Site icon Blog iClinic – Dicas para gestão de clínicas e consultórios!

Aumente a visualização do seu canal médico no Youtube com 15 dicas

Aumente a visualização do seu canal médico no Youtube com 15 dicas
Leia em 8 min.

O Youtube é a maior plataforma de vídeos do mundo, e o segundo buscador mais utilizado, perdendo apenas para o Google. Ao seguir suas boas práticas, você aumenta a visualização do seu canal médico.

O marketing digital é uma excelente forma de atrair e fidelizar pacientes, principalmente na era pós-digital em que vivemos. Por isso, muitos médicos apostam no Youtube.

O Youtube afirma que mais de 2 bilhões de usuários acessam a plataforma todos os meses, e mais de 1 bilhão de horas são assistidas diariamente.

2 bilhões de usuários representam ⅔ da internet, logo, é possível presumir que seus pacientes também estejam nessa rede social.

Neste artigo você vai aprender 15 dicas que irão alavancar as visualizações do seu canal médico. Continue lendo!

15 formas de aumentar a visualização do seu canal médico no Youtube 

Criar conteúdo para um canal médico no Youtube é desafiador, mas ao seguir as boas práticas da plataforma, você consegue melhorar o ranqueamento dos seus vídeos, e aumentar suas visualizações.

Antes de começar, quero lembrá-lo que você pode fazer cursos gratuitos do próprio Youtube, além de ter acesso a vários conteúdos educativos.

A seguir, você irá aprender 15 dicas que todo canal famoso do Youtube utiliza. Acompanhe!

1. Fique atento às boas práticas de produção de vídeos

Você já tentou gravar um vídeo com um tema relevante para seus pacientes, como as dúvidas mais frequentes que aparecem nas consultas?

Para produzir um vídeo, não é necessário um equipamento profissional. É claro que ele ajuda a melhorar ainda mais a qualidade do vídeo, mas não significa que, sem um, você não consiga produzir um bom conteúdo.

Ao seguir estas boas práticas, você produz um ótimo vídeo com seu próprio celular.

Quer aprender a editar seu próprio vídeo? Assista nossa websérie gratuita para ter aulas de edição com nossos especialistas:

2. Tenha cuidado com o tempo

Você tem disponibilidade para assistir um vídeo de 30 minutos?

Apesar de alguns vídeos do Youtube serem longos, dependendo do seu público, as pessoas não têm paciência, ou disponibilidade, para assistir vídeos demorados.

O tempo médio ideal para o Youtube é 5 minutos. Isso não significa que todos seus vídeos precisam ser curtos, mas em uma plataforma de consumo rápido, não há espaço para enrolação.

Se um conteúdo é complexo e exige 10 minutos para ser explicado, não tem problema, mas lembre-se de seguir seu roteiro para evitar uma duração mais longa que o necessário.

Um vídeo sobre dúvidas frequentes, por exemplo, pode ter apenas 5 minutos. Se a quantidade de dúvida for alta, divida em dois vídeos, ou quantos forem necessários. 😉

3. Mantenha a consistência no seu canal

Em qualquer estratégia de marketing a consistência é uma característica essencial. Não é um vídeo que vai fazer a diferença para o seu canal no Youtube, mas todo o conjunto dos seus conteúdos.

Além disso, o algoritmo do Youtube, responsável por ranquear os melhores vídeos, não vai dar relevância para um canal que posta um vídeo por mês.

Escolha uma frequência de postagem. Não precisa ser todo dia, mas pelo menos uma vez por semana, ou a cada 15 dias. Mantenha essa consistência, e seus seguidores serão cada vez mais engajados.

4. Adicione legendas nos vídeos

Ao assistir um vídeo no Youtube, notou legendas que aparecem automaticamente, ou a opção de ativá-las?

O recurso de closed caption, também conhecido como legendas, torna seus vídeos mais inclusivos, e ajuda no ranqueamento do seu conteúdo, por mostrar que a palavra-chave é mencionada ao longo do tempo.

A palavra-chave, ou palavras-chaves, é o termo que seu paciente irá buscar no Youtube para achar seu vídeo.

Imagine que um dermatologista produza um vídeo sobre os 5 melhores produtos dermatológicos para pele oleosa. 

As palavras mais importantes são “produtos para pele oleosa”, ou seja, elas devem se repetir ao longo do vídeo, no título, e na descrição.

Para entender mais sobre essa prática, assista ao vídeo abaixo:

5. Interaja com seu público

Você responde os comentários dos seus vídeos? Incentiva que os espectadores deixem comentários?

Em qualquer rede social é importante interagir com o público e aplicar técnicas de engajamento. No Youtube, alguns apresentadores realizam perguntas, e pedem respostas nos comentários, por exemplo.

Também há a aba “Comunidade“, um canal da plataforma para os criadores de conteúdos interagirem com os inscritos de forma mais pessoal.

Nela, é possível criar enquetes, conversar, publicar pequenos clipes dos seus vídeos, entre outras opções. Ter um bom relacionamento com quem te apoia é a chave para qualquer canal, ou consultório, de sucesso.

6. Incentive as inscrições no seu canal

Qual é a maneira mais fácil de conseguir inscritos no seu canal?

Pedir. Sério, não é nenhum segredo: todo apresentador fala em algum momento “Se você gostou do conteúdo, se inscreva no canal”, porque é a forma mais eficiente.

Você pode comentar que a inscrição é importante para que eles recebam novos conteúdos que serão postados, e como um simples clique te ajuda a crescer. 😉

7. Aposte em outros formatos de conteúdo no Youtube

O Youtube é uma plataforma de vídeos, mas você não precisa apenas postar vídeos. Já pensou em fazer uma live para seus pacientes?

Diferente de um conteúdo gravado, as lives geram uma interação ao vivo, e podem ser postadas depois no canal. Elas são uma ótima forma de atrair mais inscritos.

8. Fale a palavra-chave ao longo do vídeo

Lembra da importância da palavra-chave para o ranqueamento do seu vídeo?

Não basta apenas colocá-la na descrição e nos títulos. É importante lembrar de repeti-la ao longo do conteúdo, mas não é necessário exagerar, como falar a cada 30 segundos.

No roteiro, adicione a palavra-chave nos tópicos, ou em frases de destaque. É uma prática simples, mas que faz toda a diferença.

9. Faça uma boa divulgação

Qual é o seu principal objetivo ao postar vídeos no Youtube? Aposto que é um bom número de visualizações para que o conteúdo seja útil para mais pessoas, certo?

Mas se os seus pacientes não sabem que tem um canal médico no Youtube, eles não irão acompanhá-lo. Por isso, é importante divulgar seus vídeos em canais como:

Ao assistirem um conteúdo relevante, tenho certeza que seus pacientes irão compartilhar com mais pessoas, e seu canal irá viralizar.

Quer aprender mais sobre marketing digital? Baixe nosso material gratuito:

10. Adicione cards de outros vídeos do seu canal

Você notou que alguns canais recomendam seus próprios vídeos, ou deixam um card clicável?

Os cards são as caixas clicáveis que direcionam o espectador para outro conteúdo. Você pode adicioná-los ao longo do seu vídeo e no final.

Na lista  “Recomendados“, disponível ao lado do vídeo ou embaixo, você também pode indicar conteúdos do seu canal. 🙂

Essa é uma das maneiras mais eficientes de aumentar as visualizações do seu canal médico, e uma ótima dica é analisar o momento em que as pessoas costumam sair de um vídeo antigo.

Vamos supor que no seu primeiro vídeo, as pessoas costumam assistir até minuto 2:38, e depois, há uma queda de visualizações. Coloque um card para outro vídeo em 2:35.

Assim, ao invés de simplesmente saírem, elas são direcionadas para um conteúdo mais interessante.

Incrível, não concorda?

11. Estude as melhores tags 

As tags, também conhecidas como hashtags (#) do Instagram, são um dos critérios que o algoritmo do Youtube usa para ranquear vídeos, e você pode seguir boas práticas para utilizá-las corretamente.

O primeiro passo é analisar quais são as tags mais famosas da plataforma na área de saúde para pacientes. Pesquise seus concorrentes: quais tags eles estão utilizando?

Reflita sobre as tags que fazem sentido para o tema do seu vídeo. Se você é um pediatra, as tags podem ser #pediatria, #maternidade, #puberdade, #gravidez, e assim por diante.

O importante é analisar e entender quais fazem mais sentido para a sua realidade.

Outro passo fundamental é usar a estrutura básica de tags:

As tags são essenciais para qualquer vídeo do Youtube, e elas impactarão diretamente nos resultados do seu canal médico.

Para aprender outras técnicas de marketing digital, faça nosso curso gratuito para médicos e aprofunde seus conhecimentos:

12. Crie playlists

Dê uma olhada em alguns canais famosos no Youtube. Percebeu que todos eles têm playlists que organizam seus vídeos?

Além de ajudar na organização do seu canal médico, as playlists também tornam o visual mais agradável, e você pode configurá-las no formato vertical ou horizontal.

Ao produzir uma série de vídeos sobre dúvidas frequentes, adicione elas em uma única playlist. Os pacientes irão encontrar os conteúdos com mais facilidade, o que ajuda no aumento das suas visualizações.

13. Escreva bons títulos

O título de um vídeo é um dos aspectos mais importantes para incentivar um clique. Sem um bom título, os usuários apenas passam pelo seu vídeo, sem demonstrar nenhum interesse.

Para te ajudar a criar títulos incríveis, siga os passos a seguir:

14. Fique atento à descrição

Sabia que se sua descrição for completa e seguir as boas práticas, seus vídeos têm mais chance de aparecer na página inicial do Youtube?

Para escrever uma boa descrição, siga estes passos:

Bem simples, mas totalmente eficazes. 😉

15. Use thumbs personalizadas

O que mais te chama atenção no Youtube? 

Normalmente não são os títulos que chamam atenção, e sim as thumbnails. Dê uma olhada neste exemplo do canal da iClinic:

Segundo o Youtube, 9 em cada 10 vídeos mais vistos da plataforma têm thumbs personalizadas. Imagens atrativas chamam a atenção, logo, as thumbnails são fundamentais para atrair mais cliques.

O ideal é contar com a ajuda de um videomaker que saiba fazer uma boa thumbnail, e utilizar cores quentes como laranja, azul, verde e amarelo, porque elas se destacam em relação às cores do Youtube (preto, branco e vermelho).

Ao seguir todas essas dicas, você aumenta a visualização do seu canal médico, e se torna uma verdadeira referência digital, além de investir no marketing de relacionamento com pacientes.

Para receber mais artigos como este, inscreva-se na nossa newsletter, e não se esqueça de compartilhar com os amigos!

Gostou deste conteúdo?

Junte-se a mais de 70 mil profissionais de saúde e não perca eBooks, planilhas, dicas e guias exclusivos que vão ajudar na gestão da sua clínica.

Quero receber conteúdos
Sair da versão mobile