Como usar o iClinic Marketing no combate à COVID-19?

Como usar o iClinic Marketing no combate à COVID-19?

Leia em 7 min.

A pandemia do coronavírus mudou drasticamente a realidade de toda a população. Mais do que nunca os profissionais de saúde se tornam fortes aliados na prevenção, e com o distanciamento social, a tecnologia também é essencial para a continuidade do atendimento médico.

A COVID-19, doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, foi decretada oficialmente como uma pandemia em 11 de março de 2020. Em abril, o Ministério da Saúde convocou 5 milhões profissionais de saúde para auxiliar na crise. 

Em uma época de incertezas, em que seus pacientes precisam de mais cuidado, informações e orientações de uma autoridade na área da saúde, é fundamental que você encontre formas de continuar seu atendimento.

No início da pandemia, a iClinic colocou em prática diversas iniciativas para ajudar os profissionais de saúde a orientarem seus pacientes à respeito da doença, entre eles, o uso temporariamente gratuito do iClinic Marketing. 

Neste artigo iremos abordar como você pode utilizar o iClinic Marketing no combate à COVID-19. Continue a leitura!

7 passos para usar o iClinic Marketing no combate à COVID-19

Segundo o Ministério da Saúde, as fake news representam 85% das mensagens compartilhadas sobre coronavírus.

Além de causarem pânico e disseminarem informações incorretas sobre a COVID-19, esse tipo de prática também prejudica imensamente os profissionais que estão arriscando suas vidas para combater a pandemia.

Você, melhor do qualquer um, sabe a importância de educar seus pacientes e mostrar a forma correta de lidar com toda esta crise. 

Nós não podemos estar na linha de frente como vocês, mas a equipe iClinic gostaria de ajudar de alguma forma. Veja a seguir 7 maneiras de utilizar o iClinic Marketing no combate à COVID-19.

1. Divulgue as medidas de proteção

No iClinic Marketing, existem duas formas de enviar e-mails para seus pacientes: por uma campanha, que é enviada uma única vez para seus pacientes, ou por uma sequência de e-mails automáticas.

Com uma sequência de e-mails, é possível enviar mensagens personalizadas com o intervalo de tempo que você desejar, e ela é enviada automaticamente para todos os pacientes selecionados.

Assista nosso vídeo para entender melhor como o iClinic Marketing funciona na prática:

Independente de qual formato você escolha para enviar e-mails para seus pacientes, um bom primeiro passo é divulgar as medidas de proteção que seus pacientes devem tomar.

Mesmo com diversas informações disponíveis na internet, reportagens e jornais, é difícil saber qual medida é mais eficiente. 

Afinal, lavar as mãos e usar álcool em gel tem o mesmo nível de eficiência? Os pacientes devem ficar preocupados se o álcool em gel acabar? O uso de máscaras é obrigatório ao sair de casa? Quando devo ir para um posto de saúde?

Essas são apenas alguns exemplos de dúvidas que você pode solucionar na sua mensagem. 

2. Escreva um conteúdo explicando o que é COVID-19

Uma boa forma de combater o medo é com informação. Para ajudar seus pacientes, que tal enviar uma espécie de dicionário do coronavírus? 

Você pode se inspirar em algum conteúdo como esse:

  • Vírus: agentes infecciosos que necessitam de organismos para se replicarem. Ao encontrar um hospedeiro, o vírus injeta seu material genético em uma célula, e assim ele consegue contaminar mais partes do organismo;
  • Coronavírus: nome de diferentes vírus que possuem características em comum. A principal delas é o formato que se assemelha a uma coroa, ao olhar sob o microscópio;
  • SARS-Cov-2: um coronavírus específico, descoberto na China no final de 2019, conhecido também como novo coronavírus;
  • COVID-19: doença causada pelo SARS-Cov-2;
  • Pandemia: disseminação mundial de uma doença, é utilizada pela Organização Mundial da Saúde para enfatizar a capacidade rápida de contaminação que uma doença pelo mundo;
  • Estado de emergência: acionado quando os serviços públicos e a saúde estão prestes a receber danos sérios. Neste estado, o Estado pode suspender funções básicas, e implementar planos de ação com mais rapidez;
  • Estado de calamidade pública: a partir do momento que os danos previstos acontecem, é decretado o estado de calamidade pública. Neste caso, o governo pode tomar medidas como aumentar os gastos e investir na saúde, mesmo que o orçamento seja extrapolado.

O seu conteúdo com certeza terá mais profundidade a autoridade no assunto, mas lembre-se de utilizar uma linguagem que seus pacientes consigam entender facilmente. 

Caso seja necessário utilizar termos técnicos, busque explicar o que cada um significa. Assim, seu paciente pode se informar com mais rapidez, e até mesmo entrar em contato com você para solucionar mais dúvidas. 

Como usar o iClinic Marketing no combate à COVID-19

3. Enfatize a importância do distanciamento social

Seus pacientes estão praticando o distanciamento social? Será que eles já entenderam a importância dessa medida de segurança?

Não é fácil perder o contato com as pessoas repentinamente, principalmente, em uma situação estressante como a que estamos vivendo. Porém, é preciso diminuir a contaminação do coronavírus, e evitar a superlotação dos estabelecimentos de saúde.

Escutar esse conselho de um profissional de saúde de confiança é essencial para que as pessoas entendam como essa medida é necessária. 

Você também pode explicar a diferença entre os conceitos distanciamento social, isolamento social e quarentena. 

  • Distanciamento social: diminuição considerável de interação entre as pessoas de uma comunidade, para evitar a transmissão do vírus;
  • Isolamento social: separação das pessoas doentes ou casos suspeitos, do resto da comunidade. O isolamento ocorre em ambiente hospitalar ou nas próprias casas dos pacientes;
  • Quarentena: restrição severa de atividades e separação de pessoas que foram possivelmente expostas a um vírus, ou já estão doentes.

4. Produza um vídeo explicativo sobre a COVID-19

O vídeo “Coronavírus – tudo o que você precisa saber” do Canal Nostalgia já possui mais de 5 milhões de visualizações. Este é apenas um exemplo de vídeo que está ajudando a educar diversas pessoas ao redor do país.

Talvez você não esteja acostumado a produzir vídeos, mas eles são uma excelente forma de compartilhar informações. 

Diferente de outros formatos de conteúdo, os vídeos costumam ter um poder de compartilhamento muito maior, principalmente por conta da interação e engajamento que proporcionam. 

Afinal, a explosão de youtubers no mercado nos últimos anos não foi à toa, não concorda?

Muitas pessoas preferem ver vídeos para se informar, e esse movimento provavelmente não é diferente com seus pacientes, ainda mais nessa época em que a maior parte das atividades foram reduzidas. 

Você pode assistir nossa websérie sobre como produzir vídeos para pacientes, e se especializar nesse tipo de conteúdo:

Wesérie: Como produzir vídeos para atrair pacientes para sua clínica? Assista tudo gratuitamente!

5. Combata as fake news

Ao utilizar o iClinic Marketing, você já estará combatendo as fake news de uma forma excelente. O e-mail marketing possui uma entregabilidade alta, e é uma prática utilizada por praticamente toda empresa ou instituição.

O Dr. Keny Chung, por exemplo, utilizou a plataforma para compartilhar informações verídicas sobre a COVID-19, e informar seus pacientes sobre o fechamento temporário da sua clínica.

“Agora nós lançamos campanhas sobre o coronavírus e uma campanha sobre encerramento dos atendimentos na clínica. Ao invés de enviar mensagem pra todo mundo, enviamos por e-mail. Atendemos cerca de 60 a 70 pacientes por dia, é um volume muito grande, imagina eu enviando mensagem pra todo mundo manualmente. É uma forma de facilitar essa comunicação com os pacientes.”

Por meio de uma campanha ou e-mail de uma sequência automática, você pode explicar o que é mito e o que é verdade sobre a COVID-19. Assim, você contribui para diminuição do pânico e ainda educa seus pacientes. 

6. Compartilhe sua Teleconsulta

Com funcionalidades como a Teleconsulta, você pode continuar seu atendimento médico de forma segura, garantindo a prevenção da saúde dos seus pacientes mesmo durante o distanciamento social. 

No iClinic, a Teleconsulta é integrada com o prontuário eletrônico. Todas as informações anotadas durante a videoconferência são salvas automaticamente no prontuário. 

Essa prática garante uma proteção judicial para sua imagem profissional, pois diferente de canais como Skype, Hangouts e Zoom, o iClinic é um software desenvolvido exclusivamente para a área da saúde.

Isso significa que diferente de outras plataformas, um software médico de qualidade possui benefícios, como:

  • Profissionais especialistas em segurança de dados: os desenvolvedores do iClinic são especializados em segurança de dados, principalmente em informações da área da saúde;
  • Diferentes níveis de acesso: apenas profissionais de saúde autorizados podem acessar dados sigilosos dos pacientes. Assim, cada profissional precisa de um login e senha para acessar sua conta pessoal no iClinic;
  • Armazenamento na nuvem: com um software na nuvem, todos os seus dados ficam salvos em um servidor na internet, e não no dispositivo eletrônico. Ou seja, mesmo que algo aconteça no seu consultório ou com seu computador, suas informações não são afetadas de nenhuma forma;
  • Criptografia em nível bancário: as criptografias são fundamentais para garantir que o acesso seja restrito aos profissionais autorizados;
  • Termo de consentimento para a Teleconsulta: diferente de outras plataformas de videoconferência, a Teleconsulta da iClinic exige o consentimento do paciente para que o atendimento à distância seja realizado;

Compartilhar com seus pacientes no iClinic Marketing que você continua atendendo mesmo nesse momento de crise, e por meio da Teleconsulta é uma ótima prática excelente para orientá-los, garantindo uma rentabilidade para o seu consultório, mesmo que ele esteja temporariamente fechado. 

7. Tenha cuidado com a linguagem 

Normalmente, sempre é recomendado, que em canais como e-mail marketing, redes sociais e vídeos, seja utilizado uma linguagem informal, mais descontraída.

Porém, como estamos em uma situação incomum, talvez seja necessário adequar sua linguagem para o cenário atual. 

Evitar termos muito técnicos continua sendo uma boa prática, mas não são todos os pacientes que estão preparados para uma linguagem humorada e descontraída, em um momento cheio de incertezas.

Por isso, tenha um cuidado ainda maior com a linguagem da sua comunicação durante a crise. 

Essas foram as 7 principais formas de utilizar o iClinic Marketing no combate à COVID-19. Se você ainda não conhece o iClinic Marketing, clique na imagem aqui embaixo para testar a plataforma:

iClinic Marketing: a nova revolução do seu atendimento médico

Como você está cuidando dos seus pacientes durante a COVID-19? Compartilhe sua experiência aqui embaixo nos comentários!


Sobre o autor

Yasmim Mayumi

Especialista em Marketing de Conteúdo e estudante de Letras na Barão de Mauá em Ribeirão Preto.