Descubra a importância da gestão financeira em uma clínica médica

Qual a importância da gestão financeira em uma clínica médica?

Maria Beatriz Oliveira Gestão da Clínica

Leia em 6 min.

Última atualização em 19/11/2021 por Yasmim Mayumi

A gestão financeira em uma clínica médica facilita os processos administrativos, alavanca os resultados e possibilita melhorias ao longo do tempo.

Escute o áudio do conteúdo clicando no player abaixo:

Realizar uma ótima gestão é um ponto indispensável para todos os médicos empreendedores que desejam alcançar o sucesso.

Por meio dela, você consegue gerenciar sua clínica com mais agilidade e eficiência, além de obter um maior controle sobre seus processos internos. 

Tanto você quanto os pacientes ganham, pois ao entender sua verdadeira situação financeira, é possível investir em melhorias na estrutura física da clínica e nos equipamentos.

Neste artigo, você descobrirá a importância da gestão financeira em uma clínica médica e aprender 5 dicas valiosas para melhorar a sua.

Continue a leitura!

3 benefícios da gestão financeira em uma clínica médica

Desde o agendamento da consulta até o pós-consulta, a clínica concentra todas as suas energias em atender o paciente com respeito e profissionalismo.

No entanto, não é somente o paciente que precisa de cuidados: as finanças da clínica também merecem a mesma atenção, e é por isso que você deve enxergar a gestão financeira com outros olhos.

Se você cuida das suas finanças pessoais, por que não dar a mesma atenção e cuidado às finanças da sua clínica?

Ao entender melhor os seus dados e investir em melhorias, você otimiza a jornada do paciente, que com certeza se sentirá muito mais acolhido e fidelizado. 

A seguir, você confere mais 3 benefícios da gestão financeira em uma clínica médica.

1. Conheça todas as movimentações do seu caixa

Você monitora todas as entradas e saídas de recursos da sua empresa?

Com uma gestão financeira, você garante um excelente controle interno, consegue entender como está o fluxo de caixa da clínica e evita inconsistência em suas informações.

O fluxo de caixa permite que você acompanhe as entradas e saídas e o quanto acaba sobrando ao final de um período específico, seja mês, semestre ou ano. 

Acompanhar o caixa é muito importante, pois é o mecanismo que acaba dando a melhor fotografia da sua saúde financeira.

Assim, você entende qual retorno está sendo obtido e pode planejar melhorias caso o resultado não seja tão satisfatório.

Além disso, esse acompanhamento é necessário para que as datas de vencimentos dos débitos e as de recebimentos sejam acompanhadas com a devida atenção.

Saiba mais sobre gestão de clínicas médicas em nosso eBook gratuito:

eBook Grátis: Com conceitos e dicas práticas, veja como melhorar a gestão seu consultório e alavanque os seus resultados com as melhores ferramentas de administração. Clique aqui!

2. Obtenha mais controle da sua administração

Quais são os custos totais da sua clínica? Quanto você gasta para realizar cada procedimento?

A gestão financeira torna essas informações claras e permite um monitoramento mais efetivo de sua administração.

Afinal, para uma boa administração, é importante que todos os gastos sejam conhecidos e entrem no controle.

Controlar o estoque é outro ponto indispensável para evitar que faltem materiais durante as consultas ou que produtos vençam e você perca dinheiro com seu estoque.

Um bom controle de estoque faz com que você compre todos os materiais no momento certo e saiba quais devem ser utilizados com prioridade para não vencer. 

Além disso, você consegue negociar melhores preços e melhores condições de pagamento, otimizando ainda mais o resultado financeiro.

3. Planeje o futuro da sua clínica médica

Como você enxerga a sua clínica médica daqui a 5 anos? E daqui a 10 anos?

A gestão financeira traz previsibilidade e garante uma excelente administração para o seu negócio.

Com ela, você pode planejar o futuro do seu empreendimento, traçar metas e elencar ações para que elas sejam atingidas.

Dessa forma, você e seus colaboradores ficam na mesma página e você consegue oferecer aos pacientes um serviço que sempre evolui ao longo do tempo.

5 dicas de gestão financeira para sua clínica médica

Embora muitas pessoas achem que realizar a gestão financeira é complicado, existem algumas dicas básicas que podem ser seguidas para facilitar esse processo.

Também há recursos tecnológicos que otimizam e centralizam o trabalho, uma excelente ajuda para sua clínica médica.

Para te ajudar, preparamos uma websérie especial sobre o assunto, confira em nosso vídeo a seguir:

Continue a leitura e aprenda 5 dicas de gestão financeira fundamentais para seu negócio.

1. Defina o melhor preço para sua consulta

Você sabe qual é a sua taxa de sala?

A taxa de sala também é conhecida como custo-hora, e é um componente fundamental para que você consiga definir o melhor preço para sua consulta.

A taxa de sala é formada pelo seu custo fixo total dividido pelo número de horas trabalhadas por mês. Por isso, é essencial que o preço da sua consulta englobe a sua taxa de sala.

Além dela, o preço da consulta também deve envolver as taxas e impostos para que você saiba qual é o seu lucro. 

Para conferir dicas detalhadas sobre precificação para clínicas e consultórios, leia nosso artigo sobre o tema.

Outros fatores que devem ser levados em conta na hora da precificação são análise de mercado, concorrência e valor agregado devido a sua experiência, anos de estudo e pacientes fidelizados.

Com a definição do preço ideal para sua consulta, você garante uma remuneração justa por seus esforços.

Saiba mais sobre o assunto em nosso eBook grátis sobre gestão de custos em clínicas médicas:

eBook Grátis: Entenda o que são custos em clínicas médicas, como encontrar os gargalos no dia a dia e aprenda a reduzi-los sem comprometer a qualidade do seu atendimento! Clique aqui!

2. Separe as despesas pessoais das despesas da clínica

Misturar as despesas pessoais com as despesas da clínica é um erro comum, mas que pode trazer inúmeras consequências negativas para seu negócio.

Gastos pessoais como compras, combustível e despesas da casa não devem ser contabilizados junto aos custos da clínica, como salário de funcionários, aluguel e impostos.

Como você administra sua empresa, você deve receber o pró-labore, que corresponde ao seu pagamento por exercer a função de administrador.

O pró-labore é considerado uma despesa administrativa, já que funciona como seu salário.

Para defini-lo, você deve considerar quanto o mercado paga para a execução da mesma função na CLT e acrescentar de 20% a 30% para compensar a falta de benefícios trabalhistas.

É importante lembrar que alguns gastos como viagens a trabalho e desenvolvimento profissional podem ser contabilizados na empresa. 

Ao separar suas contas, você garante uma maior visibilidade do retorno da empresa, entende seus lucros e custos separados de seus gastos pessoais.

3. Escolha o melhor regime tributário

Para garantir que sua empresa pague os impostos adequados e mantenha-se em dia com a fiscalização, escolher o melhor regime tributário é fundamental.

Para clínicas médicas, existem 3 opções que são aceitas atualmente:

  • Simples Nacional: criado para simplificar o pagamento dos impostos para empresas, ele pode ser aplicado em empresas de pequeno porte (EPP) ou microempresas (ME). Seu faturamento máximo é de R$4,8 milhões por ano;
  • Lucro Presumido: aceita empresas que faturam até R$78 milhões por ano. Nele, a Receita Federal determina que as clínicas médicas devem pagar 11,33% cobrado sobre a parcela de lucro presumido;
  • Lucro Real: nele não há um limite para o faturamento. A alíquota dos impostos, nesse caso, incidem sobre a margem de lucro real da empresa, a qual deve ser comprovada com documentação específica.

A escolha vai depender do seu tipo de clínica e para não cometer erros, conte com a ajuda de um especialista na área.

Para aprender mais sobre o assunto, baixe nosso eBook gratuito sobre planejamento tributário para clínicas e consultórios:

Guia de Planejamento Tributário para Clínicas e Consultórios Médicos. Veja como economizar na hora de declarar seus impostos. Clique aqui!

4. Controle seu fluxo de caixa e tenha um capital de giro

Ao longo do conteúdo, você conferiu que controlar o fluxo de caixa traz mais transparência à clínica médica e auxilia muito a organização.

Para que esse processo ocorra da melhor forma possível, você pode fazê-lo de forma automática utilizando planilhas ou um sistema para clínicas

A automatização evita erros comuns como rasuras, falta de centralização e ilegibilidade, por isso é ideal considerar essa possibilidade.

A grande vantagem de um sistema médico é que, com ele, você centraliza não apenas as suas informações financeiras, mas também agenda, prontuários e cadastro de pacientes.

Outra dica importante é ter sempre um capital de giro positivo.

O capital de giro consiste na diferença entre os recursos disponíveis no caixa e a soma das despesas e contas a pagar. 

Com ele, você consegue garantir o funcionamento da sua clínica mesmo diante de alguma crise ou imprevisto. Um ponto fundamental, não acha?

5. Automatize seus processos

Como você controla suas movimentações financeiras hoje?

No tópico anterior, você conferiu a importância de automatizar seus processos manuais para garantir mais confiabilidade e precisão.

Automatizar processos também traz segurança à clínica, já que com um software médico, você se adequa à LGPD contando com recursos como armazenamento na nuvem e criptografias.

Conhecer a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) é importante para garantir que seu negócio esteja dentro de suas conformidades, já que as multas por violações podem chegar a 50 milhões de reais.

Um software traz também relatórios e gráficos automáticos para sua gestão financeira, o que facilita ainda mais esse processo. 

Em nossa checklist gratuita, você confere se sua clínica precisa ou não de um sistema na nuvem:

Checklist Grátis: Descubra se seu consultório está precisando de um Sistema em Nuvem. Clique aqui e baixe nossa checklist!

Neste artigo, você conferiu a importância da gestão financeira em uma clínica médica e também algumas dicas valiosas para melhorar a sua. 

Ao investir na boa gestão, você alcança melhores resultados e consegue levar a seus pacientes uma experiência ainda melhor.

Espero que este conteúdo tenha ajudado!


Sobre o autor

Maria Beatriz Oliveira

Especialista em Marketing de Conteúdo e estudante de Marketing na Uninter.