Quais são os mitos e as verdades da receita digital?

Receita médica digital: o que é, vantagens, como fazer e validar?

Rafael Moraes Ferramentas para Clínica

Leia em 4 min.

Última atualização em 16/05/2022 por Yasmim Mayumi

A receita digital é a versão eletrônica da receita de papel. A prescrição virtual pode ser enviada de qualquer lugar por SMS, e-mail ou WhatsApp.

Um estudo publicado pela Revista Brasileira de Enfermagem argumenta que o Instituto de Medicina dos EUA afirma que a prescrição eletrônica contribui na redução de custos da saúde e qualidade do serviço médico.

Dê uma olhada nos principais benefícios citados na pesquisa:

“As vantagens são: maior segurança, já que elimina dificuldades na leitura e no entendimento ocasionadas pela letra ilegível e possibilita que o erro seja corrigido no momento da digitação sem que, para isso, haja rasuras ou rabiscos que dificultam ainda mais o entendimento das informações.”

Continue a leitura e descubra tudo que precisa saber sobre a receita digital. 

Neste artigo você vai aprender:

O que é receita digital?

A receita digital é uma prescrição eletrônica que traz mais praticidade para médicos e pacientes, além de modernizar clínicas que querem deixar de usar papel. 

Assim como a prescrição tradicional, a receita médica digital deve seguir todas as normas do CFM e requisitos de preenchimento da legislação sanitária. 

Em casos de medicamentos controlados é preciso ter a assinatura do médico por meio do certificado digital no padrão ICP-Brasil, seja no modelo A3, token ou cartão.

Segundo a Anvisa, os medicamentos controlados que podem ser receitados digitalmente são:

  • Ansiolíticos
  • Antidepressivos
  • Anticonvulsionantes
  • Antipsicóticos
  • Controladores de hormônios

O ideal é contar com um software médico que tenha uma receita digital integrada ao prontuário eletrônico, assim é possível assiná-la digitalmente e enviá-la por SMS, WhatsApp e e-mail para o paciente. 

5 principais vantagens da receita médica digital

A receita médica digital possui diversos benefícios, principalmente quando é conectada a outras ferramentas de atendimento ao paciente, mas podemos enfatizar que ela:

  • Reduz custos por meio da substituição do papel, eliminação dos custos de impressão (manutenção da impressora, cartuchos de tinta) e diminuição dos retornos presenciais desnecessários do paciente que precisa voltar apenas porque perdeu a prescrição. Mesmo com a despesa do certificado digital, é um valor mais barato do que os gastos com papel;
  • Elimina erros causados por ilegibilidade ou falta de atenção, já que a receita é digital e vem com as dosagens corretas, assim como um banco de medicamentos atualizado;
  • Evita fraudes que são facilmente cometidas em receitas de papel. A prescrição eletrônica só é validada pelo CRM e certificado digital do médico que é único no mundo;
  • Oferece maior acessibilidade aos medicamentos devido à facilidade de marcar retornos a distância e receber as receitas sem precisar ir até a clínica;
  • Melhora na experiência do paciente que conta com uma receita mais prática, ágil e segura, além da segurança de saber que conta com um médico modernizado que pode enviar sua prescrição a qualquer hora e não perde tempo escrevendo na consulta.

Como a receita digital funciona?

O médico deve prescrever a receita digital durante um atendimento, seja uma consulta presencial ou uma Teleconsulta.

Ele deve acessar seu software médico, iniciar o atendimento pelo prontuário eletrônico, gerar a prescrição em poucos cliques e enviar para o paciente pelo canal de preferência, como WhatsApp.

O recomendado é que o profissional assine digitalmente a receita, seja controlada ou não, e o certificado digital deve ser emitido pela ICP-Brasil.

O paciente mostrará a receita digital para o farmacêutico que validará a prescrição e, caso esteja tudo certo, o medicamento será adquirido sem nenhuma complicação.

Caso o paciente perca a prescrição depois da consulta, o médico pode enviá-la novamente por SMS, e-mail ou WhatsApp, mas é importante ficar atento ao prazo de validade.

Infográfico da receita digital

Como validar a receita médica digital?

A portaria nº 467 do Ministério da Saúde de 2020 afirma que para validar a receita digital é necessário ter um certificado digital credenciado pela ICP-Brasil.

O site validador de documentos digitais do governo também pode ser utilizado para validar as prescrições eletrônicas, seja você médico, paciente ou farmacêutico. 

Como ter uma receita digital?

A melhor opção é contar com um sistema médico que tenha a prescrição eletrônica integrada ao prontuário, e outras ferramentas como agenda médica, Teleconsulta, gestão financeira e marketing.

Está com dúvidas? Baixe gratuitamente nossa checklist para descobrir se você realmente precisa de um sistema em nuvem:

Checklist Grátis: Descubra se seu consultório está precisando de um Sistema em Nuvem. Clique aqui e baixe nossa checklist!

Dúvidas frequentes sobre a receita digital

Como comprar remédio com receita digital?

Não é necessário imprimir a receita para comprar os medicamentos, basta informar o código da receita digital para o farmacêutico, assim, ele consegue acessar o documento online.

Quanto tempo vale a receita digital?

A receita digital é válida de acordo com o vencimento de prazo do medicamento. 

Os medicamentos controlados, por exemplo, costumam ter o prazo de 30 dias, logo, a receita digital também deve respeitar esse tempo.

Existe diferença entre receita digital e receita digitalizada?

A receita digital é a prescrição eletrônica, enquanto a receita digitalizada é uma fotocópia da receita que foi impressa no papel e não pode ser utilizada para comprar medicamentos (por não ser a original).

Como evitar fraudes e falha de segurança de dados na receita digital?

A receita digital é a melhor opção para evitar fraudes e falhas de segurança, porque diferente da prescrição de papel, ela não é facilmente alterada ou assinada por outra pessoa. 

O farmacêutico só consegue validar a prescrição eletrônica se seu CRM e CPF estiverem vinculados ao código do documento, ou seja, seu paciente tem mais segurança e privacidade com a receita digital.

Neste artigo você aprendeu como essa inovação funciona na prática, quais são suas principais vantagens e como adquirir uma para sua clínica. 

Baixe nosso eBook gratuito para descobrir como a assinatura digital funciona no iClinic, o software médico líder de mercado do Brasil:

eBook Assinatura Digital iClinic: aprenda como instalar sua assinatura no iClinic agora mesmo!

Você também pode realizar um teste gratuito, caso queira conhecer a receita digital na prática. 🙂


Sobre o autor

Rafael Moraes

Rafael Moraes possui formação médica e especialização nas áreas de clínica médica e dermatologia, e é CMIO da Memed, empresa de prescrição eletrônica para médicos.