Prática médica independente: 5 formas de aumentar o valor

5 dicas para aumentar o valor da sua prática médica independente

Dra. Luciana Lessa Gestão da Clínica

Leia em 6 min.

Última atualização em 05/04/2022 por Daniel Amaral

Aumente a percepção de valor da sua prática médica independente para os pacientes ao investir em tecnologia, marketing digital e atualização profissional.

O atendimento humanizado e o conhecimento técnico são requisitos básicos para ter uma boa prática médica independente.

Para torná-la excelente, é preciso ir além das matérias tradicionais da Medicina e adaptar novos conceitos de atendimento ao paciente atual.

Um estudo sobre a internet, o paciente expert e a prática médica divulgado na SciELO traz a definição do paciente da era pós-digital.

Veja este trecho adaptado:

“O paciente expert busca informações sobre diagnósticos, doenças, sintomas, medicamentos e tratamento. O paciente expert é, portanto, um consumidor especial dos serviços e produtos de saúde, pois detém informações que devem ser, pelo menos, levadas em consideração.”

Também conhecido como paciente digital, esse tipo de consumidor é mais empoderado e exigente em relação aos serviços médicos prestados. Ou seja, ele busca um profissional de saúde com altas expectativas.

Esse paciente também pode vir com conceitos distorcidos encontrados na internet, o que gera mais tempo para esclarecimento e orientações na consulta.

Aprenda neste artigo as principais formas de aumentar a percepção de valor do seu atendimento para esse paciente.

Acompanhe!

O que é prática médica independente?

A prática médica ou conduta médica é a maneira como o profissional de saúde faz seu trabalho ou se porta durante o serviço. Esse conceito está atrelado ao comportamento e ética profissional.

Portanto, a prática médica independente se refere aos médicos que atuam em clínicas e consultórios, seja em suas próprias clínicas ou em salas alugadas em um coworking.

Um médico independente faz sua própria gestão e é livre para personalizar seus atendimentos, atender apenas no particular ou credenciar-se aos planos de saúde.

Ele também é o especialista que mais precisa se preocupar em fidelizar o paciente digital, que cada vez mais é o perfil de consumidor predominante na área da saúde.

O conceito de fidelização não significa que o paciente não terá um tratamento resolutivo, apenas significa que ele voltará a sua clínica sempre que precisar de um atendimento.

O estudo citado no início do artigo afirma que o fato de, hoje em dia, o paciente ter mais acesso às informações, não significa a perda de autoridade do médico.

O que muda é que ao invés do paciente um papel passivo em sua própria saúde, que apenas espera as orientações médicas sem questionar, ele passa a ser um agente ativo que toma decisões junto com o especialista.

“As informações disponíveis na internet têm potencial para modificar a relação médico-paciente. Ao elevarem o poder decisório do paciente, colocam em questão a formação e autoridade profissional médica e desafiam o médico a estar constantemente atualizado.”

Como a internet está repleta de informações incompletas ou falsas sobre a saúde, é dever dos médicos educarem seus pacientes com os fatos da Medicina, seja durante as consultas ou por meio da internet.

Continue a leitura e conheça as dicas que vão aumentar o valor da sua prática médica independente.

Assista nosso vídeo para aprender mais sobre como fidelizar o paciente expert:

5 formas de aumentar o valor da sua prática médica independente

1. Tenha uma educação médica continuada

Independentemente da profissão, atualmente é impossível dizer que você domina todo o conhecimento da sua área. Um livro que é publicado em 2021, por exemplo, provavelmente estará desatualizado em 2025.

O mesmo acontece com cursos, graduações, pós-graduações, e qualquer documento que não pode ser atualizado a qualquer hora, devido a velocidade que as novas descobertas aparecem.

Por isso, é essencial prezar pela sua atualização profissional. Não é apenas sobre continuar estudando, mas buscar novos conhecimentos em áreas que vão ajudar sua conduta médica independente.

Matérias como empreendedorismo, gestão financeira, marketing digital, inovação e tecnologia, não costumam ser vistos nos cursos de Medicina, mas são essenciais para quem deseja atuar no âmbito privado.

O ideal é buscar por uma plataforma de cursos exclusiva para médicos, que conta com materiais educativos como artigos, podcasts, vídeos, entre outros conteúdos.

Conheça os cursos iClinic, cursos para médicos e recepcionistas da saúde!

2. Mantenha uma excelente gestão em sua clínica

Para ser independente, é preciso ter sua própria clínica ou alugar uma sala de um coworking.

Qualquer que seja a sua realidade, é essencial garantir que o espaço tem uma excelente gestão que vai proporcionar uma experiência agradável aos pacientes.

Imagine que um paciente tenha marcado sua primeira consulta em uma clínica perto de seu trabalho.

Ao chegar no local, nenhum recepcionista tem tempo para tirar suas dúvidas. Ele precisa esperar mais de uma hora e não tem revistas ou Wi-fi para passar o tempo.

Apesar do atendimento ter sido ótimo, ele opta por não voltar à clínica, porque sua jornada como um todo não foi satisfatória.

Viu como a gestão faz toda a diferença na hora de fidelizar pacientes?

Para alcançar a gestão que a sua clínica e seus pacientes merecem, é preciso contar com ferramentas gerenciais como agendamento online, cadastro de pacientes, fluxo de caixa, prontuário eletrônico, entre outros.

Essas funcionalidades podem ser encontradas em um software médico.

3. Implemente um marketing de relacionamento

Consegue manter contato com todos os pacientes que já se consultaram com você?

Provavelmente não, principalmente aqueles sem retorno marcado ou que concluíram seus tratamentos.

Talvez você esteja refletindo sobre a necessidade de entrar em contato com os pacientes depois da consulta. 

A primeira questão é: atrair novos consumidores é muito mais caro do que fidelizar aqueles que já conhecem seu serviço.

Quando um paciente não volta mais à clínica é porque ele não foi fidelizado. Ele pode ter ficado insatisfeito ou simplesmente se esquecido de quem o atendeu.

Para evitar que você seja esquecido, é essencial ter um marketing de relacionamento sólido e automatizado que vai te ajudar a construir um relacionamento duradouro com os pacientes.

Em segundo lugar, ao conversar com quem já se consultou e concluiu o plano terapêutico, é possível enviar pesquisas de satisfação e descobrir como melhorar ainda mais o serviço da clínica.

Baixe gratuitamente nosso eBook para conhecer uma estratégia do marketing de relacionamento:

eBook gratuito: Emails Marketing na sua clínica: como elaborar a estratégia? Clique aqui e baixe agora!

4. Invista em inovações tecnológicas

A cada ano o mundo fica mais globalizado e dependente da tecnologia, seja a internet ou dispositivos como smartphones, smartwatches e inteligência artificial.

O mesmo acontece na Medicina. 

A tecnologia melhora processos, traz mais medicamentos e vacinas, além de criar inovações como robôs-cirurgiões, impressoras 3D e pílulas digitais.

Pensando nos médicos independentes, a tecnologia trouxe ferramentas essenciais como o prontuário eletrônico, que potencializa seus benefícios em um software de gestão de clínicas.

Para não ficar atrás da concorrência e se destacar no mercado, é preciso investir em tecnologias que vão te dar mais tempo e aumentar sua inteligência clínica.

5. Aumente sua presença online

Você atua em mais de um local, como a clínica e o hospital? Tem o sonho de conseguir viver apenas da sua própria clínica?

Para alcançar esse objetivo, é necessário aumentar a percepção de valor que seus pacientes têm em relação ao seu serviço, que é justamente o que estamos trabalhando neste artigo.

Porém, algo que ainda não vimos é que a melhor forma de fazer isso é por meio do marketing médico.

Faz muito tempo que o marketing deixou de ser apenas propaganda e começou a atender as necessidades dos clientes para agregar mais valor a marca, seja ela um produto ou serviço.

Hoje em dia, ninguém mais lê propaganda, as pessoas apenas leem o que é interessante, e algumas vezes esse conteúdo está divulgando um serviço.

Ao investir no marketing digital, seja ao criar um perfil online, ter redes sociais, montar um site para a clínica ou publicar conteúdos relevantes e úteis para os pacientes, você se torna uma referência online.

Sua presença digital passa a ser seu cartão de visita para quem não conhece seu atendimento, e quem já conhece, consegue te acompanhar e não se esquecer de seus diferenciais.

Matricule-se gratuitamente no nosso curso de marketing digital para se especializar:

Curso gratuito de Marketing Digital para Médicos. Clique aqui!

Neste artigo você aprendeu que para aumentar o valor da sua prática médica independente, é preciso ter atualização profissional, excelente gestão, marketing de relacionamento, tecnologia e presença online.

Espero que tenha gostado das dicas! Antes de ir, deixe sua reação aqui embaixo. 🙂


Sobre o autor

Dra. Luciana Lessa

COO da Medicinae Solutions, a única plataforma de antecipação de faturas médicas do Brasil. Graduada em Medicina pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Cirurgiã Geral, MBA de Executivo em Saúde pela FGV, Health Management pela UPENN, Design Thinking na D.School - Stanford, possui mais de quinze anos de experiência no setor.