Já ficou sem receber de seus pacientes? Use a tecnologia para reduzir a inadimplência!

Já ficou sem receber de seus pacientes? Use a tecnologia para reduzir a inadimplência!

Rafael Coda Gestão da Clínica

Leia em 5 min.

Ao reduzir a inadimplência de pacientes, você obtém maior controle financeiro e consegue organizar sua gestão com excelência. A tecnologia é uma grande aliada para ajudar nesse processo. 

Alguns médicos sabem que o comum entre os profissionais da área é a produção médica gerar um valor de 100, para o médico receber apenas 80. 

A inadimplência pode ocorrer pela dificuldade ou esquecimento do médico cobrar, e também pelo fato do paciente não pagar. Tudo isso impacta diretamente em seu lucro.

Além disso, pode ser desgastante e trabalhoso cobrar aquele paciente que sempre se esquece de pagar. 

Segundo uma pesquisa do Serasa Experian, o volume de pessoas com contas em atraso representa 40,8% da população adulta do país.

Com o auxílio da tecnologia, é possível automatizar suas comunicações e contar com recursos valiosos que te ajudarão a reduzir esse quadro.

Neste artigo, você vai conferir 3 passos para reduzir a inadimplência de pacientes com o auxílio da tecnologia. Confira!

Boas práticas para a redução da inadimplência de pacientes 

A cobrança é um dos momentos de maior desconforto dentro dos consultórios, clínicas, entre outros estabelecimentos.

Para reduzir ao máximo o problema da inadimplência, você pode adotar algumas boas práticas dentro de sua gestão

Confira quais são elas a seguir:

  • Mantenha o cadastro dos pacientes atualizado: com o cadastro sempre atualizado, é possível entrar em contato com o paciente de forma facilitada para enviar lembretes e comunicações;
  • Seja sempre claro nas comunicações: deixe claro quais são os valores dos procedimentos, se existem custos adicionais, quais são os meios de pagamento, datas, entre outros aspectos;
  • Seja flexível: cada paciente terá uma forma de pagamento preferida e mesmo que a cobrança seja feita assim que o procedimento é realizado, o pagamento tem data flexível de acordo com a modalidade escolhida pelo pacientes. Por isso, seja flexível na hora de realizar as negociações;
  • Negocie as dívidas dos pacientes: se a dívida já aconteceu, é hora de entrar em contato para uma negociação vantajosa a você e ao paciente. Proponha um acordo e negocie para aumentar as chances de recebimento da dívida.

Ao seguir essas boas práticas, você conseguirá melhorar a relação com seus pacientes e aumentar o lucro líquido da sua empresa. Ótimas vantagens, não concorda?

Continue a leitura!

3 passos para reduzir a inadimplência de pacientes com a ajuda da tecnologia

A tecnologia pode ajudar nas comunicações de cobrança aos pacientes e ser uma grande aliada para reduzir a inadimplência em seu consultório.

Com a resolução desse problema, você alcança benefícios para sua gestão e melhora a saúde financeira do consultório. Para mais sobre o tema, baixe já nosso eBook gratuito:

eBook Gratuito de Gestão financeira para Consultórios: garanta o sucesso do seu negócio!

Conheça 3 maneiras pelas quais a tecnologia te ajuda a reduzir a inadimplência de pacientes:

1. Envie lembretes automáticos

Existem muitos motivos pelos quais um paciente se torna inadimplente. Ele pode estar passando por um momento financeiro ruim ou ter se esquecido do compromisso.

Uma estratégia interessante é programar lembretes aos clientes com as datas e os detalhes do pagamento, pois isso aumenta a probabilidade de você receber em dia.

Esses lembretes podem ser enviados via SMS, e-mail ou WhatsApp, e se você possui um software médico que disponibiliza o envio, melhor ainda.

Com os envios, você também facilita a vida do paciente, mas é importante adotar essa estratégia de maneira sutil para não causar constrangimentos. 

Você pode enviar um WhatsApp para o paciente com o link de pagamento, a data combinada entre vocês e uma mensagem que informe o paciente sobre seu intuito, que é justamente lembrá-lo.

Confira mais dicas para automatizar a comunicação com seus pacientes em nosso eBook gratuito:

Guia Prático: 4 estratégias para automatizar a comunicação com os pacientes. Clique aqui e baixe agora!

Esse tipo de comunicação, inclusive, tem uma eficácia maior do que ligações, pois muitas pessoas não atendem mais números desconhecidos e podem até mesmo considerar esse tipo de contato um pouco invasivo.

2. Diversifique os meios de pagamento

Quantos pacientes de seu consultório já tiveram que ir até o banco apenas para sacar o dinheiro da consulta?

Muitas pessoas não andam mais com dinheiro e preferem o uso de cartões ou de transações bancárias online.

Uma pesquisa da Febraban mostrou que os canais digitais representaram 74% do total das transações bancárias pesquisadas em abril de 2020.

Por isso, ao disponibilizar diferentes meios de pagamento no consultório, você conquista um excelente diferencial competitivo e reduz a inadimplência, pois assegura pagamentos automáticos e instantâneos.

Atualmente, alguns softwares médicos já oferecem a opção de pagamento online, uma funcionalidade que permite a geração de links de pagamento que podem ser pagos a qualquer momento pelo paciente.

O IClinic hoje já oferece essa possibilidade. Através de um link, você pode gerar uma cobrança via WhatsApp, SMS ou e-mail, levando toda facilidade e comodidade ao paciente. 

Essa é uma opção importante, pois muitos consultórios ainda utilizam carnês ou boletos, que são meios pouco eficientes para ajudar o paciente a se lembrar dos pagamentos. 

Isso porque tanto os carnês como os boletos são papéis, e podem ser perdidos facilmente, ou ficarem esquecidos em carteiras ou gavetas. 

Por sua vez, o pagamento online é enviado via internet para o paciente, que consegue abri-lo pelo celular ou computador e pode pagar de sua casa mesmo, sem precisar entrar em contato com a recepcionista.

Em tempos de pandemia, o pagamento online se torna ainda mais vantajoso, já que acontece sem contato físico e ajuda nos protocolos de segurança atuais. 

Essa opção também traz benefícios a todos os profissionais do consultório, uma vez que o momento da cobrança é o momento de maior desconforto durante o atendimento.

Ao enviar um link de pagamento ao paciente, nem o médico nem a recepcionista precisam cobrá-lo. 

Assim, quando o paciente chega ao consultório, o foco está 100% em oferecer um atendimento humanizado.

Além do mais, com a utilização dessa tecnologia, você reduz a inadimplência de pacientes, centraliza suas informações e conquista um maior controle financeiro.

Saiba mais sobre a importância de diversificar os meios de pagamento do consultório em nosso vídeo:

3. Construa um relacionamento próximo com os pacientes

Como você mantém contato com seus pacientes? 

Cada vez mais, os pacientes buscam proximidade com os profissionais de saúde. 

Muitos deles acompanham seus médicos em redes sociais ou em blogs, e é possível usar esse contato ao seu favor. Não apenas para garantir mais fidelização, mas para reduzir a inadimplência de pacientes.

Uma boa dica é investir no marketing de relacionamento e elaborar comunicações frequentes aos pacientes, mostrando-se sempre disponível.

Dessa forma, você estreita a relação médico-paciente e, quanto maior a proximidade, maior será o compromisso dele com o serviço e o pagamento.

Para estabelecer uma estratégia de comunicação automática e segmentada, é possível contar com o uso do e-mail marketing para médicos.

Com ele, você programa e-mails pontuais ou sequências de e-mails com conteúdos educativos, orientações pré-procedimento, felicitações de aniversários, dúvidas mais frequentes dos pacientes, entre outros.

O e-mail marketing fornece um excelente diferencial a seu consultório e tem grande impacto na fidelização.

A Dra. Leticia Fogagnolo sabe da importância de manter esse relacionamento:

“O e-mail de aniversariante também é muito interessante, os pacientes respondem, agradecem e isso aproxima o médico do paciente.”

Ao seguir todas essas dicas, você conquista ótimos diferenciais, reduz a inadimplência, otimiza sua comunicação com os pacientes e ainda melhora seu marketing boca a boca.

Esse pontos são importantes para manter uma gestão financeira de qualidade no consultório. 

Se você quer aprender mais sobre o assunto, confira nosso curso de gestão de clínicas e consultórios:

Curso de Gestão para Clínicas e Consultórios. Inscreva-se agora!

Espero que este conteúdo tenha te ajudado!

Antes de ir, não se esqueça de compartilhá-lo com seus colegas que também passam pelo mesmo problema. 😉


Sobre o autor

Rafael Coda

CEO e co-fundador da Medicinae Solutions, soluções financeiras médicas para a área da saúde, e líder da tribo fintech da iClinic, focada em soluções inovadoras para médicos de clínicas e consultórios.