como credenciar a um plano de saude

Como credenciar-se a um plano de saúde: Guia prático para redes de credenciamento

O cadastramento em redes de credenciamento pode se tornar uma experiência longa, complexa e frustrante na vida de muitos médicos.

Há quem inclusive recorra às empresas especializadas em credenciamento para organizar e enviar toda a documentação.

Mas, apesar de todas os desafios, o credenciamento continua sendo uma excelente opção para quem está chegando ao mercado com o próprio consultório médico e deseja expandir seu número de pacientes.

Vale a pena eu me credenciar a um plano de saúde? Como credenciar minha clínica? Posso ser credenciado a mais de uma operadora? Como posso atender ao SUS?

Apresentamos um guia prático com todo o necessário para tornar esse processo o mais simples possível:

Vale a pena credenciar se a um plano de saúde?

Antes de ver mais detalhes sobre como se credenciar e quais os passos para fazer esse cadastramento, é preciso refletir se de fato essa é uma boa opção para você.

Atender planos de saúde têm uma série de prós e contras que precisam ser levados em consideração.

Para o começo da carreira, atender convênios pode ser uma boa opção, já que o volume de pacientes novos é alto e você pode começar a criar sua reputação.

Mas é difícil criar um atendimento diferenciado, já que o valor pago por consulta é muito menor do que as consultas particulares, sendo necessário atender muitos pacientes por dia para ter um faturamento mínimo viável. 

Isso sem contar do aumento do número de glosas de procedimentos básicos, e da demora do repasse financeiro referente ao serviço para o médico.

Mesmo para quem está no começo da carreira, é possível fazer o atendimento particular usando algumas dicas de gestão.

marketing médico

Usando algumas técnicas de Marketing Digital (você pode fazer esse curso gratuito, sua clínica pode crescer de maneira rápida.>

Garantindo um atendimento que priorize a satisfação do paciente, você pode estreitar o relacionamento, gerar confiança mútua e culminar na indicação boca a boca.

Para isso é muito importante desenvolver uma visão estratégica e um plano de negócios logo quando você começa a montar seu consultório.

Desenvolver não só uma estratégia de comunicação, mas estruturar seu posicionamento de mercado, definir seu público, proposta de valor e precificação dos serviços é importante desde os primeiros passos.

Quando você aprimora a gestão do seu negócio, passa a ter** mais autonomia e liberdade para atender de fato o público que deseja** e não precisa se preocupar com a burocracia, pagamentos e glosas dos planos de saúde.

Invista na gestão para atender comente consultas particulares e ter uma agenda sempre cheia!

eBook Gratuito sobre Gestão de Clínicas e Consultórios

Em que consiste o credenciamento médico?

O credenciamento consiste na inclusão da pessoa física ou pessoa jurídica que presta serviços de saúde na lista da rede credenciada disponível para atendimento dos pacientes que utilizam a operadora de saúde.

Como é feito o credenciamento?

É necessário entrar em contato direto com o plano de saúde ou convênio e seguir as instruções oferecidas por eles.

medico_escrevendo_documento credenciar-se a um plano de saude

Geralmente, é realizado o preenchimento de uma ficha que formaliza o interesse, a elaboração de uma carta solicitando o credenciamento e descrevendo os serviços oferecidos pelo consultório e os equipamentos disponíveis.

O passo seguinte é a análise dos documentos legais do consultório pela operadora.

No caso de cooperativas, o processo pode ser diferente, incluindo uma prova de seleção.

Quais os documentos necessários para o cadastro de Pessoa Física (PF)?

Para o profissional que deseja credenciar-se a um plano de saúde, existe uma lista relativamente grande de documentos necessários, podendo variar ainda de operadora para operadora.

Confira a lista dos documentos mais comuns pedidos pelas operadoras:

  • Inscrição do Cadastro de Constituintes Mobiliários (CCM) ou Imposto Sobre Serviço (ISS) junto à prefeitura;
  • Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES);
  • Certificado atualizado de inscrição da entidade junto ao Conselho Regional de Medicina (CRM);
  • Alvará da Vigilância Sanitária atualizado;
  • Alvará de funcionamento atualizado;
  • Currículo, diploma, CPF e título de especialista do responsável técnico;
  • CRM ou crédito do responsável técnico;
  • Comprovante da conta bancária;
  • Dados do local de atendimento.

Quais os documentos necessários para o cadastro de Pessoa Jurídica (PJ)?

No caso de clínicas que possuem o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), a lista é um pouco diferente:

  • Contrato social ou ata de constituição;
  • Última ata de reunião ou alteração contratual;
  • Cartão do CNPJ atualizado;
  • Inscrição do CCM ou ISS junto à prefeitura;
  • CNES;
  • Comprovante do último pagamento do ISS;
  • Comprovante do último pagamento da Taxa de Fiscalização de Estabelecimento;
  • Certificado de inscrição da entidade junto ao CRM atualizado;
  • Alvará da Vigilância Sanitária atualizado;
  • Alvará de funcionamento atualizado;
  • Currículo, CPF, diploma e título de especialista do responsável técnico;
  • CRM ou crédito do responsável técnico;
  • Relação do corpo clínico;
  • Comprovante de conta bancária.

Há algum limite de credenciamento pelo médico?

Como estabelecido pela Medida Provisória nº2.177-44/01 o médico ou sua clínica podem fazer parte de quantas redes credenciadas desejam.

Portanto é proibido que as operadoras de saúde imponham contratos de exclusividade aos profissionais de saúde.

No entanto, o médico deve ficar atento para escolher operadoras bem avaliadas e que não apresentem irregularidades legais, sendo importante conferir se problemas com reembolsos e faturamento são comuns ou se os médicos da rede se sentem pressionados para reduzir o número de exames, por exemplo.

credenciamento_medico

Há algum limite de credenciamento pela operadora?

A adesão dos médicos à operadora deve ser voluntária e ilimitada, a menos que haja alguma impossibilidade técnica de prestação de serviços.

A definição de impossibilidade técnica pelas operadoras, no entanto, costuma ser ampla, reduzindo o número de pedidos de credenciamento aprovados.

Inclusive, há casos de médicos que recorreram ao sistema judiciário para terem seus credenciamentos aprovados.

Como é regulada a relação do consultório com a operadora de saúde?

A regulação deve seguir o estipulado em contrato escrito, como determinado pela Lei 13.003/14, no caso de pessoas físicas ou jurídicas credenciadas, contratadas ou referenciadas.

O contrato deve ser claro, descrever todos os serviços contratados, definir os critérios de pagamento e de reajuste e expressar os direitos, as obrigações e as responsabilidades de cada parte, assim como as penalidades pelo não cumprimento dessas.

Não é permitido que um médico se credencie a uma operadora de plano de saúde apenas por adesão, ou seja, quando assina um contrato sem poder contestá-lo ou negociar cláusula a cláusula.

É necessário renovar o credenciamento?

credenciar-se a um plano de saúde

Sim, quando o contrato com a operadora chega ao fim ou quando a atividade, a razão social ou o Cadastro de Contribuintes Mobiliários do consultório sofre alguma alteração.

Como é feito o credenciamento para trabalhar no Serviço Único de Saúde?

Para atender pacientes do SUS, o credenciamento é por meio de edital público com duração de dois anos, podendo ser renovado ao final do período.

O médico credenciado ao SUS não é considerado funcionário público, atendendo em seu próprio consultório.

É necessário ofertar pelo menos 30 consultas (ou exames) mensalmente, exceto no período de férias.

Guias, faturamento, pagamento e glosas

Qualquer profissional da saúde que já está credenciado a planos de saúde pode te confirmar: o processo de pagamento com as operadoras é extremamente desgastante e burocrático.

Para você entender, cada consulta que você faz gera uma Guia TISS. Se, por acaso, você utilizou algum equipamento nesta consulta, isso também deve ser enviado para a operadora em outra guia, para que você receba o reembolso.

Ao final do mês, você deve cadastrar TODAS as consultas realizadas em um sistema online de faturamento. Nesse sistema você precisa checar que todas as informações da sua clínica e dos pacientes estão corretas, além de inserir o valor de cada uma das guias.

Quando você termina essa parte de cadastro, é preciso imprimir todas as Guias e enviá-las pelos Correios para as operadoras.

O tempo para você receber pelos serviços prestados depende de cada operadora.

É fundamental que você veja o extrato do pagamento para saber se alguma guia foi glosada, ou seja, não foi aceita pela operadora e você ficou sem o pagamento.

Se você teve alguma glosa, existe um período para recorrer e fazer a requisição do pagamento após a correção dos dados.

Dica

Para credenciar-se a um plano de saúde, é preciso seguir o processo definido por cada uma das operadoras.

Portanto, é importante entrar em contato e conhecer os procedimentos específicos de cada um deles e, neste momento, conversar com alguns colegas de profissão a respeito de como funciona este processo pode ser de grande ajuda.

Além de ajudar quanto ao processo, outros médicos poderão ajudá-lo a escolher uma rede que seja mais adequada para o seu momento de carreira e objetivos profissionais.

Tem alguma dúvida quanto às redes de credenciamento? Deixe sua pergunta ou comentário abaixo!

Receba as dicas de gestão em saúde e tecnologia do iClinic em seu e-mail:

Veja também:

Casos de Sucesso ... Jun 08, 2017

Caso de Sucesso iClinic: Fisioterapeuta Rafael Bugnotto

Conteúdo Vip ... Dec 20, 2016

Todos os materiais educativos iClinic

Para Secretárias ... May 19, 2016

5 coisas que toda recepcionista de consultório precisa saber

Veja também:

Casos de Sucesso ... Jun 08, 2017

Caso de Sucesso iClinic: Fisioterapeuta Rafael Bugnotto

Conteúdo Vip ... Dec 20, 2016

Todos os materiais educativos iClinic

Para Secretárias ... May 19, 2016

5 coisas que toda recepcionista de consultório precisa saber

comments powered by Disqus