3 dicas principais de investimentos para médicos

Dicas de investimento para médicos: como começar?

Yasmim Mayumi Gestão da Clínica

Leia em 6 min.

Última atualização em 27/07/2021 por

Diferente do que muitos profissionais de saúde pensam, não é necessário ter uma alta quantia de dinheiro para começar a investir. Ao realizar esse investimento, além de aumentar seus resultados, também permite que você tenha mais segurança para cuidar de seus pacientes.

Um investimento é todo o processo de aplicar dinheiro para conseguir uma melhora no futuro, como equipamentos mais eficientes que não irão consumir tanta energia do consultório, ou aplicações na bolsa de valores.

A maior parte da população ainda guarda dinheiro para o futuro, deixando ele parado sem nenhuma função, ao invés de utilizá-lo para obter mais renda

A melhor forma de acumular dinheiro é investindo, e não poupando. Se você deseja conquistar independência financeira sem precisar trabalhar excessivamente por isso, é hora de começar a investir.

Continue a leitura e descubra como começar na área de investimento no mercado médico. Acompanhe!

Investimento para médicos: por que ele é importante?

Talvez você não conheça alguém que realize investimentos, ou não tenha conhecimentos aprofundados em finanças, principalmente em assuntos como bolsa de valores, ações ou tesouro direto.

Porém, cada vez mais os profissionais de saúde se tornam empoderados em gestão financeira, e buscam aumentar os resultados do consultório, para conseguirem cuidar de seus pacientes com ainda mais qualidade.

Antes de tudo, você precisa saber que para começar a investir não é necessário ser um especialista. Neste artigo, você entenderá mais sobre a importância do investimento, e como começar essa jornada.

Normalmente, quando perguntamos sobre o motivo do investimento, as respostas giram em torno de acumular dinheiro para aposentadoria, ou para potencializarem seus negócios.

Apesar da medicina ser uma profissão renomada e considerada uma das mais rentáveis do país, os profissionais de saúde sabem que diploma na área não é garantia de equilíbrio financeiro.

Assim como em qualquer área de atuação, os médicos precisam manter a organização das receitas e despesas, estabelecer objetivos e metas, e criar uma agenda de investimentos frequentes para realização de seus objetivos.

Buscar essa organização financeira tanto na empresa, com o uso de softwares de gestão, como na vida pessoal, é fundamental para iniciar uma caminhada de sucesso financeiro.

Muitos médicos vivem hoje o que os especialistas em finanças chamam de bolha orçamentária: consultórios com excelentes rendas, mas com enormes despesas, muitas vezes desalinhadas com os seus objetivos.

Poucos conhecem a força que tem os juros compostos ao longo prazo, e a diferença que existe entre começar a investir hoje, e deixar para investir amanhã.

Para te ajudar a visualizar os benefícios do investimento, elaboramos uma simulação que compara investimentos em diferentes prazos e rentabilidades.

Educação financeira realmente pode fazer uma enorme diferença na vida dos médicos. Veja:

Tabela de investimento para médicos

A tabela acima deixa clara a importância do tempo e da rentabilidade dos investimentos quando falamos de formação de patrimônio, especialmente, quando o assunto é independência financeira.

Muitos profissionais deixam de lado o investimento porque acreditam que suas economias não são suficientes. 

Porém, é possível realizar investimento até mesmo com 100 reais, e como vimos na tabela, o fundamental é a periodicidade do investimento que você está realizando.

Com um investimento eficiente, você pode alcançar uma vida financeira muita mais plena e direcionada. Para te ajudar nessa jornada, separamos 5 dicas que irão nortear o início dos seus investimentos. Aproveite o conteúdo!

Principais dicas de investimento para médicos

O início do processo de investimento pode ser nebuloso para quem não tem contato com o mercado de finanças, mas existem algumas dicas práticas que podem clarear seus próximos passos. 

Veja a seguir como conquistar mais segurança nas suas tomadas de decisões. 😉

1. Estude sobre investimento para médicos

Dedicação nos estudos é um hábito que você, com certeza, já tem, e assim como na vida acadêmica, a área de investimento também exige um conhecimento mínimo para que você tome boas decisões. 

Existem diversos tipos de investimento, como tesouro direto, LCI e LCA, bolsa de valores, CDB e muito outros. Cada um possui seus benefícios e riscos, por isso, é fundamental entender seu funcionamento. 

Para te ajudar nos estudos, a iClinic, Ambra, PEBMED e Vérios se juntaram para elaborar um conteúdo exclusivo sobre investimento para médicos.

Nele, você irá aprender quais são os riscos do mercado, dicas de especialistas em finanças sobre como investir bem, e como tomar decisões assertivas para o seu perfil de investidor. 

Baixe gratuitamente o eBook de investimento para médicos agora mesmo:

Baixe grátis: eBook sobre investimentos para médicos

2. Estabeleça seus objetivos 

Para criar objetivos da melhor forma, muitos especialistas em planejamento estratégico se orientam através da técnica SMART, que consiste em 5 critérios:

  • S — Specific (específico): evite ser muito genérico como “ter dinheiro para aposentadoria” ou “ficar mais rico”. Busque por frases como “comprar um determinado imóvel”, “mudar o local do consultório” e “realizar um curso de especialização em gestão”;
  • M — Measurable (mensurável): com um objetivo mensurável, você saberá o quanto precisa investir, a que taxa de retorno (rentabilidade) e o quão próximo está de alcançá-lo — ou, no final das contas, o quanto você atingiu daquele objetivo em termos de porcentagem. Por exemplo, se o objetivo é “fazer uma determina pós-graduação”, estabeleça como objetivo o valor a ser gasto com o curso em reais;
  • A — Attainable (atingível): sonhar é positivo — e necessário. No entanto, na hora de realizar um investimento, é necessário deixar o sentimento de lado e ser racional: o dinheiro que eu quero no futuro é possível de se conseguir com o tanto de dinheiro que eu posso investir?
  • R — Relevant (relevante): quais os resultados que você realmente terá se alcançá-lo? São os resultados que você espera? Respondendo estas perguntas você saberá se seu objetivo é relevante e se atenderá suas expectativas;
  • T — Temporal (tem um prazo definido): defina quando você vai precisar do dinheiro do seu investimento. Isso lhe informará quanto tempo você tem disponível para investir.

Definindo um objetivo desta forma, fica mais fácil de planejar o quanto investir por mês, qual rentabilidade será requerida, qual o grau de prioridade do objetivo e se é possível alcançá-lo de acordo com as suas necessidades e expectativas.

3. Reflita sobre seu perfil de investidor

Cada profissional de saúde tem um perfil de investidor. É possível apontar 3 principais tipos:

  • Investidor conservador: é o profissional que não quer correr riscos, e tem planos definidos para cada uma das suas aplicações, como abrir seu próprio consultório. Ele não se sente confortável com grandes riscos ou investimentos complexos que precisam ser acompanhados rigorosamente;
  • Investidor moderado: aquele que opta por investimentos de risco médio, pois deseja uma rentabilidade alta, mas precisa do retorno daqueles investimentos. Normalmente, ele investe parte das suas economias em investimentos seguros, e outra parte em investimentos com risco médio;
  • Investidor radical: o profissional de saúde que possui mais segurança na área de investimentos, e consegue realizar aplicações com maiores riscos, que consequentemente trazem retornos altos. O investidor radical geralmente não precisa do dinheiro aplicado em um curto prazo.

O seu perfil pode variar de acordo com o tempo. No começo seu perfil poderá ser  conservador, enquanto daqui alguns anos, investimentos mais radicais se tornem mais atraentes para seus objetivos. 

Dicas de investimento para médicos

4. Mantenha uma frequência de investimento

Esse tópico já foi enfatizado durante o conteúdo, porém é fundamental que você entenda sua importância. 

A verdade é que investindo todo mês ou semana, mesmo que a quantia não seja alta, as chances de ter uma boa rentabilidade são altíssimas. Lembre-se que a constância no investimento é um fator decisivo.

Uma dica básica que você irá escutar durante seus estudos, é determinar uma quantia exclusiva para suas aplicações. Assim, mesmo que seja apenas 10% do seu rendimento, você garante que não deixará essa atividade de lado.

5. Fique sempre atualizado com as mudanças do mercado

Da mesma forma que a área da saúde está em constante inovação, o mercado de investimentos pode mudar drasticamente de um minuto para o outro.

Por isso, é essencial que você acompanhe com frequências as mudanças do mercado, para identificar boas oportunidades e diminuir os riscos dos seus investimentos.

Existem muitos consultores que podem te ajudar a se manter atualizado neste mercado, e até mesmo auxiliar na gestão financeira do seu consultório. 

Na página de parceiros da iClinic você pode encontrar ótimos especialistas em finanças, como:

  • Mitfokus: empresa especializada em soluções financeiras e tributárias na área da saúde;
  • Rodrigo Noronha: especialista em ajudar proprietários de clínicas a alavancarem seus negócios com excelentes resultados, implantando uma Gestão Empresarial Profissional focada em Vendas, Lucro e Qualidade de Vida;
  • MS Saúde: Centro de Serviços Compartilhados, a empresa MS Saúde é especializada em assessoria contábil para médicos e outros profissionais da saúde.

Conseguiu entender como começar seus investimentos? Se você realmente deseja iniciar essa jornada, não deixe de baixar nosso eBook gratuito sobre investimentos na área da saúde:

eBook grátis: 8 passos essenciais para realizar investimentos na área da saúde

Compartilhe sua experiência com investimentos aqui embaixo nos comentários, e compartilhe o artigo com outros profissionais de saúde!


Sobre o autor

Yasmim Mayumi

Especialista em Marketing de Conteúdo e produtora de conteúdo na iClinic. Graduanda em Letras - Licenciatura em Inglês e Português na Barão de Mauá em Ribeirão Preto.