Como a Dra. Carolina adotou a Teleconsulta na dermatologia?

Como a Dra. Carolina adotou a Teleconsulta na dermatologia?

Yasmim Mayumi Casos de Sucesso Leave a Comment

Última atualização em

Leia em 5 min.

A dermatologia, assim como muitas especialidades médicas, é extremamente visual e necessita de exames físicos. Porém, alguns atendimentos podem ser feitos tranquilamente por Teleconsulta.

A Dra. Carolina Melo pensava que não conseguiria atender seus pacientes por meio da Telemedicina.

Porém, com a pandemia da COVID-19, ela precisou se adaptar rapidamente para assegurar um atendimento seguro e contínuo para seus pacientes.

Veja neste caso de sucesso como a dermatologista manteve a qualidade das suas consultas com a Teleconsulta iClinic, mesmo durante a crise.

Acompanhe!

Sobre a Dra. Carolina Melo

Desde criança, a Dra. Carolina sempre teve o sonho de ser médica. Conseguiu passar em Medicina no seu primeiro ano de vestibular, e é formada pela Universidade de Pernambuco.

Em sua entrevista, a profissional compartilhou que se apaixonou pela dermatologia no curso, mas também gostava muito da área pediátrica. Sua primeira especialização foi em oncologia pediátrica.

Porém, mesmo atuando em outra especialidade, ela sempre atendeu pacientes que chegavam com diversos sintomas relacionados à dermatologia, como sintomas de câncer de pele. 

Por isso, a Dra. Carolina decidiu fazer sua segunda especialização, em dermatologia.

Decidi me especializar em dermatologia, e foi a especialidade que eu realmente me encontrei. Estou extremamente realizada, adoro tudo relacionado a dermatologia. Atuo tanto na parte clínica, quanto na parte estética. Não poderia ser mais feliz em uma especialidade do que agora.”

A Dra. Carolina atende em seu próprio consultório, a Unique Clínica Dermatológica, e também trabalha no Real Hospital Português de Beneficência de Recife.

Caso de sucesso: Teleconsulta na dermatologia

Desde que soube que iria se especializar em dermatologia, a profissional se programou para abrir seu negócio. 

Afinal, como afirmou em sua entrevista, a dermatologia permite uma ótima autonomia para os médicos que querem organizar seus horários da melhor forma. 

A Unique Clínica Dermatológica está no edifício Empresarial Albert Einstein há 7 anos, e a Dra. Carolina pretende ampliar ainda mais seu espaço.

O atendimento humanizado é um diferencial fundamental para a dermatologista, que sempre busca atender seus pacientes com empatia, e explicar tudo de forma didática.

Minhas consultas costumam demorar mais, e os pacientes se surpreendem. Eu também não faço distinção entre meus pacientes, todos são atendidos do mesmo jeito.”

Além disso, a experiência de duas especialidades contribuem ainda mais para a qualidade do atendimento da Dra. Carolina.

“O fato de eu ter feito duas especializações me deu uma bagagem para exercer a dermatologia da forma que eu exerço hoje. Eu não foco apenas na parte estética, enxergo o paciente como um todo.”

Por que a Dra. Carolina Melo aderiu a Teleconsulta iClinic durante a pandemia?

Durante a crise ocasionada pela COVID-19, a dermatologista se viu em um impasse: precisava atender seus pacientes, mesmo em um período de   distanciamento social. 

Pensando nisso, optou por uma solução de Telemedicina: a Teleconsulta iClinic.

“A minha principal motivação foi buscar a Telemedicina, devido a situação atual da pandemia. Eu precisava manter o atendimento dos meus pacientes, porque não faço só a parte estética, muitos pacientes clínicos tiveram seus sintomas agravados, e estavam sem consulta.”

A Teleconsulta permitiu que a dermatologista continuasse atendendo seus pacientes, principalmente aqueles que não podem ficar sem acompanhamento médico.

Diferente de outras plataformas, como Zoom ou Skype, a Teleconsulta iClinic é desenvolvida exclusivamente para a área da saúde. Isso significa que a plataforma busca seguir todas as normas do CFM e da LGPD. 

Para assegurar mais segurança para os pacientes e para os médicos, ela conta com um termo de consentimento para pacientes, armazenamento na nuvem, e integração com o prontuário eletrônico.

“Para manter o seguimento desses pacientes, me vi com essa necessidade urgente de praticar a Telemedicina. Eu também já pensava em aderir o prontuário eletrônico, para melhorar meu arquivamento de dados, e facilitar o dia a dia.”

Porém, apesar de ter aderido a Teleconsulta recentemente, a visão da Dra. Carolina nem sempre foi positiva em relação ao atendimento à distância, pelo menos para sua especialidade.

Pretendo continuar, inclusive, a Teleconsulta me surpreendeu positivamente. No começo eu era resistente, sempre aprendi que a consulta não é só uma olhadinha, então pensei que estaria menosprezando a consulta dermatológica caso fizesse por Telemedicina.”

Teleconsulta na dermatologia

“Eu demorei para procurar a Telemedicina porque pensava que não era um meio válido de consulta, para a minha especialidade. Para eu entregar um diagnóstico acurado, precisamos olhar o paciente como um todo. Não é apenas o sintoma que ele está relatando, você precisa ver os detalhes.”

A Dra. Carolina compartilhou em sua entrevista que apesar de todos os receios de lidar com uma especialidade bastante visual, esses pontos podem ser resolvidos na própria Teleconsulta. 

“Conversando com o paciente, você consegue contornar essa situação, e pedir para que ele mostre o que for necessário. Se for preciso, ele será atendido presencialmente. Por isso eu acredito que a Telemedicina seja válida, mesmo para a dermatologia.”

Como muitos profissionais já afirmaram, a Telemedicina é apenas uma modalidade diferente de consulta, ela não é, e não deve, substituir o atendimento presencial. 

Além disso, funcionalidades como a Teleconsulta permitem a continuidade do atendimento médico em qualquer situação, aumentando a segurança dos pacientes. 

Vi muitos pontos positivos, mudei o pré-conceito que eu tinha antes. Por exemplo, às vezes o paciente que vai na consulta presencial está tão ansioso ou se sente tão intimidado, que termina não abordando muitas coisas.”

Todos esses pontos também contribuem para a rotina dos próprios profissionais de saúde.

“Na Telemedicina, você está disponível exclusivamente para o paciente, que está na casa dele, em um ambiente seguro, então ele explora mais as queixas, fala mais conscientemente dos seus problemas. Eu sempre ressalto que se for necessário, o paciente tem um direito a um retorno presencial.”

Os benefícios do atendimento à distância permanecem  após a pandemia, apesar dela ter impulsionado esse movimento no Brasil, como a Dra. Carolina compartilhou.

“De todas as Teleconsultas que eu fiz, apenas um paciente com um sintoma oncológico precisou de consulta presencial. A Teleconsulta vale super a pena, então pretendo continuar mesmo após a pandemia, porque você pode ajudar pacientes que estão longe do seu consultório, ou pacientes pós-cirúrgicos que não podem se locomover.”

De fato, a consulta online também pode auxiliar na fidelização de pacientes, que se sentem cuidados em qualquer momento. 

“Você consegue perceber na consulta, o alívio dos pacientes quando eles percebem que a Teleconsulta foi resolutiva. Eles não se sentem abandonados.”

A experiência da Dra. Carolina com a Telemedicina foi um sucesso, e além de administrar seu próprio consultório, ela também conseguiu inovar seu atendimento, cuidando ainda mais de seus pacientes.

Quer atender seus pacientes à distância, assim como a Dra. Carolina? Conheça a Teleconsulta iClinic:

Teleconsulta iClinic: atenda seus pacientes à distância de forma segura

Contatos da Dra. Carolina Melo:

Endereço: Rua Frei Matias Teves 280, sala 609, Empresarial Albert Einstein, Ilha Do Leite – Recife

E-mail: carolinamelo1303@gmail.com 

Telefone: (81) 32317012 e (81) 988779148

Instagram: @dracarolinamelodermato


Sobre o autor

Yasmim Mayumi

Especialista em Marketing de Conteúdo e estudante de Letras na Barão de Mauá em Ribeirão Preto.