Como ter um consultório de dermatologia de sucesso

Como ter um consultório de dermatologia de sucesso

Leia em 6 min.

Para ter um consultório de dermatologia de sucesso, é preciso ir além do planejamento tradicional, e se atentar aos detalhes de uma especialidade médica que cresce cada vez mais. 

Prefere escutar o áudio do artigo ao invés de ler? É só clicar no player abaixo:

Os dermatologistas são os profissionais de saúde responsáveis por cuidar do maior órgão do corpo humano: a pele. 

Um órgão tão fundamental não pode ser deixado de lado, por isso, os dermatologistas se preocupam constantemente em realizar não apenas o tratamento de doenças, mas principalmente em promover a saúde de seus pacientes.

Segundo a SBD, Sociedade Brasileira de Dermatologia, mais de 3 mil doenças dermatológicas afetam a pele de adultos, crianças e idosos.

Além de realizar o diagnóstico, tratar e prevenir doenças relacionadas a pele, mucosas, pelo, unha e cabelo, a dermatologia também se encarrega de procedimentos cirúrgicos, estéticos e oncológicos.

Apesar do médico especializado em dermatologia ter uma área de procedimentos ampla para atuar, muitos profissionais de saúde possuem receio em abrir seu próprio consultório, principalmente pelo fato de que, na vida acadêmica, assuntos como gestão e marketing médico não são abordados.

Pensando em ajudar esse processo, elaboramos um passo a passo para que você consiga ter um consultório de dermatologia de sucesso. Continue a leitura e descubra!

Passo a passo para ter um consultório de dermatologia de sucesso

Um estudo, aprovado pelo Departamento de Ciências da Administração da Universidade Federal de Santa Catarina, aponta que é fundamental a elaboração de um plano de negócios para a abertura de um consultório de dermatologia.

“Para montar uma clínica ou consultório próprio, o profissional da área médica precisa estar atento a questões que abrangem tanto estudos mercadológicos quanto aspectos burocráticos para sua legalização, como detalhes práticos, referentes à administração e arquitetura do local.”

Além das questões abordadas no estudo, existem alguns passos que podem te proporcionar uma ótima vantagem competitiva no mercado médico de sua especialidade. Acompanhe!

1. Obtenha o Registro de Qualificação de Especialista

Todos os anos de graduação em medicina, além dos anos de residência, foram anos de muito estudo e dedicação por parte dos profissionais de saúde.

Porém, quando falamos dos dermatologistas, além da residência, também existe o RQE, Registro de Qualificação de Especialista, o título que comprova que você passou no exame e é de fato, um especialista em sua área.

Como a própria SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) afirma, existem alguns dermatologistas que se intitulam especialistas, mas não possuem o RQE, ou seja, não podem afirmar sua especialidade.

Há diversos cursos de pós-graduação lato sensu que possuem na totalidade 360 horas, o que representa apenas 4% do tempo de estudo do dermatologista. Apesar de ser reconhecida pelo MEC (Ministério de Educação) para fins pedagógicos, não é reconhecida para formação de especialista.

Por isso, caso você ainda não tenha um RQE, é extremamente importante que você busque esse título, afinal, é um dos fatores que a própria Sociedade Brasileira de Dermatologia indica para os pacientes que buscam um dermatologista ainda mais qualificado.

Se você já possui um RQE, não se esqueça de divulgá-lo, assim, você fortalece a marca do seu consultório e se destaca da concorrência.

2. Tenha equipamentos de qualidade

É claro que para ter um consultório, é preciso investir em equipamentos, e quando falamos da área da saúde, é fundamental que essas ferramentas sejam de qualidade.

Na dermatologia, existem diversos equipamentos que seu consultório pode obter, tudo depende dos procedimentos que você realiza. Porém, mesmo os equipamentos básicos como mesas e cadeiras de exames devem ser confortáveis e visualmente atraentes, assim, seus pacientes enxergam um profissional preocupado com seu conforto.

Outras ferramentas, como dermatoscópios, lâmpadas de Wood, analisadores de pele e aparelhos de fototerapia precisam ser, pelo menos, atuais ou os mais utilizados no mercado.

Assim, você evita problemas futuros como troca de equipamentos por conta de algum defeito de fabricação, entre outras complicações. 

Uma boa prática é sempre explicar para seus pacientes quais ferramentas você irá utilizar e seus propósitos. Dessa forma, você transmite mais segurança e confiabilidade durante a consulta.

3. Mantenha-se atualizado sobre o mercado dermatológico

A medicina está sempre evoluindo, assim como os profissionais de saúde. E isso não é diferente na dermatologia. 

O mercado dermatológico está em constante melhoria e evolução. Novos métodos surgem, equipamentos são otimizados e práticas mais efetivas são estudadas.

Por isso, é fundamental que você separe um tempo em sua rotina para manter-se atualizado sobre as novidades da sua especialidade, como métodos novos e equipamentos de último lançamento.

É importante lembrar que seus pacientes possuem milhares de informações a respeito da dermatologia por meio da internet, e eles podem pesquisar as últimas novidades em questão de segundos. Por isso, é fundamental estar atento para não ficar para trás.

4. Divulgue bem o seu currículo

Ser um excelente dermatologista não basta para atrair pacientes e obter um consultório de sucesso. Primeiro, seus pacientes precisam saber quais são suas conquistas e, para isso, é preciso investir em marketing médico.

Vamos supor que você é um dermatologista membro da SBCD (Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica). Isso significa que além de ser certificado pela SBD e AMB (Associação Médica Brasileira), também possui RQE e tem as vantagens de ser um associado da SBCD.

Esses são ótimos diferenciais que comprovam sua autoridade e conhecimento técnico. Porém, vale lembrar que todas suas afiliações e entidades das quais você faz parte são desconhecidas pelos seus pacientes, a menos que você as divulgue da maneira correta.

Pensando nisso, é fundamental que por meio do seu site e redes sociais, você coloque todas essas informações. Você também pode contar sobre sua história pessoal, como o que motivou sua carreira na dermatologia. 

Quer aplicar as boas práticas na sua clínica? Baixe gratuitamente nosso eBook sobre redes sociais.

redes sociais para medicos e profissionais da saude

5. Contrate profissionais diversificados 

Caso você esteja planejando ter uma clínica que tenha mais de um profissional de saúde, como outros dermatologistas ou até mesmo médicos de diferentes especialidades, é importante que o seu paciente possa realizar diferentes procedimentos diretamente na clínica.

Imagine que você seja um dermatologista focado em cirurgia voltada para estética. Ter um outro profissional focado em tratamentos de pele, como cauterização química, pode atrair e fidelizar mais pacientes. Afinal, eles podem realizar desde procedimentos simples, até uma cirurgia, no mesmo local.

Além disso, contar com dermatologistas de diferentes especializações pode tornar seu consultório uma referência em dermatologia, proporcionando  um diferencial importantíssimo para sua marca. 

6. Planeje toda a gestão do consultório

Para alcançar um consultório de sucesso, é preciso muito planejamento estratégico, não apenas na hora da abertura, mas principalmente na gestão do seu negócio.

Quando falamos de gestão, estamos abordando diversos aspectos como controle financeiro, organização de processos, treinamento dos colaboradores, regularização e até mesmo atividades do dia a dia como organização da agenda médica.

Para quem nunca teve contato com um empreendimento, ter um consultório pode ser desafiador, principalmente se você não conta com alguém para te ajudar nesse processo, como um sócio.

Uma ótima forma de evitar os erros mais comuns é planejar com cuidado como será a rotina da gestão do seu consultório. Além de atender pacientes, você também precisa reservar um tempo para organizar suas finanças e documentos, verificar se tudo está de acordo com as normas do CFM (Conselho Federal de Medicina), sem contar é claro, com a gestão dos colaboradores.

Pensando em planejar da melhor forma possível, você pode estruturar quais dias da semana serão reservados para realizar todas essas atividades, além de planejar os próximos meses com antecedência.

Assim, você garante que nenhuma atividade será deixada de lado. Você também pode contar com a ajuda de uma ferramenta de gestão, como um software médico, que otimiza processos manuais e garante maior produtividade no consultório.

7. Faça investimentos 

Um dos maiores desafios de qualquer negócio é saber como multiplicar seus recursos utilizando a renda financeira atual. E isso não é diferente para os consultórios de dermatologia.

Apesar de muitos médicos terem receio em realizar investimentos, é uma ótima saída para conseguir usar o lucro de forma inteligente, ao invés de gastar com estratégias que você não sabe se trarão retornos ou não. 

Também é preciso cuidado na hora de investir. Por isso, contar com a ajuda de um contador ou um colega que já tenha realizado investimentos podem ser extremamente úteis. 

Investindo de maneira correta, você pode potencializar os resultados do seu consultório e conseguir mais uma renda ao final do mês. Uma ótima estratégia, não concorda?

Já sabe como ter um consultório de dermatologia de sucesso? Faça nosso Curso de Gestão de Clínicas para obter ainda mais conhecimento e alcançar seus objetivos:

Curso de Gestão para Clínicas e Consultórios. Inscreva-se agora!

Quais desses passos você segue no seu consultório? Conte aqui embaixo nos comentários, e não se esqueça de compartilhar o conteúdo com seus amigos!


Sobre o autor

Yasmim Mayumi

Especialista em Marketing de Conteúdo e estudante de Letras na Barão de Mauá em Ribeirão Preto.