Instagram para médicos: desmistifique os 10 principais mitos

Instagram para médicos: desmistifique os 10 principais mitos

Leia em 5 min.

Com 50 milhões de usuários só no Brasil, o Instagram parece uma escolha interessante para a divulgação de qualquer tipo de negócio, inclusive os relacionados à saúde, não é mesmo?

Bom, a verdade é que na prática, não é bem assim.

Isso porque quando o assunto é marketing médico, muitas dúvidas e paradigmas fazem com que as redes sociais sejam vistas com bastante cautela pelos profissionais da área da saúde. Existem diversas normas estabelecidas pelo Conselho Federal de Medicina, que proíbem o uso de determinadas comunicações.

Mas afinal, vale a pena investir no Instagram para médicos? Pensando nisso, reunimos 10 mitos sobre o uso do Instagram que todo médico e gestor devem saber. Continue a leitura e desmistifique certos paradigmas.

1. O código de ética médico não permite publicidade

É verdade que o Conselho Federal de Medicina (CFM) possui regras claras e alguns limites sobre o marketing médico. Não expor imagens de antes e depois, mesmo com autorização do paciente, é uma delas. Por isso que é muito importante que você conheça as normas estabelecidas pelo CFM.

No entanto, é possível divulgar sua marca sem infringir as normas. Um médico ginecologista, por exemplo, pode dar dicas de alimentos que aliviam os sintomas da TPM.

O segredo aqui é relacionar informações sobre a sua especialidade com um conteúdo que converse com o dia a dia dos seus pacientes Por isso, é essencial que você conheça o seu público alvo, entendendo também qual tipo de comunicação seus pacientes estão mais interessados em saber, qual o tipo de linguagem deve ser utilizada, qual tipo de imagem mais adequada e assim por diante.

2. A informalidade do Instagram não combina com o perfil de clínicas e médicos

Se o setor de saúde é conhecido pelas informações técnicas e certa formalidade, o Instagram é visto como um aplicativo para o entretenimento. Por isso que, a  primeira vista, o tom pessoal da plataforma pode parecer incompatível com a ideia de fazer marketing médico.

A vantagem em usar o Instagram é justamente acabar com esse paradigma. Seguindo uma estratégia eficaz, é possível atingir e despertar maior conexão entre você/sua clínica e o seu público-alvo.

Porém, justamente por o Instagram ser uma plataforma mais pessoal, uma boa estratégia pode melhorar a relação com seus pacientes, inclusive, fidelizando-os. Manter a clínica com um perfil apenas formal, pode torná-la distante da realidade dos pacientes.

Com conteúdos interessantes e úteis, você pode se aproximar dos seus pacientes da maneira certa, tornando sua clínica não apenas um estabelecimento de saúde, mas uma companheira com que eles podem contar.

3. O Instagram não atrai novos pacientes

Na era da globalização as redes sociais são a “cereja do bolo”, e o uso massivo da tecnologia como meio de comunicação é uma prova disso.

Então, se as pessoas utilizam o Instagram para fazer amigos e conhecer novos produtos é bastante natural que elas também procurem por seu novo médico na plataforma. E este profissional pode ser você!

Lembre-se: as pessoas estão no Instagram e os seus potenciais pacientes também. Aproveite essa oportunidade e seja referência na sua área de atuação.

4. Hashtags não são tão importantes

Seu objetivo é atrair novos pacientes?

A dica é apostar no uso das hashtags, o símbolo # que você pode adicionar nas postagens que você publica!

Isso porque elas funcionam como um mecanismo de busca dentro da plataforma. Ao tornar seus serviços médicos mais detectáveis, suas chances de atrair seguidores aumentam, assim como cresce o número de compartilhamento do seu conteúdo e o engajamento do paciente.

5. O Instagram beneficia poucas áreas médicas

Algumas especialidades como cirurgia plástica e dermatologia podem apresentar maior apelo através do uso de imagens, por conta da proximidade com o conteúdo de estética e estilo de vida.

O que não quer dizer que especialidades pouco conhecidas pelo público devem ignorar o Instagram. Com conteúdos de qualidade, que instiguem a curiosidade dos seus potenciais pacientes, você pode alcançar o sucesso de maneira prática, principalmente por ser uma especialidade com pouca concorrência nas plataformas digitais. Citando o exemplo anterior, aqui vale utilizar o poder das hashtags para alavancar suas publicações.

medicos-usando-instagram

6. Conteúdo técnico afasta seguidores

As pessoas que seguem um perfil médico estão em busca de dicas de saúde comentadas por um especialista. Então, falar sobre um novo estudo científico ou esclarecer dúvidas que foram levantadas em seu consultório está liberado.

Porém, tenha cuidado com a linguagem técnica demais. A regra aqui é abordar o tema da forma mais simples e informal, realmente conversando na linguagem dos pacientes.

Lembre-se que os usuários acessam o Instagram em momentos mais relaxados, e o seu conteúdo concorrerá com fotos de famosos, marcas de roupa, atletas, entre outros. Por isso, tenha um conteúdo atrativo e relevante, potencializando a sua autoridade na ferramenta.

7. Divulgação no Instagram só beneficia médicos famosos e grandes hospitais

No Instagram, as pessoas estão procurando na maior parte do tempo, novidades e conteúdos interessantes, ou seja, estão abertas para conhecer novas pessoas  e influências.

Caso seu conteúdo seja atrativo, com o investimento certo você pode conquistar novos seguidores, se aproximar com seu público, e consequentemente, atrair novos pacientes com um relacionamento próximo e duradouro.

Por isso, chame a atenção do seu público, crie vídeos e utilize a sua criatividade para produzir conteúdos relevantes e atrativos.

8. Tudo bem misturar perfil profissional e pessoal

De fato, não é um problema postar fotos dos bastidores médicos ou compartilhar alguns momentos da sua vida privada — uma mensagem de Feliz Natal com a sua família é um bom exemplo.

Essa postura humaniza sua imagem e estreita ainda mais a relação com seguidores e futuros pacientes. Entretanto, é necessário zelar sempre pela integridade médica. Cuidado e bom senso são as palavras-chave.

9. Bom conteúdo funciona sozinho, por isso não é necessário interagir com os seguidores

A interação é fundamental no Instagram e esta é uma ótima maneira de entender e se conectar com as pessoas.

Dessa forma, reserve um tempo para responder aos comentários e perguntas enviadas para o seu perfil. Além de gerar engajamento, essa atitude despertará a admiração dos seus pacientes.

10. O Stories não serve para divulgar conteúdo médico

Muito popular entre os usuário do Instagram, o Stories, aquelas imagens que ficam disponíveis por apenas 24 horas, é uma ferramenta que se destaca por ser bastante dinâmica e descontraída.

Investir nesse recurso significa se aproximar ainda mais dos seus pacientes.

E isso pode ser feito por meio de enquetes, interações em tempo real — as famosas lives — respondendo perguntas dos seguidores e mostrando os bastidores da sua clínica ou rotina profissional.

O legal dos Stories é que não requer grande investimento ou uma megaprodução. O que vale aqui é ser espontâneo e abusar da criatividade.

Agora que você entendeu a importância do Instagram para médicos e clínicas, que tal colocar todas essas dicas em prática? Veja aqui como criar uma excelente estratégia para o Instagram da sua clínica.

Que tal se aprimorar ainda mais e conhecer tudo sobre como utilizar o Instagram na sua clínica? Baixe esse eBook gratuito agora mesmo e seja referência na sua área de atuação.

eBook gratuito: Como divulgar sua clínica no Instagram e ter ainda mais sucesso. Clique aqui e baixe agora!

Gostou do conteúdo? Compartilhe com seus amigos e deixe o seu comentário também, comentando como está a sua estratégia no Instagram.


Sobre o autor

Milene Polo

Líder de Inbound Marketing na iClinic, com foco em SEO e jornada do cliente. Formada em Nutrição na USP, com Pós Graduação em Administração de Empresas FGV.