Prescrição eletrônica no atendimento médico

Use a prescrição eletrônica para melhorar seu atendimento médico

Maria Beatriz Oliveira Ferramentas para Clínica

Leia em 5 min.

Última atualização em 22/02/2021 por Yasmim Mayumi

Com o uso da prescrição eletrônica, você consegue facilitar seus atendimentos, ter acesso às informações de qualquer lugar, e ainda garantir mais segurança para os pacientes.

Prefere escutar ao invés de ler? Clique no player aqui embaixo:

A prescrição eletrônica de medicamentos traz diversas vantagens para a área da saúde.

Em um processo digital, você consegue facilitar seus atendimentos, aumentar a qualidade do tratamento dos pacientes, e contribuir com a diminuição dos erros de medicação.

Segundo pesquisa da Escola de Enfermagem da USP, os principais erros de medicação:

“Foram àqueles relacionados à prescrição/transcrição de medicamentos, em todos hospitais investigados. A esse respeito, evidencia-se que os erros devem-se à dificuldade de compreensão da letra do médico (no caso de prescrições manuais) e a erros ou inadequação da prescrição.”

Neste artigo, você vai descobrir como a prescrição eletrônica resolve todos esses problemas. Continue comigo!

Como funciona a prescrição eletrônica?

A prescrição eletrônica refere-se à prescrição médica feita de forma digital com o objetivo entregar orientações acerca dos tratamentos e acompanhamentos das doenças.

Ela permite que uma receita seja preenchida e transmitida de forma virtual. Assim, o médico tem a possibilidade de enviá-la ao paciente mesmo sem estar próximo a ele. 

Essa facilidade inclui maior segurança somada à diminuição de erros em relação às recomendações médicas.

Para ter acesso a ela, você deve utilizar plataformas como a Memed – o banco de medicamentos mais atualizado do país -, ou um software médico para a gestão do seu consultório.

Ainda, é possível assinar e enviar sua prescrição para o paciente em poucos segundos apenas com o software médico.

A assinatura digital é exigida apenas quando se trata de medicamentos controlados, pois muitas farmácias já aceitam a prescrição eletrônica por si só.

Mas se você também quiser a assinatura digital, é necessário obter uma certificação com empresas como Soluti, Certisign, Serasa, Valid ou outra.

No entanto, fique atento ao conferir se a empresa escolhida segue o padrão ICP-Brasil (Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira), o qual regulamenta a certificação no país.

Confira a seguir como funciona a prescrição eletrônica do software médico iClinic:

7 principais diferenciais da prescrição eletrônica para seu atendimento médico

Conforme mencionado, a prescrição eletrônica traz facilidades a pacientes e profissionais. Ainda segundo a pesquisa da Escola de Enfermagem citada acima:

“A prescrição médica eletrônica constitui uma das estratégias citadas na literatura para prevenir ou reduzir erros na medicação, uma vez que resolve a dificuldade relativa às letras ilegíveis.”

Ao utilizá-la, você agrega mais valor a suas consultas, facilita seus processos e traz bem mais praticidade à sua rotina.

1. Acesso e envio de qualquer lugar

Quantas vezes seus pacientes já perderam a receita, ou precisaram marcar uma consulta apenas a fim de conseguir uma prescrição?

Com a prescrição eletrônica, você pode enviá-las a seus pacientes e acessá-las de onde estiver, na hora que precisar.

O envio pode ser feito por SMS ou e-mail, o que pode ser fundamental em situações de emergência. Dessa maneira, você alcança muito mais eficiência em seu consultório.

Além do mais, com as receitas disponíveis nos dispositivos eletrônicos, seu paciente sempre terão acesso, evitando o risco de extravios e perdas.

2. Letras sempre legíveis

A baixa legibilidade das prescrições gera imensas falhas na comunicação entre profissionais, sendo apontada como uma das causas que mais contribuem para erros nas medicações.

Alguns medicamentos, especialmente antibióticos, possuem nomes muito parecidos – cefazolina e cefalotina – o que pode levar a interpretações erradas.

Um simples engano pode prejudicar totalmente o tratamento e causar situações muito graves.

A questão é crucial no sentido de garantir a segurança de seus pacientes. Um documento digital sempre será legível, impossibilitando erros nos horários, e nos nomes de medicamentos.

3. Armazenamento seguro

Em uma sala de arquivos ou em um software instalado no computador, como garantir que as informações não serão acessadas por pessoas indevidas?

Com o armazenamento na nuvem, você garante que todas as suas prescrições estarão salvas em um servidor seguro, e só podem ser acessadas por pessoas autorizadas.

Por exemplo, um software médico integrado com a Memed é desenvolvido por especialistas em segurança de dados, que buscam implementar todas as medidas exigidas no Brasil.

Tais medidas provém tanto do CFM, como da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), incluindo criptografia de ponta e servidores seguros a exemplo da AWS, a plataforma em nuvem mais abrangente do mundo. 

Como consequência por entregar um atendimento mais seguro, você conquistará cada vez mais a confiança de seus pacientes, o que aumentará bastante sua taxa de fidelização.

Descubra a seguir como o iClinic se preocupa com a segurança de suas informações:

Conteúdo VIP: Segurança de dados no iClinic

4. Informações sobre os medicamentos em banco de dados atualizado

Você consegue se lembrar de cor os medicamentos e suas particularidades?

A plataforma Memed fornece um banco completo, atualizado com mais de 60 mil medicamentos, entregando todas as informações necessárias em poucos segundos.

Nela, você encontrará detalhes como:

  • Preço dos medicamentos;

  • Nome atualizado;

  • Disponibilidade nas farmácias próximas ao paciente;

  • Quantidade e doses de cada medicamento receitado;

  • Informações sobre possíveis interações medicamentosas

Com todos esses benefícios, sua rotina médica certamente será bem mais eficiente, prática e segura.

5. Redução dos erros médicos

Alguma vez seu paciente retornou para pedir outra receita porque não conseguiu ler a primeira?

Conforme observado, essa situação é, infelizmente, muito comum, e gera centenas de prejuízos para todos.

A prescrição eletrônica elimina os erros por legibilidade, possibilitando ainda analisar possíveis interações medicamentosas, o que também é extremamente importante para qualquer tratamento.

Para aumentar ainda mais a eficiência, contar com um software médico em conjunto com o prontuário eletrônico é uma ótima alternativa.

Dessa forma, você terá informações diversas sobre os pacientes – se é alérgico, quais medicamentos está tomando – de maneira bem mais prática, e acessível em apenas alguns cliques.

Muito melhor do que ficar buscando esses dados em prontuários de papel, não acha?

6. Mais tempo para os pacientes

A prescrição eletrônica proporciona agilidade para suas consultas. Contudo, isso não precisa significar que você passará menos tempo com seus pacientes.

Pelo contrário, o tempo economizado no preenchimento das informações à mão proporciona um foco bem maior no paciente durante a consulta, gerando um atendimento muito mais humanizado.

7. Processos facilitados

Acesso e envio da prescrição em qualquer lugar, centralização de informações, busca por medicamentos a um clique de distância: você pode ter tudo isso com a prescrição eletrônica. 

Desse modo, você facilita seus processos, utilizando a tecnologia a favor do seu consultório e de seus pacientes. O que é ótimo, não concorda?

Por tudo isso, a prescrição eletrônica é muito mais eficiente do que a prescrição manual, além de ser simples, acessível, e fácil de usar.

Quer experimentar os benefícios dela em seu consultório? Teste grátis a prescrição eletrônica do iClinic e comprove todas essas funcionalidades:

Experimente gratuitamente: Comece agora a testar o iClinic. Clique aqui!

Esperamos que este conteúdo tenha sido útil!

Antes de ir, não se esqueça de deixar seu comentário e compartilhar com os colegas. 😉


Sobre o autor

Maria Beatriz Oliveira

Especialista em Marketing de Conteúdo e estudante de Marketing na Uninter.