Descubra a melhor forma de sair do vermelho e não fechar sua clínica

Descubra a melhor forma de sair do vermelho e não fechar sua clínica

Leia em 7 min.

Sua clínica está no vermelho e você não sabe o que fazer? Saiba que existem estratégias muito eficientes para fazer com que você saia dessa situação agora mesmo. Conheça as 7 principais neste artigo.

Quando o gestor vê a sua clínica prestes a fechar as portas, o desespero toma conta e a preocupação de um futuro incerto é constante. Afinal, ninguém que abre seu empreendimento deseja ou imagina que isso um dia pode acontecer.

No entanto, a triste verdade é que essa é uma realidade quando você não tem um controle eficiente dos seus processos. Nesses casos, sair do vermelho não é uma tarefa tão simples assim.

A má gestão financeira é um dos problemas que mais causa falência nas pequenas empresas no Brasil. Isso se deve, muitas vezes, à falta de conhecimento sobre a área, o que mostra que é preciso estar cada vez mais atento às novidades desse segmento.

Para ajudar você a sair do vermelho e evitar o fechamento de sua clínica, listamos 7 estratégias muito eficientes para ajudar na mudança dos seus resultados. Acompanhe!

7 estratégias para sua clínica sair do vermelho

Segundo uma pesquisa realizada pelo Sebrae em 2016, as chances de uma empresa fechar são maiores quando o gestor não busca inovar, não realiza um acompanhamento eficiente das receitas e despesas, e não investe na sua própria capacitação, além de outras características.

Para evitar que sua clínica também feche por esses motivos, continue a leitura e veja as 7 principais estratégias para sua clínica sair do vermelho agora mesmo. Boa leitura!

1. Identifique custos que podem ser eliminados ou reduzidos

Com a organização das suas receitas e despesas, você consegue identificar custos que podem ser eliminados ou, pelo menos, reduzidos. 

Por exemplo, que tal substituir os copos de papel por canecas e copos personalizados para sua equipe? Assim, esse tipo de material pode ser destinado apenas para os pacientes na sala de espera. 

Essa estratégia, além de contribuir para o meio ambiente, traz uma boa economia ao longo prazo, e te ajuda a construir um consultório sustentável, que além de ser mais rentável, também é uma ótima forma de construir uma marca forte para o seu negócio.

Contar com o auxílio da tecnologia também é uma maneira interessante de reduzir custos na clínica. Substituir a agenda tradicional pela agenda online, ou o prontuário físico pelo eletrônico, é uma forma de diminuir os gastos com papel, caneta, impressão e até mesmo espaço físico para guardar esses documentos.

Quer conhecer mais vantagens que a tecnologia pode trazer para o seu consultório? Veja este artigo sobre softwares médicos na medicina, e descubra como eles podem reduzir até 30% das faltas dos seus pacientes.

2. Organize as despesas e receitas da clínica

Apesar de ser uma atividade relativamente básica da qualquer gestão financeira, ainda existem muitos gestores que têm dificuldade nessa questão. 

A falta de controle e organização das despesas e receitas da clínica faz com que muitos problemas apareçam inesperadamente. Para evitar esse tipo de problema é importante separá-las por categorias e não esquecer de registrar a data de vencimento delas. E, claro, é imprescindível separar as contas pessoais das contas da clínica.

Dessa forma, além de evitar o pagamento de juros e multas desnecessárias, você também tem um melhor controle da inadimplência de alguns pacientes.

Assim, também é possível identificar falhas que comprometem o fluxo de caixa e impedem a realização de novos investimentos que visam o crescimento da clínica, coisa que uma simples renegociação de data poderia resolver, por exemplo.

Para aprender mais sobre a importância do controle das despesas e receitas da clínica, assista nosso vídeo explicativo:

3. Melhore a gestão do fluxo de caixa

A gestão de fluxo de caixa é a base de qualquer negócio, independentemente do seu segmento. 

Portanto, fazer um controle eficiente diário é fundamental para não ter prejuízos futuros. Retiradas esporádicas do caixa, por exemplo, são extremamente prejudiciais para a sua clínica, ainda mais se elas não forem registradas.

Defina um orçamento para cada departamento. Dessa forma, os responsáveis se organizam para trabalhar com os recursos disponibilizados. Criar um pró-labore para você também é essencial para evitar que suas finanças pessoais sejam misturadas com as da clínica.

O termo pró-labore significa “pelo trabalho” em latim, e é usado para se referir quando a remuneração de um colaborador ou sócio é calculado de acordo com o trabalho executado dentro da empresa, nesse caso, no seu consultório.

4. Renegocie dívidas com fornecedores

Tenha em mente que você não pode fugir das suas dívidas. Elas precisam ser quitadas o quanto antes para evitar transtornos mais sérios. 

Sendo assim, o primeiro passo é reavaliar sua situação financeira para identificar como essas dívidas podem ser pagas. Feito isso, procure seus fornecedores pessoalmente e faça a sua proposta.

Não aceite um acordo que fuja da sua realidade. Do contrário, você corre o risco de contrair uma dívida maior ainda. Se ela estiver relacionada ao cheque especial ou cartão de crédito, o problema se agrava por causa dos altíssimos juros cobrados, então, nesse caso, procure o credor o mais rápido possível.

Quer descobrir como manter o controle financeiro da sua clínica em tempos de crise? Leia este artigo.

5. Fidelize os pacientes para aumentar a receita recorrente

Fidelizar pacientes antigos é muito mais barato do que conquistar novos. Essa é uma teoria confirmada por Philip Kotler, especialista em marketing.

Além disso, a fidelização de pacientes também ajuda a aumentar a receita recorrente de sua clínica. Mas você deve estar se perguntando: como fazer isso? A criatividade e o trabalho em equipe com o time de marketing é fundamental para criar estratégias certeiras.

Por exemplo, se em sua clínica você oferece serviços ginecológicos, é possível montar um pacote que disponibilize não só a consulta, mas a coleta para o preventivo, mais a transvaginal e, quando necessária, a mamografia, tudo por um preço único, com um bom desconto para quem já é paciente.

Inclusive, você também pode utilizar uma sequência de e-mails, com uma ferramenta específica de e-mail marketing,para lembrar seus pacientes de retornarem ao seu consultório. Essa prática é conhecida como “e-mails de retorno”, e são muito úteis para aumentar o fluxo de pacientes no consultório.

Dessa forma, você oferece benefícios para quem já é seu paciente, aumenta os diferenciais do seu serviço médico, e também investe na fidelização, pois está entregando mais vantagens do que outros profissionais de saúde.

dicas-para-sair-do-vermelho

Investir em produção de conteúdos também é uma ótima estratégia para fidelizar pacientes, principalmente porque você mantém um contato pós-consulta e se aproxima do paciente mesmo quando ele não está no consultório.

Você pode realizar a divulgação desses conteúdos através das suas redes sociais (Instagram, Facebook), seu próprio site, e uma ferramenta de e-mail marketing. Incrível, não é mesmo?

6. Melhore as estratégias de marketing para atrair mais pacientes

As estratégias de marketing são muito eficientes para atrair pacientes para a sua clínica, mas desde que sejam utilizadas da maneira adequada. 

Falhas graves como não segmentar o seu público-alvo faz com que você perca dinheiro em anúncios pagos, direcionando-os para pessoas que não têm interesse em seus serviços.

É importante enfatizar que o seu público-alvo ideal são aqueles pacientes que você deseja, de fato, atrair para o seu consultório. Imagine que você tenha um consultório pediátrico. O seu público-alvo seria a família dos seus pacientes, ou seja, pais com crianças pequenas, ou casais jovens que logo terão um filho.

Se você não tem o conhecimento necessário para criar campanhas de marketing eficientes, experimente terceirizar esse serviço. Os profissionais dessa área conhecem todos os processos e sabem exatamente o que fazer para melhorar a imagem da clínica sem infringir as regras impostas pelo CFM (Conselho Federal de Medicina).

7. Adote algumas comunicações automatizadas para aumentar o retorno e a proximidade com o paciente

Manter uma comunicação próxima com seus pacientes é uma tarefa difícil, principalmente quando você precisa atender os pacientes que já estão no consultório e administrar seu negócio.

Porém, existem algumas práticas e ferramentas que podem ajudar na criação de um relacionamento mais próximo com seus pacientes, através de comunicações automatizadas.

Mas afinal, o que significa automatizar uma comunicação? Tornar algo automático não me afasta dos pacientes? Calma, já vamos explicar tudo isso!

Quando falamos de automatizar as comunicações, estamos abordando uma prática muito comum no meio do marketing, que é basicamente criar diferentes tipos de conteúdos e enviá-los de forma automática, personalizando-os de acordo com objetivo e canais que serão enviados.

Na área médica, por exemplo, o envio de e-mails automáticos, conhecidos popularmente como e-mail marketing, permite que você envie diferentes tipos de e-mails para os pacientes que desejar, e até mesmo escolher em que momento eles deverão receber a mensagem.

Além disso, as redes sociais como o próprio Facebook são ótimas formas de automatizar sua comunicação. Experimente entrar em uma página de algum restaurante que você conhece, ou uma marca famosa. 

Provavelmente uma conversa no Messenger (chat do Facebook) irá abrir automaticamente, perguntando se pode te ajudar em alguma coisa, e até mesmo oferecendo opções de resposta. Esse é um exemplo de comunicação automatizada, que incentiva os clientes a entrarem em contato com a marca.

Você também pode realizar esse processo na página do Facebook do seu consultório.

Todas essas automatizações permitem que você entre em contato com os pacientes que você desejar, e caso algum deles responda e queira iniciar uma conversa, você pode responder pessoalmente e estreitar ainda mais essa relação.

Com essas estratégias em prática, sair do vermelho não é um desafio impossível na sua vida profissional. Não deixe que seus sonhos sejam enterrados e lute para que aquilo que você almejou seja um sucesso. 

Lembre-se de que é possível, sim, mudar a sua realidade e ter condições para fazer a sua clínica expandir. Também não se esqueça de contar com o auxílio de um profissional especializado para ajudar a diagnosticar os problemas financeiros da clínica e encontrar as soluções mais adequadas.

Agora que você já sabe como sair do vermelho, é hora de aprofundar seu conhecimento e ter acesso ao nosso Guia prático de gestão de custos em clínicas médicas. Baixe o material agora mesmo e elimine os desperdícios! 🙂

eBook Grátis: Entenda o que são custos em clínicas médicas, como encontrar os gargalos no dia a dia e aprenda a reduzi-los sem comprometer a qualidade do seu atendimento! Clique aqui!

Já sabe a melhor forma de tirar sua clínica do vermelho? Conta pra gente aqui embaixo nos comentários, e assine nossa newsletter para receber mais artigos voltados para a área da saúde.


Sobre o autor

Yasmim Mayumi

Especialista em Marketing de Conteúdo e estudante de Letras na Barão de Mauá em Ribeirão Preto.