Como se tornar referência online na área médica?

Como se tornar referência online na área médica?

Leia em 6 min.

Quer descobrir como estabelecer um relacionamento digital com seus pacientes da melhor maneira, e ainda se tornar uma referência online na área médica? Descubra como realizar tudo isso aqui neste artigo.

Não dá pra negar: a internet se tornou uma parte essencial na vida da maioria dos brasileiros, e isso inclui, inclusive, seus pacientes. 

Blogs, redes sociais, vídeos, canais de Youtube, os médicos que possuem como objetivo atrair mais pacientes e se tornarem verdadeiras referências, estão se tornando mais presentes nas mídias digitais, e pelo que tudo indica, estão no caminho certo.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Think With Google em 2018, nos últimos 4 anos o consumo de vídeo na internet cresceu 135%, enquanto o consumo de TV aumentou apenas 13%.

Porém, como um profissional de saúde pode se tornar uma verdadeira referência online na área médica? Continue a leitura para conhecer algumas dicas valiosas para se tornar uma referência na sua área de atuação.

6 maneiras de se tornar uma referência online na área médica

Quando usado de forma correta, o marketing médico se torna uma poderosa estratégia nos processos de atração e fidelização de pacientes, além de reforçar sua autoridade em sua especialidade médica.

Para os médicos empreendedores que, além de atender pacientes, também precisam administrar seu próprio negócio, ou seja, o consultório, o marketing médico é ainda mais fundamental.

Seguindo novamente o Think With Google, seus estudos sugerem que a personalização da experiência do usuário – no seu caso, seus pacientes – no meio digital gera mais de 50% de crescimento de receita, mais 30% de eficiência de investimento e menos 50% de custo de aquisição de clientes.

Confira a seguir 6 dicas incríveis sobre como estabelecer sua autoridade online na internet, se torna uma verdadeira referência online na área médica.

1. Crie boas relações com outras referências médicas

Quem deseja se tornar referência online na área médica precisa estabelecer uma boa relação com outros profissionais da saúde que já exercem certa influência sobre o público, com o objetivo de comprovar a sua autoridade.

Quando se trata de presença online, o que os outros falam de você é, muitas vezes, mais importante e relevante do que aquilo que você fala de si mesmo. Congressos, feiras e eventos são ótimas oportunidades para fazer contato com os colegas de profissão e propor um diálogo em conjunto com essas pessoas.

Um dos maiores obstáculos para obter sucesso nos canais utilizados para marketing digital não é falta de acessos ou seguidores, mas sim de confiança. Por isso, você deve manter o foco em criar uma boa presença online. O número de visitas em seu site ou seguidores nas redes sociais será consequência disso.

2. Seja ativo nas redes sociais

As redes sociais, como o Instagram, Facebook e LinkedIn, devem ser vistos como canais informais que podem utilizados para que você crie autoridade sobre sua especialidade, de forma leve e divertida.

É importante contar com o auxílio de uma agência especializada que o ajude a descobrir os principais canais ocupados pelos pacientes em potencial. Afinal, ser ativo nas redes sociais não significa manter um perfil em cada uma delas, mas produzir conteúdo de qualidade que possa atingir os reais interessados no seu trabalho.

Dentro disso, é importante manter essas plataformas atualizadas com informações sérias e bem embasadas, evitando falar do seu consultório, mas sim dos problemas que atingem quem procura tratamento. É assim que se usa esses canais de maneira estratégica, evitando propagandas invasivas.

3. Produza conteúdos gratuitos e de qualidade

Quando falamos em conteúdo de qualidade, estamos nos referindo aos formatos elaborados especialmente para web, os quais devem ser distribuídos gratuitamente. A seguir, conheça alguns dos principais conteúdos produzidos na internet:

  • e-book: uma espécie de livro em formato digital, que pode ser lido a partir de tablets, smartphones, notebooks e outros dispositivos;
  • infográfico: ferramenta que transmite informações por meio de imagens, desenhos e outros recursos visuais gráficos;
  • webinar: seminários, palestras ou conferências disponibilizadas em vídeo, de maneira online, ao vivo ou em gravações;
  • podcast: arquivo de áudio digital disponibilizado na internet para aqueles que preferem escutar conteúdos, ao invés de ler;
  • vídeos no youtube: criar vídeos para o youtube é uma ótima forma de divulgar seu serviço médico, afinal, o Youtube é a segunda plataforma de pesquisa mais utilizada no mundo;
  • artigos em blogs: produzir artigos para postar em seu próprio site é uma prática muito utilizada para aumentar seu ranqueamento no google, ou seja, se tornar os primeiros resultados de pesquisas sobre sua especialidade médica mais facilmente.

Os materiais produzidos podem ser avaliados pelo público. Você pode, por exemplo, pedir para a pessoa dar uma nota após assistir um webinar — ou, ainda, disponibilizar um e-mail para dúvidas ao final de um infográfico. Quanto mais retorno você tiver, certamente maior será o sucesso do seu conteúdo na web.

dicas-para-se-tornar-referencia-online

Lembre-se sempre de que, mesmo gratuitos, esses materiais devem ter qualidade e oferecer valor aos pacientes. Fique de olho nas dúvidas frequentes e no perfil dos seus pacientes para acertar nos conteúdos.

Se você for um pediatra, por exemplo, os casos de sarampo rendem vários temas: dúvidas sobre vacinação, sintomas mais comuns, tratamento, o que fazer para evitar, entre outros aspectos.

Quer saber como criar um conteúdo original e relevante para os seus pacientes em suas redes sociais? Descubra agora mesmo como neste artigo.

4. Invista em especializações e cursos (e comunique isso aos pacientes)

Sabemos que a vida acadêmica da medicina não é fácil, e você certamente tem domínio sobre o conhecimento técnico da área médica. Porém, você sabe melhor do que ninguém que ser médico é estar constantemente se atualizando e procurando novos conhecimentos.

Pensando nisso, todo investimento feito para melhorar a qualidade do seu atendimento deve ser revelado aos pacientes. Afinal, não há como eles saberem do seu esforço, sem uma boa divulgação. Nesse sentido, você pode:

  • postar fotos participando de congressos;
  • revelar dicas sobre os novos tratamentos na sua área;
  • implementar um novo serviço na clínica de atuação e explicar como ele funciona;
  • escrever artigos sobre o que foi estudado e utilizar as técnicas corretas de SEO para que o texto fique bem posicionado na web.

Essa última dica pode ser um pouco complexa, já que é um trabalho bastante técnico. Por isso, pontuamos novamente a importância de contar com a ajuda de uma agência especializada, especialmente aquelas que possuem como foco a área médica.

O uso correto dessas ferramentas pode facilitar o caminho para se tornar referência online na área médica, portanto, considere o investimento.

5. Cuide do seu marketing pessoal

Não é só o poder que vem acompanhado da autoridade. Ao conquistar a posição de referência na sua área, a sua responsabilidade sobre o conteúdo publicado será muito maior — e, mais que nunca, você terá uma imagem a zelar.

Evite o envolvimento em qualquer tipo de polêmica, especialmente se não estiverem relacionadas à sua área de atuação. Aja com educação e respeito, evite focar em opiniões pessoais e, sempre que necessário, divulgue as fontes que embasam seus comentários, dados e informações.

Assim, você garante que não será prejudicado e estabelece uma marca forte para o seu consultório.

É importante enfatizar que é extremamente essencial conhecer todos os limites do marketing médico estabelecido pelo CFM. Com esse conhecimento, você evita os erros mais comuns e produz um marketing médico de qualidade.

6. Abuse dos recursos

Procure ir além do conteúdo escrito, investindo também nas estratégias em vídeo. Quando você aparece em mídias como os stories no Instagram ou em um canal do YouTube, acaba gerando mais empatia e proximidade com os pacientes.

Esse tipo de material também enriquece suas estratégias de marketing médico. 

No entanto, lembre-se: priorize a qualidade do áudio e do vídeo, além de se certificar de que você não será interrompido — especialmente se for adotar o recurso “ao vivo” disponibilizado pelo Instagram, que permite que você faça transmissões em tempo real.

Inclusive, vale pontuar que essa é uma ótima oportunidade de se aproximar dos pacientes, já que eles podem interagir com você por meio de perguntas enviadas na própria tela de exibição.

Se tornar referência online na área médica pode trazer diversos benefícios para a sua atuação profissional. 

Além de ajudar a fidelizar e captar novos pacientes, você também pode ser convidado para realizar novos trabalhos, como orientar estudantes de medicina ou esclarecer assuntos pertinentes à sua região nos veículos de imprensa local.

Quer ficar por dentro das estratégias de marketing médico, canais de divulgação e até mesmo os termos utilizados nos conteúdos sobre estratégias de divulgação? Acesse nosso curso gratuito sobre o assunto! 🙂

Curso Básico de Marketing Médico

Já sabe como se tornar uma referência online na área médica? Conte pra gente aqui embaixo nos comentários, e se inscreva na nossa newsletter para receber mais artigos relevantes como esse.


Sobre o autor

Yasmim Mayumi

Especialista em Marketing de Conteúdo e estudante de Letras na Barão de Mauá em Ribeirão Preto.