, é impossível arcar com todos os compromissos financeiros de uma clínica se não há recursos suficientes para esse fim.

Comece utilizando o seu fluxo de caixa. Tenha um controle total de todas as suas receitas e despesas (fixas e variáveis) e, além disso, defina um pró-labore para você. Dessa forma, evita-se a retirada esporádica de dinheiro do caixa. 

Não se esqueça também de realizar um planejamento financeiro eficiente, o qual deverá conter suas metas e objetivos — lembre-se de que eles precisam ser realistas, ou seja, possíveis de serem alcançados dentro de um prazo determinado.

Com essas dicas, você conseguirá se tornar um médico empreendedor de sucesso. Foco e disciplina são indispensáveis para alcançar seus objetivos. Portanto, não desista e permaneça constantemente em busca do conhecimento. Você não vai se arrepender dos resultados!

Quer se manter ainda mais atualizado? Baixe gratuitamente nosso eBook sobre como medir o sucesso da sua clínica e garanta a efetividade das suas ações e conhecimentos:

Baixe grátis: eBook sobre como medir o sucesso da sua clínica

Gostou das nossas orientações? Então compartilhe este artigo nas suas redes sociais e ajude seus colegas a também terem sucesso em suas carreiras! 🙂


Sobre o autor

Milene Polo

Líder de Inbound Marketing na iClinic, com foco em SEO e jornada do cliente. Formada em Nutrição na USP, com Pós Graduação em Administração de Empresas FGV.