Marketing digital para clínicas: como conquistar novos pacientes

Marketing digital para clínicas: como atrair e fidelizar pacientes

Yasmim Mayumi Marketing Médico

Leia em 7 min.

Última atualização em 13/06/2022 por Daniel Amaral

O marketing digital pra clínicas exige um bom conhecimento sobre seu público, presença nas mídias sociais, geração de conteúdo relevante e ferramentas automatizadas para a área da saúde.

As mídias sociais são uma excelente forma de divulgar seu conhecimento técnico, auxiliando os pacientes que buscam por ajuda na internet e incentivando-os a marcar uma consulta, quando necessário.

Estar presente na internet também é uma forma de fortalecer relacionamentos com quem já conhece seu serviço, porque eles nunca vão esquecer de você ao ver seus conteúdos.

Saber usar o marketing médico ao seu favor significa usá-lo de forma ética para agregar valor aos pacientes, aumentando sua atração e fidelização.

Um estudo sobre marketing para a saúde afirma que o marketing engloba ações que passam por todas as etapas de prestação de serviço de saúde, desde o agendamento até o pós-consulta.

“Defende-se que a utilização de ferramentas de marketing poderá melhorar o desempenho das empresas de saúde, possibilitando aumento da atração, preferência, confiança e fidelidade de clientes. Assim, a empresa torna-se cada vez mais competitiva e atraente, especialmente em contextos de elevada concorrência.”

Neste artigo você vai aprender:

Clique no player para escutar o podcast deste conteúdo:

Qual é a importância do marketing digital para clínicas?

A cada ano, o mundo se torna mais globalizado e digital. 

Com tendências como o Metaverso (mundo virtual que replica a realidade), 5G e inteligência artificial, em breve viver sem estar na internet significará não se conectar com o resto do mundo – e isso já acontece. 

Para as instituições, o marketing digital é uma forma de se conectar com os consumidores, agregar valor e atender suas expectativas. Na área da saúde, isso não é diferente.

Os pacientes querem conhecer mais sobre seus médicos antes de irem para consulta, preferem agendar online, ter diferentes meios de pagamento e de contato.

É claro que cada público tem sua especificidade, mas se você atende gerações que cresceram com acesso à internet, será extremamente difícil se manter competitivo no mercado sem investir no marketing digital.

Entre suas principais vantagens, podemos destacar:

  • Criação de uma marca forte para a clínica;
  • Divulgação dos seus diferenciais em diferentes canais;
  • Amplo atendimento ao paciente (agendamento online, contato por WhatsApp, e-mail marketing);
  • Criação de uma relação mais duradoura com o paciente, que terá contato com seus conteúdos por meio das mídias sociais;
  • Aumento da educação aos pacientes, que poderão consumir conteúdos relevantes sobre suas saúdes;
  • Possibilidade de aparecer nos primeiros resultados do Google nas buscas pelos seus serviços;
  • Captação de mais informações sobre seu público-alvo e o perfil de paciente ideal para a sua clínica.

Não sabe o que é o conceito “e-mail marketing” citado acima? Assista nosso vídeo:

10 dicas de marketing digital para clínicas

1. Conheça seu público

Quem são as pessoas que você quer alcançar? Quais mídias sociais elas mais usam no dia a dia? Que formato de conteúdo atrairá mais a atenção delas?

Independentemente de que tipo de estratégia você escolha, todo seu planejamento deve estar centrado no paciente. Ou seja, é preciso conhecer o seu público.

O público-alvo é um conceito amplo que envolve características gerais e em comum dos seus pacientes, como faixa etária, gênero e região. É um bom começo para entender quem você precisa atrair.

O ideal é que você também tenha definições de Buyer Personas, perfis semi-fictícios dos clientes ideais da sua clínica. 

Esses perfis são criados com base em informações reais sobre seus pacientes, com o intuito de tornar esse “paciente ideal” para seus serviços mais tangível.

Veja nosso exemplo de Buyer Persona na imagem abaixo:

imagem

Para criar seu público-alvo e suas Personas, o recomendado é realizar pesquisas com sua base de pacientes atual, ou buscar ajuda de uma agência especializada em pesquisas de mercado.

2. Faça um planejamento com objetivos claros

Ao estudar sobre marketing digital, você verá que existem milhares de estratégias utilizadas por diferentes, como Marketing de Conteúdo, Inbound Marketing, entre outras.

Não tente adotar todas as estratégias que encontrar, porque você não conseguirá os resultados que deseja. Primeiro, é necessário estabelecer qual é seu objetivo essencial, depois entender qual estratégia é a mais eficiente.

Imagine que seu objetivo seja atrair mais pacientes da sua cidade. Uma possível estratégia será o anúncio por geolocalização do Google Ads.

Se seu objetivo é aumentar o retorno de pacientes na clínica, a melhor estratégia provavelmente será o agendamento online disponibilizado por meio do site ou e-mail marketing.

Baixe nosso eBook gratuito sobre e-mail marketing para aprender mais sobre essa estratégia:

eBook gratuito: Emails Marketing na sua clínica: como elaborar a estratégia? Clique aqui e baixe agora!

3. Produza conteúdos úteis e relevantes para os pacientes

Produza conteúdos relevantes e que atraiam a atenção dos pacientes, pensando sempre em como sua clínica pode ajudar a resolver seus problemas.

Não saia escrevendo ou colocando assuntos sem uma estratégia.

Defina um responsável ou contrate uma empresa especializada para produzir e definir o objetivo de cada conteúdo, sejam eBooks, posts no blog, infográficos ou estudos de casos.

É importante que sua clínica siga um cronograma, com datas definidas e quantidade de conteúdos para garantir periodicidade.

A produção de conteúdo constante dentro da estratégia estabelecida garante o posicionamento de sua clínica nos mecanismos de busca e a conquista de novos pacientes.

E lembre-se sempre de ter cuidados quanto às restrições estabelecidas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). 

Os limites do marketing médico são inúmeros, portanto saiba exatamente o que pode e o que não pode ser realizado. Assista nosso vídeo sobre o assunto:

4. Promova seu conteúdo por meio das mídias sociais

Há diversas formas de promover conteúdo, dependendo da estratégia definida e de em que canais seu público se encontra.

Seu site é a porta de entrada e o centro de todas as informações para qualquer novo paciente. Ele deve funcionar bem em computadores e celulares, assim como ser otimizado para SEO.

O SEO, práticas que ajudam a ranquear seu site nos primeiros resultados do Google, são essenciais para o marketing digital, por isso, mantenha seu site atualizado, com informações claras e com “iscas” para o primeiro contato, como botões para o WhatsApp da clínica ou agendamentos.

Utilize o recurso em vários pontos do seu site, para que você possa atrair esse contato e iniciar um relacionamento.

As redes sociais são grandes aliadas para promover o conteúdo, e se sua clínica de saúde ainda não as utiliza, é hora de se estruturar para isto, pois é por lá que circulam os potenciais pacientes.

Crie um resumo do seu conteúdo para cada mídia social, redija posts que divulguem e enriqueçam o conteúdo e esteja sempre atento para interagir com possíveis perguntas e dúvidas de seu contato.

Esses são alguns exemplos de como explorar seu conteúdo. Analise como explorar e fazer isso constantemente. Aprenda mais sobre em nosso eBook gratuito de redes sociais para profissionais de saúde:

redes sociais para medicos e profissionais da saude

5. Interaja para criar relacionamentos

Após atrair interessados para sua base de contatos, relacionar-se será uma etapa fundamental para transformá-los em novos pacientes.

Forneça informações relevantes e conteúdos que possam ajudar no processo de decisão.

Se você identificou que o Instagram é a rede social com maior engajamento para potenciais pacientes, ao postar conteúdos com dicas de saúde, incentive que elas façam agendamentos e responda todos os comentários.

Assim, você criará confiança e conexões mesmo antes do momento da consulta. O ideal é contratar um profissional para cuidar das redes sociais na clínica ou ter uma agência de marketing especializada na área da saúde.

Seus pacientes serão fortes aliados para indicar seus serviços, então não deixe que essa relação esfrie, continue em contato!

6. Crie um perfil no Google Meu Negócio

O Google é o mecanismo de buscas mais utilizado na internet. O Youtube vem em segundo lugar, e é sempre bom lembrar que ele foi comprado pela Google.

A maioria dos seus pacientes provavelmente tira dúvidas sobre saúde e busca por serviços de profissionais na internet. Ao ter um perfil no Google Meu Negócio, você garante que aparecerá mais nessas buscas.

O Google Meu Negócio é gratuito e você pode adicionar fotos, endereço, meios de contato, site e os pacientes podem avaliar seus serviços.

Com avaliações positivas, mais pessoas se sentirão confiantes em marcar agendamentos. Veja nosso passo a passo completo de como criar seu perfil no Google Meu Negócio:

Google Meu Negócio para clínicas e consultórios

7. Tenha ferramentas de marketing automatizadas

Para ter resultados com o marketing digital, não basta investir tempo e energia por um mês. Os resultados costumam ser de longo prazo, com exceção de estratégias específicas como os anúncios pagos.

Por isso, é importante que você mantenha consistência nos canais que escolheu investir. Para não perder muito tempo, o ideal é automatizar esses processos.

Softwares médicos completos costumam oferecer ferramentas automatizadas, como o agendamento online, e-mail marketing, lembretes de consulta por WhatsApp, entre outros.

Dessa forma, além de centralizar soluções em um único local (prontuário eletrônico, Teleconsulta, marketing, gestão financeira), você consegue automatizar várias tarefas e ter mais tempo para focar nos pacientes.

8. Considere as mídias pagas

Ao fazer uma busca no Google, você já viu os primeiros resultados com uma sinalização de “anúncio”?

Essa prática é conhecida como Google Ads ou anúncios do Google. Essas mídias pagas, como o próprio diz, envolve o investimento de dinheiro e traz resultados rápidos, quando feitas corretamente.

Você pode configurar um anúncio sobre a sua clínica para aparecer em buscas de palavras-chaves como “dermatologista em Belo Horizonte”.

Essa estratégia é ótima para quem quer ter resultados rápidos e aumentar o agendamento de consultas, por isso, vale considerá-la se esse é o seu objetivo.

9. Estude sobre marketing médico

Como você viu ao longo do conteúdo, existem milhares de estratégias no marketing digital, além de diferentes mídias sociais, como Instagram, Facebook, site, blog, mídias pagas, entre outros.

Mesmo que você conte com um profissional dedicado para seu marketing ou uma agência, é fundamental que você tenha um conhecimento básico para poder opinar sobre o que acha melhor na estratégia da clínica.

Busque livros e cursos feitos por especialistas da área, como este curso ministrado pelo Dr. José Netto, médico empreendedor que se especializou em marketing:

Curso gratuito de Marketing Digital para Médicos. Clique aqui!

10. Siga o código de ética médica

Já citamos a importância de estar atento ao código de ética médica do CFM, mas é essencial enfatizar que antes de colocar qualquer estratégia em prática, você ou a agência precisam estudar esse documento.

Muitos erros que os profissionais cometem, por exemplo, é divulgar fotos de “antes e depois” dos pacientes, mesmo com suas autorizações. Essa prática é proibida pelo CFM.

Falas como “resultados garantidos”, “melhor tratamento”, “único especialista”, também são proibidos, justamente para não generalizar as práticas médicas e comercializá-las.

Existem várias discussões sobre a rigorosidade do Manual de Publicidade Médica, mas é fato que se você não respeitar essas normas, pode colocar em risco seu CRM.

Neste artigo você aprendeu a importância do marketing digital para clínicas e 10 dicas para colocar suas estratégias em prática. Inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter para receber mais conteúdos como este:

Cadastre-se na Newsletter do iClinic

Sobre o autor

Yasmim Mayumi

Especialista em Marketing de Conteúdo, atua como analista de conteúdo há mais de 3 anos na iClinic. Graduanda em Letras - Licenciatura em Inglês e Português na Barão de Mauá em Ribeirão Preto.