Administração e Gestão

Tributação e impostos para clínicas: veja como otimizar esses processos

Toda organização privada tem obrigações legais que precisam ser cumpridas. Um desses compromissos é o pagamento de taxas. Nos estabelecimentos da área de saúde isso não é diferente. Por isso, lidar com tributação e impostos para clínicas costuma ser um dos principais desafios do médico empreendedor

Se você deseja saber como fazer a sua gestão tributária e lidar com tantos encargos, confira este post e descubra mais sobre as suas obrigações.

Veja como otimizar esses processos e evitar tributação desnecessária no seu consultório.

O que considerar em tributação e impostos para clínicas?

Os encargos e impostos podem variar um pouco de acordo com o regime escolhido e se você optar por trabalhar como pessoa física ou pessoa jurídica.

Antes de escolher o regime e sua forma de atuação, é preciso fazer um levantamento do faturamento, das despesas e da margem de lucro prevista pela sua clínica.

Se você tiver com muitas dúvidas na hora de realizar esses cálculos, a ajuda de um profissional de contabilidade pode ser muito bem-vinda.

O município cobra apenas um único imposto, o ISS (Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza). A alíquota pode variar de acordo com cada cidade e também com a sua clínica.

O grosso da carga tributária vem da esfera federal, que leva em conta esses tributos:

  • IRPJ (Imposto de Renda de Pessoa Jurídica): sua alíquota varia de 10% a 15%, seja com base no lucro real ou no lucro presumido. Caso você escolha trabalhar como Pessoa Física, ao invés do IRPJ, deve pagar o IRPF;
  • COFINS (Contribuição para Financiamento da Seguridade Social): esse tributo tem como base o faturamento mensal da clínica, sua alíquota pode variar de 3% a 7,6%;
  • PIS (Programa de Integração Social): assim como o COFINS, essa taxa recai sobre o faturamento mensal. Sua alíquota é de 0,65% para o lucro presumido e 1,65% para o lucro real;
  • CSLL (Contribuição sobre Lucro Líquido): sua alíquota varia entre 9% e 32%, de acordo com a base de lucro da clínica;
  • INSS (Instituto Nacional da Seguridade Social): recai sobre a folha de pagamento dos funcionários e sua alíquota pode variar de 15% até 20% do salário bruto dos colaboradores.

Tributação e impostos para clínicas

Como otimizar a gestão tributária da clínica?

Agora que você já conferiu quais são os tributos e impostos que devem ser pagos por uma clínica ou consultório, veja o que pode ser feito para otimizar a gestão tributária e até mesmo economizar na hora de pagar essas tarifas.

Automatizar os processos

Convivemos atualmente com muita tecnologia e vários recursos digitais à nossa disposição.

Em uma clínica, essas ferramentas são uma excelente forma de otimizar os processos e simplificar a rotina, auxiliando desde o agendamento de consultas até a gestão financeira.

Os Sistemas de ERP (Enterprise Resource Planning), por exemplo, possibilitam integrar a gestão tributária aos outros processos e ter um controle mais eficiente das informações.

Fazer o planejamento tributário

A tributação, assim como todos os outros custos da sua clínica, deve ser devidamente planejada para que você recolha os impostos dentro do prazo, declare tudo corretamente, evite muita burocracia e até consiga economizar.

As clínicas, os consultórios médicos e os laboratórios, assim como os hospitais, podem receber um tratamento privilegiado ao pagar seus encargos, já que trata-se de uma atividade de grande importância social.

Com isso, é possível reduzir em até quatro vezes as alíquotas dos impostos a serem pagos pela sua clínica.

O IRPJ, que é um dos maiores tributos, pode ser reduzido para até 2%.

O mesmo vale para o CSLL, cuja alíquota pode sofrer redução de até 1,08%. Apenas o PIS e o COFINS que não permitem esse encolhimento.
Porém, esse cenário já pode apresentar uma* economia de até 7,8% no pagamento de tributos e impostos* pela sua clínica, basta contar com a ajuda de um profissional de contabilidade para realizar o planejamento tributário e ter boas ferramentas de gestão para facilitar todo o processo!

guia<em>planejamento</em>tributario<em>para</em>medicos

Veja também:

Casos de Sucesso ... Mar 28, 2017

Caso de Sucesso iClinic: Dr. Celso Bregalda Neves

materiais educativos ... Dec 20, 2016

Todos os materiais educativos iClinic

Para Secretárias ... May 19, 2016

5 coisas que toda recepcionista de consultório precisa saber

Veja também:

Casos de Sucesso ... Mar 28, 2017

Caso de Sucesso iClinic: Dr. Celso Bregalda Neves

materiais educativos ... Dec 20, 2016

Todos os materiais educativos iClinic

Para Secretárias ... May 19, 2016

5 coisas que toda recepcionista de consultório precisa saber

comments powered by Disqus