Crie seu planejamento de carreira médica em 5 passos

Crie seu planejamento de carreira médica em 5 passos

Dra. Luciana Lessa Abrir Consultório Leave a Comment

Leia em 3 min.

É comum na área da saúde, ao longo da formação, termos como foco uma especialização, seja ela uma residência médica ou não. Porém, esse não é o único critério que deve estar presente no seu planejamento da carreira médica.

A maioria dos médicos, ao sair da faculdade, têm em mente somente a lista de escolhas das residências que deseja passar.

Na avaliação dessa escolha, ponderamos as instalações oferecidas para a residência, o corpo docente e a reputação que aquela instituição tem.

Não avaliamos a comunidade na qual a instituição está inserida, os programas e as parcerias que ela tem firmados, e nem as oportunidades geradas internamente para a absorção da nossa mão de obra especializada ao sair da residência.

Esses pontos deveriam ser fundamentais na escolha e fazem muita diferença como você vai iniciar sua carreira, mas na faculdade não conseguimos observá-los claramente.

Para te ajudar, os especialistas da Medicinae elaboraram um simples passo a passo que irá conduzir seu planejamento de carreira médica.

Continue a leitura!

5 dicas para realizar seu planejamento de carreira médica

O conselho aqui é para quem já começou a percorrer essa estrada, mas ainda tem muito caminho pela frente.

O primeiro passo é descobrir onde você está nessa jornada. 

A Medicina é um campo muito amplo, e costumamos a olhar somente para as áreas assistenciais.

Ao longo dessa trajetória, o médico pode ser professor, empresário, colunista, influenciador, pesquisador, gestor, desenvolvedor, entre outras possibilidades.

Temos alguns pontos que podem te ajudar a estabelecer suas próprias metas. São eles:

1. Analise suas preferências pessoais.

É muito importante, mas às vezes difícil, estabelecer o que mais te dá prazer na Medicina, ou fora dela, mesmo para quem já tem uma especialidade definida.

Se muitas coisas te encantam, coloque no lápis o que definitivamente você não tolera na sua vida.

Mapeie seus desejos, seus valores, seus interesses e faça uma lista com suas inspirações. Tudo isso vai te dar um bom norte do caminho a ser percorrido.

2. Considere suas habilidades

Para você que já é um especialista, por exemplo, qual é o campo de atuação onde você mais tem proficiência? Ou qual é a habilidade que você gostaria de desenvolver?

Sua formação condiz com suas habilidades? Quer fazer um fellow? Um mestrado, ou doutorado? Aprender a se comunicar melhor?

Analise quais são suas habilidades, e como elas podem ser úteis na sua carreira médica.

Além disso, ao conhecer seus pontos fortes e fracos, você pode então dedicar seu tempo para aprimorar seus talentos e desenvolver as competências mais relevantes para o caminho que escolher seguir.

3. Estude o mercado e explore suas possibilidades

Mapeada sua habilidade: como você se posiciona no mercado? Seus pares te veem como referência? Seus colegas de turma da residência te indicam? O que você pode fazer para melhorar seu posicionamento?

É essencial estudar o mercado e analisar quais oportunidades suas competências, assim como especialidades, podem te trazer.

Além disso, os profissionais de saúde precisam acompanhar as tendências do meio médico, para garantir que irão conquistar destaque em suas especialidades.

Outro passo importante é explorar todas as possibilidades da carreira médica além do consultório. Você pode fazer pesquisas científicas, ser palestrante, influenciador, desenvolvedor, entre outras opções.

Esteja inteirado de todas as novidades da sua área. E por que não experimentar coisas diferentes?

Essa vivência pode trazer resultados incríveis e te ajudar a ser um profissional ainda melhor!

4. Crie um plano de ação para os próximos 5 anos

Liste suas aspirações pessoais e as profissionais. E principalmente crie uma estratégia de custeio deste planejamento.

Ao fazer seu planejamento de carreira médica, imagine onde você deseja estar aos 60 anos e fragmente essa aspiração em platôs de 5 em 5 anos. Serão níveis a serem percorridos.

A meta é longa, mas a fragmentação em períodos menores vai te ajudar a visualizar os degraus alcançados e você poderá reavaliar a trajetória caso algo mude, ou você mude.

Definir objetivos a curto prazo também é essencial, pois dessa forma você se sentirá motivado e poderá acompanhar de perto toda a sua evolução.

5. Não deixe de fazer este exercício mental

Uma carreira, principalmente na Medicina, é construída com afinco e dedicação. E para tudo tem um começo.

Se você já iniciou essa trajetória, aí vão alguns insights:

  • Não tenha medo da mudança;
  • Organize-se para essa guinada;
  • Estude sempre! Todo novo passo traz oportunidades e descobertas. 

Mesmo que já esteja acostumado a estudar e dar duro todos os dias, separe um tempinho para colocar esse esforço em prol do seu crescimento profissional.

Tenha afinco e aproveite a jornada. 

Conhece outras dicas úteis para o planejamento da carreira médica? Compartilhe sua experiência com a gente aqui embaixo nos comentários!


Sobre o autor

Dra. Luciana Lessa

COO da Medicinae Solutions, a única plataforma de antecipação de faturas médicas do Brasil. Graduada em Medicina pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Cirurgiã Geral, MBA de Executivo em Saúde pela FGV, Health Management pela UPENN, Design Thinking na D.School - Stanford, possui mais de quinze anos de experiência no setor.