Entenda a real importância do networking na área da saúde

Entenda a real importância do networking na área da saúde

Yasmim Mayumi Gestão da Clínica

Leia em 5 min.

Última atualização em 02/05/2022 por Yasmim Mayumi

O networking na área da saúde permite a criação de uma rede de contatos para troca de experiências, discussão de casos clínicos e aumento de indicações para pacientes.

Em qualquer profissão, o networking é cada vez mais importante. Além de permitir que você evolua como profissional, seu nome também ganha mais credibilidade no mercado.

Uma boa parceria pode se tornar um grande diferencial para a sua clínica atrair a atenção de mais pacientes.

Ao fazer um bom networking, seus parceiros poderão lhe oferecer novas oportunidades e, assim, será possível aprimorar o seu atendimento e oferecer aos seus pacientes a melhor experiência possível.

Aprenda neste artigo qual é a importância do networking na área da saúde e como criar sua rede de contatos. 🙂

O que é networking?

A palavra networking vem de “net” (rede, conexão) e “working” (trabalhar), logo, criar uma rede de contatos na sua área para se conectar com novas oportunidades e possibilidade de crescimento.

O objetivo do networking é criar relacionamentos duradouros entre profissionais que desejam uma colaboração recíproca, ou seja, ambas as partes desejam ajudar. 

Imagine que você seja um preceptor da residência médica de um hospital. Ao orientar seus residentes, constrói uma relação de confiança com aqueles que são mais dedicados.

Você naturalmente compartilha oportunidades de emprego quando eles terminam suas residências, e anos depois eles continuam buscando sua orientação. 

Um desses antigos residentes conseguiu abrir sua própria clínica e deseja um sócio com mais experiência. Ele oferece a oportunidade e, para o momento da sua carreira, faz total sentido se tornar um sócio.

Esse é apenas um exemplo de como o networking acontece na prática. Mesmo que você não consiga oferecer empregos, a troca de experiência e discussão de casos clínicos é extremamente valioso na área da saúde.

Diferente do que muitos pensam, networking não é sobre falsidade ou manter relações apenas pensando em benefício próprio. Trata-se de um interesse genuíno de ajudar seus colegas de trabalho.

O Dr. Wilson Valadão compartilhou quais dicas ele gostaria de ter recebido no início de sua carreira. Assista ao vídeo para descobrir como os conselhos de outros profissionais podem te ajudar:

Qual é a importância do networking na área da saúde?

O networking possui inúmeros benefícios. Entre os principais deles, podemos citar o compartilhamento de experiências. Saber que você pode pedir a opinião de um colega sobre um caso difícil com certeza traz mais confiança.

Ao se deparar com um desafio que não sabe como resolver, seja o tratamento de um paciente ou uma decisão de carreira, é possível pedir conselhos de seus contatos, como profissionais que já passaram por esse problema.

Além disso, o mercado médico fica mais competitivo a cada ano, mas nem todos os médicos serão seus concorrentes diretos. Ginecologistas e pediatras, por exemplo, podem criar parcerias de indicação.

Se você conhece médicos de confiança de diferentes especialistas, você sabe que poderá indicar um profissional qualificado para seus pacientes, o que também melhora o cuidado com a saúde de quem conhece seu serviço.

O mesmo acontecerá com você. Ao receber indicação de outros médicos, seu nome ganha mais credibilidade, sem contar que novas oportunidades de trabalho aparecerão com facilidade.

Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais artigos como este em seu e-mail:

Cadastre-se na Newsletter do iClinic

Como criar seu networking com médicos?

1. Tenha contatos de qualidade

A quantidade de contatos nem sempre é o atributo mais importante. O que é preciso levar em consideração na hora de fazer um bom networking é garantir a qualidade da parceria.

Por isso, é importante analisar o que aquele profissional poderá oferecer de valor a você e o que você pode oferecer a ele.

Dessa forma, você não corre o risco de realizar uma parceria que pode manchar a reputação da sua clínica e colocar em risco o bom desenvolvimento dela. 

Ter contatos de qualidade proporcionará melhores resultados do que ter vários contatos que não agregam valor.

2. Conecte-se pelas mídias sociais

A internet permite que você crie relações com profissionais de saúde do mundo inteiro. Redes sociais como o Instagram e LinkedIn são excelentes formas de encontrar colegas de profissão.

Não é necessário enviar uma mensagem pedindo para o médico ser parte do seu networking. Apenas envie uma solicitação para seguir e acompanhe seu trabalho, engaje nas publicações.

Você perceberá que existem milhares de profissionais dispostos a construir relações, discutir casos e criar relações duradouras.

Conheça mais sobre o LinkedIn no nosso vídeo:

3. Frequente eventos médicos

Outro local estratégico para realizar um excelente networking na área da saúde são os eventos médicos. 

Com tantos profissionais importantes reunidos em um só lugar, você poderá analisar quais deles oferecem mais valor à sua clínica.

Os coffee breaks são excelentes oportunidades para abordá-los e criar a sua rede de contatos, pois nesses momentos as pessoas estão mais descontraídas e propensas a iniciar esse tipo de conversa.

Caso você tenha a oportunidade de trabalhar em um espaço de coworking médico, também pode usar o espaço público para fazer novas amizades.

4. Pratique as suas abordagens

Ser simpático, atencioso e mostrar que você é uma autoridade no seu ramo de atuação são características importantes para quem quer criar uma excelente rede de contatos. 

No entanto, nesse momento é preciso ter cuidado para não exagerar nos elogios e, consequentemente, passar uma imagem de puro interesse.

As abordagens precisam ser as mais naturais possíveis. É normal estar um pouco nervoso, mas é importante controlar as suas emoções para não passar uma imagem negativa ao seu potencial parceiro.

Por fim, é importante destacar que o networking na área da saúde é uma troca, ou seja, um precisa ajudar o outro. Sendo assim, você também precisa oferecer algo de valor para o seu parceiro. 

Somente dessa forma você conseguirá construir uma rede de contatos de qualidade, que ajudará a sua clínica a se destacar no mercado e fidelizar seus pacientes.

Baixe gratuitamente nosso eBook sobre fidelização de pacientes para aprender outras técnicas:

Guia completo sobre fidelização de pacientes. Clique aqui e baixe agora!

5. Crie conexões reais 

Você já teve um “amigo” que só te procurava para pedir ajuda ou quando a situação era benéfica para ele?

Ao longo da vida, percebemos que as amizades que realmente podemos contar para todos os momentos – bons e ruins – são poucas. 

No networking, não necessariamente você precisa ser um amigo próximo de todos os contatos, mas você não deve procurá-los apenas quando tiver um interesse

Ao saber de novidades, busque parabenizar as pessoas ou oferecer ajuda. Mostre que realmente se importa e deseja todo o sucesso na carreira médica do seu colega.

Marque um café, uma conversa, interaja pelas mídias sociais, todas essas formas são válidas para construir as conexões que sua rede realmente precisa.

6. Continue se capacitando  

Pós-graduações e cursos para médicos são essenciais para qualquer profissional. 

Além de atualizar seus conhecimentos e aprender habilidades que vão além do conhecimento tradicional da Medicina, os profissionais que buscam essas capacitações costumam ser mais experientes e dispostos a criar contatos.

Participe de conferências, congressos, cursos presenciais, cursos online: qualquer forma de conhecimento é válida. O networking não precisa ser extremamente formal, ele também pode ser descontraído!

7. Compartilhe suas novidades

A forma mais fácil de construir uma relação duradoura com sua rede é mostrar um interesse genuíno, como você já viu ao longo do conteúdo.

Para que seus contatos possam fazer a mesma coisa com você, lembre-se de compartilhar suas novidades e pensamentos, seja pelas mídias sociais ou durante uma conversa.

Não tenha receio em pedir ajuda ou opinião em um caso difícil. Sua rede de contatos também precisa de oportunidades para criar conexões com você, então não seja muito reservado.

Neste artigo você aprendeu o que é networking, qual a sua importância na área da saúde e como criar a sua própria rede de contatos. 

Faça parte da nossa comunidade e nos siga nas nossas redes sociais! Estamos no Instagram, Telegram e Facebook. 😉


Sobre o autor

Yasmim Mayumi

Especialista em Marketing de Conteúdo, atua como analista de conteúdo há mais de 3 anos na iClinic. Graduanda em Letras - Licenciatura em Inglês e Português na Barão de Mauá em Ribeirão Preto.