Saiba como montar um consultório de cardiologia

Como montar um consultório de cardiologia?

Leia em 6 min.

Quer montar seu consultório de cardiologia da melhor forma possível, sem cometer os erros mais comuns? Leia este artigo e saiba as melhores práticas na hora de montar um consultório médico.

Você sabia que doenças cardiovasculares são as principais causas de mortes no mundo?

Exercer uma especialidade médica tão importante como a cardiologia não é algo simples, principalmente em uma realidade onde 31% das mortes em nível global são causadas por doenças cardiovasculares, segundo a OPAS (Organização Pan Americana da Saúde). 

Esses dados só comprovam o quanto precisamos de consultórios de cardiologia focados em entregar um atendimento excelente, com uma estrutura adequada.

Porém, montar um bom consultório é apenas o começo. Para mudar de fato essa realidade, os profissionais da cardiologia precisam de ferramentas efetivas que ajudem no acompanhamento efetivo dos pacientes.

A seguir, listamos os principais passos para que você possa montar o seu consultório cardiológico e entregar o melhor atendimento possível. Acompanhe!

8 passos para montar um consultório de cardiologia

Uma boa parte dos profissionais da saúde, incluindo os cardiologistas, sonham em ter seu próprio consultório e entregar um atendimento excelente para a população.

Porém, apesar de muitos terem esse sonho, os cursos de medicina normalmente não abordam nenhum assunto sobre gestão ou conhecimentos sobre a abertura de um estabelecimento médico.

Pensando nisso, nós elaboramos este artigo e reunimos as melhores práticas que devem ser consideradas na hora de montar um consultório de cardiologia. Boa leitura!

1. Escolha um bom local para abrir seu consultório

Você pode mudar tudo no seu consultório: seus processos, estrutura, equipe, mas há algo que você não conseguirá mudar sem um investimento elevado, o local.

Escolher um bom local para montar o seu consultório é o primeiro passo para começar o seu negócio sem cometer os erros mais comuns

Para garantir que a escolha da localização seja adequada, é muito importante pensar em quem é o seu público-alvo

Se você pretende atender pacientes através de convênios, escolher uma área comercial, ou até mesmo perto de postos de saúde, pode ser uma ótima escolha.

Você também não pode se esquecer de verificar se o local da sua escolha segue todos os padrões que serão exigidos na hora de regularizar seu consultório.

Quer ver alguma dessas dicas em formato de vídeo? É só clicar aqui embaixo:

2. Calcule todos os seus custos

Você sabe quanto deverá investir antes de obter um retorno?

Montar um consultório é um ótimo começo para os cardiologistas que procuram se tornar verdadeiros destaques em sua especialidade. Porém, alguns aspectos precisam ser considerados na hora de elaborar o planejamento estratégico do negócio.

Primeiro, é importante verificar exatamente quanto será o custo de abertura do consultório, assim como o investimento que deverá ser feito para garantir seu funcionamento até que as consultas tragam um lucro.

Leva um certo tempo para que o consultório consiga se manter sozinho e ainda trazer um bom retorno, então é preciso se certificar de que você realmente pode fazer esse tipo de investimento agora.

Abrir um consultório em sociedade pode ser uma boa opção para os médicos que ainda não conseguem bancar a abertura completa de um novo negócio sozinho.

3. Regularize o consultório

Antes de efetivamente abrir seu consultório, é importante ter todos os documentos exigidos por órgãos como a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Alguns dos arquivos pedidos são, por exemplo, uma cópia do seu contrato social, comprovante do recolhimento de taxa, relação dos procedimentos técnicos que são executados, entre outros.

Além de obter todos os documentos necessários, você também precisa estar atento a todas as exigências do CFM (Conselho Federal de Medicina) e do Corpo de Bombeiros.

4. Invista em uma boa decoração

Já pensou em como a decoração do seu consultório pode encantar seus pacientes e ajudar no processo de fidelização?

Para fidelizar pacientes, não basta apenas oferecer um atendimento médico excelente. Todos os aspectos do seu consultório, incluindo sua decoração, também precisam ajudar a entregar uma boa experiência.

Optar por cores claras, por exemplo, costuma ser uma boa escolha para estabelecimentos médicos, já que tons claros normalmente passam sensação de conforto para as pessoas.

Porém, pintar todas as paredes apenas de branco pode tornar o ambiente um pouco estressante, por isso é importante variar os tons e investir também em sofás confortáveis, para diminuir ao máximo o estresse do paciente.

Ter uma identidade visual clara traz diversos benefícios para o seu negócio, como transmitir sensações de segurança e tranquilidade para seus pacientes, mesmo na sala de espera.

Os médicos que desejam construir uma marca forte para o seu consultório precisam se preocupar com os pequenos detalhes, inclusive com a decoração.

Quer conhecer dicas incríveis para escolher a melhor decoração para o seu consultório? Baixe nosso eBook gratuito sobre o tema agora mesmo:

Baixe grátis: eBook sobre decoração e arquitetura para clínicas e consultórios!

5. Identifique quais exames são realizados com mais frequência

Para oferecer uma boa estrutura para os seus pacientes, é importante analisar quais são os exames mais comuns da sua área de atuação – nesse caso, a cardiologia. 

Dessa forma, será possível identificar quais deles você pode disponibilizar no seu consultório, melhorando as suas chances de atrair mais pacientes.

Entre os exames mais comuns na cardiologia, podemos citar o eletrocardiograma, o ecocardiograma e a coronariografia

Nesse momento, você pode analisar quais são os mais viáveis para disponibilizar no consultório e quais deles ajudariam a destacá-lo ainda mais em relação à concorrência.

6. Analise quais materiais são utilizados nos procedimentos

Após definir quais exames e procedimentos serão disponibilizados no seu consultório, é hora de listar quais materiais serão necessários para oferecer um bom atendimento aos seus pacientes.

Depois de listar os materiais, procure um fornecedor confiável e que ofereça equipamentos de qualidade, a fim de oferecer ao paciente o melhor diagnóstico possível, garantindo a satisfação dele com o seu trabalho.

Também vale destacar a importância de adquirir bons materiais para escritório, como computadores, mesas e cadeiras, afinal, o lugar onde você vai passar a maior parte do tempo também precisa estar confortável para você.

7. Calcule o tempo de atendimento das suas consultas

Saber quanto tempo normalmente cada consulta vai levar é importante não apenas para saber quanto retorno você vai obter por dia, mas para garantir também que seus atendimentos não atrasem.

Segundo a pesquisa iClinic sobre tendências do mercado médico, o paciente costuma passar 66% do tempo dele aguardando na recepção.

Deixar seus pacientes esperando por longos períodos é uma prática que pode comprometer a imagem do seu consultório, além de interferir na satisfação do paciente.

Não existe uma fórmula exata para solucionar essa questão, pois cada caso precisa ser analisado individualmente. Você, mais do que ninguém, conhece os procedimentos que serão realizados para concluir um diagnóstico. 

Sendo assim, analise qual é o tempo médio que você leva para concluir uma consulta e causar uma boa impressão.

8. Invista em tecnologia

Quer entregar diagnósticos mais precisos e otimizar processos?

Como mencionamos mais acima no artigo, para mudar a realidade onde a maior causa de mortes são as doenças cardiovasculares, precisamos começar com a prevenção de doenças ao invés de apenas tratá-las.

Para transformar esse cenário, os cardiologistas precisam contar com ferramentas eficientes que otimizem processos, ofereçam relatórios confiáveis e completos.

Com a ajuda de um software médico, por exemplo, é possível ter uma visão ampla sobre sua gestão financeira, aumentar a produtividade da sua equipe e ainda ter relatórios e gráficos automáticos em menos de um minuto.

Esses relatórios e gráficos podem trazer diversas informações importantes que antes eram difíceis de visualizar de forma prática.

Um prontuário eletrônico de qualidade pode mostrar o histórico completo do seu paciente em uma única tela. Além disso, com a centralização de dados fica mais fácil identificar fatores que podem causar alguma doença no futuro.

Com isso, você pode entregar diagnósticos ainda mais precisos, aumentando a satisfação dos seus pacientes. Poder contar com a ajuda de uma boa ferramenta com certeza é uma ótima vantagem para sua rotina médica.

Ficou interessado em montar seu consultório já com um software médico? Confira este artigo e tire as suas dúvidas.

Saber como montar um consultório de cardiologia é fundamental para garantir um atendimento eficaz, melhorando cada vez mais a experiência do paciente e fazendo com que ele volte sempre que precisar.

Quer ver um conteúdo mais completo sobre o assunto? Dê uma olhada no nosso curso gratuitosobre como abrir seu consultório sem cometer erros:

Curso gratuito para abrir a sua clínica médica

E então, já sabe como montar seu consultório de cardiologia? Conte pra gente aqui embaixo nos comentários quais são os seus maiores desafios, reaja e não se esqueça de compartilhar o conteúdo com seus colegas de trabalho!


Sobre o autor

Yasmim Mayumi

Especialista em Marketing de Conteúdo e estudante de Letras na Barão de Mauá em Ribeirão Preto.