Como a Teleconsulta pediátrica pode ajudar médicos e pacientes?

Como a Teleconsulta pediátrica pode ajudar médicos e pacientes?

Maria Beatriz Oliveira Tecnologia na Saúde Leave a Comment

Leia em 6 min.

A Teleconsulta pediátrica virou uma realidade durante o distanciamento social e há grandes chances de uma regulamentação definitiva. Saiba mais sobre a prática e descubra todas as suas vantagens.

Com advento da pandemia de COVID-19, a Teleconsulta passou a fazer parte da vida de muitos profissionais da saúde e pacientes. 

Na pediatria, ela ajudou pais a não exporem a si mesmos e a seus filhos a situações de risco, auxiliando em atendimentos de rotina ou de acompanhamento à distância.

Porém, discussões acerca da regulamentação definitiva da prática já vinham sendo levantadas, e esclarecimentos sobre o tema são cada vez mais necessários.

Na Teleconsulta, médicos e pacientes se comunicam via softwares médicos em chamadas de vídeo online utilizando, para tal, computadores ou celulares.

Mas essa é uma modalidade de atendimento que ainda gera inúmeros receios. Neste artigo, você responderá suas dúvidas e descobrirá todas as vantagens da Teleconsulta pediátrica.

Confira a seguir!

Como funciona a Teleconsulta pediátrica?

O atendimento presencial é muito importante para o atendimento médico, mas existem diversas situações que podem ser resolvidas por meio da Teleconsulta.

Os pais podem procurar orientações sobre vacinas e alimentação, esclarecimento de dúvidas específicas, tratamento de alergias de pele, ou de sintomas de resfriado e diarreia, por exemplo.

Sem contar na agilidade e praticidade que o atendimento à distância proporciona em situações de emergência, ou a segurança para os pacientes que moram em regiões distantes do consultório.

Inclusive, um estudo da Mary Ann Liebert estimou que 85% das visitas a pediatras podem ser realizadas utilizando o modelo da Telemedicina.

Assim, na Teleconsulta é possível um momento de anamnese, em que devem ser fornecidas informações como a temperatura, o peso e o comportamento da criança. 

Depois, o paciente pode ser observado pelo vídeo e você pode conversar com ele, checar se está brincando e, se for o caso, indicar o exame físico ou comparecimento ao consultório.

Contudo, vale salientar a importância da escolha do software médico para a proteção das informações, já que outras ferramentas não possuem garantias da segurança dos dados sensíveis do paciente.

Um bom software irá fornecer tecnologia de ponta, com dados criptografados que só podem ser acessados com logins e senhas exclusivas dos profissionais.  

Feito isso, você pode enviar orientações aos pais sobre a consulta, familiarizando-os com a prática e indicando a escolha de um local tranquilo e reservado para o atendimento.

6 vantagens da Teleconsulta pediátrica

A Teleconsulta pediátrica pode ser utilizada em qualquer época e em várias situações, auxiliando na comunicação entre médicos e pacientes, e trazendo diversas outras vantagens.

Essas novas tecnologias não devem ser encaradas como ameaças, e sim como facilitadoras que colaboram para o desenvolvimento humano e da Medicina, e te ajudam a focar no que realmente importa.

Ao utilizá-la, você deve se atentar às boas práticas para fornecer um atendimento humanizado e que deixe pais e pacientes confortáveis e seguros.

Dessa forma, todos podem aproveitar os benefícios advindos do atendimento à distância na pediatria. 

Quer saber mais sobre quais são eles? Continue a leitura!

1. Agiliza o atendimento

O deslocamento até os consultórios e hospitais, a procura por estacionamento e as filas de espera tornam alguns atendimentos extremamente cansativos, especialmente para crianças, jovens ou bebês.

Com a Teleconsulta, o acesso ao software pode ser feito em poucos minutos e a consulta se torna muito mais ágil e eficaz.

Isso pode poupar não só o tempo, mas também o desgaste e o estresse de alguns pais, pois levar o filho sozinho ao médico pode não ser uma tarefa fácil para todos. 

Com as crianças em casa e pais tranquilos, a chance da consulta ser bem-sucedida é maior, mas é importante sempre manter a consulta o mais humanizada possível.

Para saber mais sobre a humanização dos atendimentos à distância, confira o vídeo abaixo:

2. Evita a sobrecarga dos serviços de saúde

Quantas vezes uma mãe precisou ir até seu consultório apenas para receber uma prescrição?

A pediatria exige acompanhamento constante e muitos pais procuram os pediatras para tirar dúvidas ou avaliar problemas mais simples, como tosses leves e coriza.

Com isso, os serviços de saúde ficam sobrecarregados, fazendo com que as salas de espera dos consultórios estejam sempre lotadas e os atendimentos atrasem.

Tal situação é incômoda e prejudicial não apenas no cenário da pandemia, mas sim no dia a dia de médicos, pacientes e secretárias.

Com os pacientes sendo atendidos por Teleconsulta, alivia-se a sobrecarga dos serviços presenciais, que passam a ser utilizados apenas em casos de real necessidade.

3. Maior proximidade

O atendimento remoto pode ajudar o pediatra a estar mais presente no desenvolvimento da criança e mais disponível para solucionar as dúvidas dos pais.

Afinal, essa área da medicina não visa apenas o tratamento das doenças, e sim o cuidado com a saúde, como afirma o pediatra Lucas Castro:

“A pediatria necessita de uma consulta bem abrangente. O foco não é apenas tratar doenças, mas promover saúde. Para isso, os pais e a criança devem ter confiança no pediatra, e para alcançá-la, o maior diferencial do pediatra é estar presente, responder dúvidas, ter uma consulta que aborda todos os assuntos pertinentes à criança.”

4. Segurança nos atendimentos

A segurança é uma preocupação constante quando o assunto é Teleconsulta.

Antes de mais nada, é importante lembrar que ferramentas de comunicação online utilizadas no dia a dia, como Zoom, Skype e WhatsApp, não são indicadas na realização de consultas médicas.

O motivo é que tais ferramentas não seguem normas rígidas em relação à segurança no armazenamento de informações, como:

  • Criptografias de ponta: dados acessados exclusivamente via login e senha de profissionais de saúde autorizados (os mesmos utilizados por sistemas bancários);

  • Servidores de armazenamento seguros: os dados coletados devem permanecer em sistemas criteriosamente escolhidos, como é o caso da AWS, que é o mesmo servidor utilizado pela Nasa e pela Casa Branca;

  • Armazenamento na nuvem: todas os dados ficam armazenados na nuvem do servidor, o que garante o acesso imediato de qualquer local e protege as informações de furtos e acidentes.

Além disso, o software e a empresa escolhida devem seguir as novas exigências da LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados). 

Se quiser saber mais sobre elas, é só dar uma olhada em nosso eBook gratuito:

Conteúdo VIP: Segurança de dados no iClinic

Assim, com a seleção criteriosa do software, é possível tranquilizar os pais e oferecer um atendimento seguro e agradável para todos.  

5. Encurta distâncias

Uma das maiores praticidades da Teleconsulta é o encurtamento das distâncias, o que faz com que atendimentos de qualidade estejam disponíveis independentemente da localização

Você poderá acompanhar e auxiliar as famílias ainda que estejam distantes ou viajando, e poderá atender aqueles que confiam em seu trabalho, mas que moram em áreas mais remotas e afastadas.

Esse benefício aumenta o alcance de seus atendimentos e você colabora para que a saúde seja mais acessível e democrática, além da possibilidade de aumentar seu número de pacientes.

Confira a experiência do Dr. Marcelo com a Teleconsulta:

“Eu sou médico infectologista, então meus pacientes precisam voltar recorrentemente por conta de seus problemas de saúde, e às vezes a pessoa trabalha longe, ou acontece algum imprevisto, e a questão da Telemedicina em uma cidade como São Paulo solucionou o problema. Mesmo que o paciente tenha algum imprevisto que impeça ele de chegar ao meu consultório, ele me liga perguntando se é possível fazer a Teleconsulta, e eu respondo que posso. Resolveu os problemas dos médicos, e dos pacientes.”

6. Tranquiliza os pais

Essa vantagem é especialmente válida para pais de primeira viagem, que constantemente podem se ver em apuros quando observam alguns sintomas em seus filhos. 

Grande parte das vezes, esses sintomas são coisas simples de serem resolvidas e uma ida ao consultório pode ser dispendiosa e improdutiva para ambas as partes.

O Dr. Valdir sabe que as novas tecnologias têm muito a colaborar:

“Pediatria é uma especialidade em que a mãe precisa ter um contato muito próximo. Busco sempre dar um retorno sobre o tratamento, e deixo à disposição o  meu contato para o que for necessário. A dedicação e comprometimento são ferramentas importantes. Mas, hoje em dia, precisamos agregar outros valores, e a tecnologia vem para isso.”

E então, depois de conhecer todas essas vantagens, que tal fazer como diversos outros profissionais e também inserir a Teleconsulta pediátrica em sua rotina?

Se você gostou da ideia e quer aproveitar os benefícios dessa modalidade de atendimento, conheça já a Teleconsulta iClinic:

Teleconsulta iClinic: atenda seus pacientes à distância de forma segura

Gostou do conteúdo? Não se esqueça de compartilhar com seus colegas e amigos!


Sobre o autor

Maria Beatriz Oliveira

Especialista em Marketing de Conteúdo e estudante de Marketing na Uninter.