Software para clínicas: como fazer a escolha certa

Software para clínicas médicas: 7 dicas para fazer a escolha certa

Leia em 5 min.

Está com dúvidas sobre como escolher o melhor software para sua clínica? Veja neste artigo 7 dicas incríveis e alguns pontos que precisam ser levados em consideração nessa decisão!

Uma gestão de clínica eficiente preza pela organização de seus processos, atendimento de qualidade aos pacientes e avaliação contínua das rotinas implantadas.

Nesse sentido, a escolha de um software para clínicas deve atender às principais demandas da clínica, ser de fácil entendimento e entregar relatórios de acompanhamento das atividades.

No entanto, para ter acesso a todos esses benefícios, é importante estar atento na hora de escolher o software que vai ajudá-lo a otimizar seus processos. Mas você sabe o que analisar nesse momento?

É importante ter em mente quais informações serão necessárias ao contratar um software de gestão. Acompanhe o artigo a seguir, e descubra algumas dicas essenciais para não errar na escolha. Confira!

Como acertar na escolha do software para clínicas?

Com tantas opções diferentes de softwares no mercado, ficar atento aos principais pontos que um bom sistema deve garantir é fundamental. Afinal, é um serviço que irá te acompanhar constantemente na sua rotina.

Continue a leitura e garanta a escolha certa de um software para sua clínica!

1. Escolha um software seguro

O primeiro fator a ser considerado antes de adquirir um software para clínicas médicas é a segurança.

Afinal, nele constará todo o histórico e dados pessoais de seus pacientes, que não podem, em hipótese alguma, ser expostos a terceiros. Sem contar as informações de sua clínica, que também precisam estar protegidas.

Nesse sentido, é fundamental que o software tenha um nível de segurança bancário, no qual as informações são criptografadas e protegidas, possibilitando o acesso somente por meio de uma senha.

software-seguro

Além disso, ele precisa viabilizar o backup (atualização) diário, a fim de reduzir a possibilidade de perdas de dados.

2. Avalie o suporte oferecido

O suporte que será oferecido também precisa ser avaliado. Isso porque você sabe o quanto a sua vida profissional é agitada, sendo assim, não poderá perder tempo com dúvidas do software.

Olhando por esse ângulo, o suporte precisa ser rápido e eficaz e, além da assistência, é importante que sejam oferecidas dicas para otimizar os processos da sua clínica.

Uma empresa de software para gestão clínica deve prover consultoria antes, durante e após o processo de implantação. No primeiro momento, os consultores irão analisar a implantação e readequar, quando possível, às necessidades da sua clínica.

Em um segundo momento serão levantados os problemas inerentes à implantação, treinamento dos funcionários e acompanhamento das metas propostas conforme negociação em contrato.

É igualmente crucial que os especialistas sejam dedicados a atender da melhor forma, procurando solucionar dúvidas rapidamente e ajudando na rotina da sua clínica.

O suporte da iClinic, por exemplo, responde normalmente em até três minutos pelo chat do sistema, no horário comercial.

3. Saiba se os relatórios são completos e precisos

Um software para clínicas precisa fazer levantamentos dos processos, custos e receitas. Portanto, é essencial que na hora de escolher seu sistema ideal, os tipos de relatórios oferecidos sejam avaliados.

Confira como avaliar os resultados da sua clínica com relatórios eficientes no nosso eBook gratuito, é só clicar na imagem abaixo:

eBook Grátis: Saiba como avaliar os resultados do consultório. Clique aqui e baixe agora o ebook!

Informações sobre o número de atendimentos, frequência de absenteísmo, percentual de glosa dos convênios, dentre outras demandas, também devem ser discutidas.

Assim, a possibilidade de inserir dados da equipe de colaboradores, previsão de férias, controle de solicitação para exames periódicos e outras informações são fundamentais para o bom funcionamento da clínica.

4. Avalie as formas de acesso ao prontuário eletrônico

Para agilizar o atendimento dos pacientes, é imprescindível a implantação do prontuário eletrônico e que ele possa ser acessado facilmente pelo médico.

Se o software não disponibiliza acesso de diferentes dispositivos, como tablet e smartphones, você deve repensar essa contratação. Caso contrário, em uma situação de emergência você precisará ir até sua clínica apenas para conferir informações essenciais.

O acesso pela internet é fundamental, pois só assim você consegue consultar os dados dos pacientes de onde estiver e tirar dúvidas ou se preparar para a consulta.

Além disso, deve-se sempre considerar a integração dos dados médicos dos pacientes para garantir agilidade no atendimento e aumentar o tempo dedicado à escuta dos problemas de saúde.

5. Verifique se o software facilita sua gestão

Alguns softwares para clínicas médicas oferecem funcionalidades tão complexas, que, em vez de otimizar a gestão, comprometem ainda mais o desempenho e produtividade de toda a equipe.

Sendo assim, é fundamental que você escolha um software que facilite a sua gestão, disponibilizando relatórios para analisar melhor a situação financeira de sua clínica, por exemplo.

Além disso, é importante conferir se o software oferece funcionalidades como lembretes de consultas por SMS, automatizando processos repetitivos e diminuindo a taxa de absenteísmo da sua clínica.

6. Procure saber sobre a segurança do software

A segurança no armazenamento de dados é um ponto inegociável em um software para clínicas. O acesso deve ser limitado por senhas, as informações, criptografadas, e as medidas de segurança devem ser bem detalhadas.

Não esqueça de verificar também se o software médico avaliado apresenta certificação digital SSL (HTTPS que está presente ao lado da URL do site), que aparece também em formato de cadeado. Dessa forma, você tem a garantia de segurança e privacidade das suas informações.

segurança-na-url-software-medico

É importante conferir as exigências estabelecidas pelo CFM (Conselho Federal de Medicina) em relação a segurança dos dados médicos, e ter certeza que o software segue todos esses padrões exigidos.

7. Analise a possibilidade de personalização

Existem softwares que oferecem a possibilidade de personalização, disponibilizando funções adicionais para que você consiga adaptar essa nova tecnologia às necessidades do seus dia a dia.

Essa personalização facilitará o seu trabalho, pois será possível configurar algumas funcionalidades de acordo com a sua demanda, como por exemplo, o prontuário eletrônico do iClinic.

Um prontuário que permite customizações de acordo com a sua prática médica garante ainda mais agilidade no dia a dia, pois dessa forma você consegue deixar o seu atendimento do seu jeito.

Confira o caso de sucesso do Dr. Jonatan Soares e veja o impacto da personalização do prontuário na rotina da clínica.

“É importante poder personalizar o prontuário do jeito que a pessoa está acostumada. Quando você avalia a facilidade, fica cada vez mais evidente que é preciso ter o prontuário digital, pois pode usar em qualquer lugar.”

Adquirindo um eficiente software para clínicas médicas, você notará o aumento na satisfação de seus pacientes, e também de seus colaboradores, que não precisarão mais perder tempo com procedimentos burocráticos e poderão focar em atividades mais produtivas.

Para acertar na escolha de seu software médico, aposte nesta checklist gratuita de como escolher o sistema ideal:

Cadastre-se na Newsletter do iClinic

Entendeu os requisitos necessários para escolher o software ideal para sua clínica? Comente aqui embaixo o que achou das nossas dicas, e não se esqueça de reagir e compartilhar o conteúdo!


Sobre o autor

Yasmim Mayumi

Especialista em Marketing de Conteúdo e estudante de Letras na Barão de Mauá em Ribeirão Preto.