Coworking para médicos: o que é e como funciona?

Coworking para médicos: 5 principais benefícios

Yasmim Mayumi Gestão da Clínica

Leia em 7 min.

Última atualização em 16/05/2022 por Yasmim Mayumi

O coworking para médicos é um espaço de trabalho compartilhado personalizado para profissionais de saúde que desejam mais flexibilidade e lidar com menos burocracia.

Segundo um levantamento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), as modalidades de consumo colaborativo mais utilizadas pelos brasileiros são:

  • Aluguel de casas e apartamentos em contato direto com o proprietário (40%)
  • Caronas para o trabalho ou faculdade (39%)
  • Aluguel de roupas (31%)

Porém, nos últimos anos, são os coworkings que ganham destaque como consumo colaborativo.

Na área da saúde, de acordo com Claudio Mifano, CEO e co-fundador da Livance, o médico de hoje está em busca das vantagens que um espaço compartilhado pode oferecer: 

“O perfil do profissional mudou e o que ele procura são soluções que sejam mais acessíveis do que um consultório fixo e proporcionem uma maior autonomia nos negócios.”

Continue a leitura e descubra mais sobre coworking médico!

Neste artigo você vai aprender:

O que é coworking?

O termo coworking significa ambiente de trabalho compartilhado, no qual diferentes profissionais e empresas variadas podem trabalhar juntos em um único local.

Segundo o último censo de coworking lançado em 2019, o setor mostrou um crescimento anual de 25%, alcançando 1.497 coworkings ativos no Brasil.

Entretanto, o que deveria apenas ter crescido apresentou uma queda significativa com o começo da pandemia de COVID-19 em 2020. Com o distanciamento social, milhares de coworkings fecharam suas portas.

Conheça a diferença entre um aluguel de consultório e aluguel de coworking em nosso eBook gratuito:

Baixe gratuitamente o eBook Aluguel de consultório x aluguel de coworking: como escolher?

O que é coworking médico?

O coworking médico é um ambiente de trabalho compartilhado entre profissionais de saúde, com salas de atendimento, recepcionistas e espaços para exames com equipamentos.

Normalmente, ao abrir uma clínica ou consultório, é preciso considerar todos esses gastos:

  • Aluguel ou financiamento do imóvel;
  • Construção do local ou reformas necessárias;
  • Regularização;
  • Decoração;
  • Equipamentos;
  • Mobília;
  • Contas de água, energia, telefone, entre outras;
  • Salários de funcionários;
  • Materiais descartáveis.

O que poderia custar mais de R$ 100.000,00 pode ser apenas R$ 300,00 ao atender em um coworking médico. Percebeu a vantagem?

Esse ambiente compartilhado é ideal para quem está no início da carreira médica, mas muitos médicos mais experientes também preferem atender em coworking, para focar menos na gestão e atender mais pacientes.

Como funciona o coworking para médicos?

Cada coworking médico tem seus diferenciais, mas geralmente todo coworking funciona pelo método pay per use. Ou seja, você só paga pelo que usa.

Você pode alugar uma sala de atendimento por três horas, um dia, uma semana, um mês: o tempo que for necessário, e você só pagará por isso.

Na Livance, por exemplo, você tem o custo fixo de R$ 236,00 por mês mais o minuto em atendimento. 

Lembre-se que o espaço de um coworking não é apenas a sala usada para atender pacientes. Também há espaço para estudos e networking, no qual você pode criar conexões entre a comunidade médica.

Os coworkings para médicos também possuem secretárias e recepcionistas treinadas para agendar consultas e recepcionar seus pacientes.

Alguns coworkings oferecem acesso para todas as unidades dos espaços compartilhados, criação de site médico, salas exclusivas para Telemedicina, estacionamento, entre outras vantagens.

Aprenda mais sobre Telemedicina em nosso vídeo:

Porém, também é preciso seguir regras para manter a boa convivência entre todos que usam aquele espaço compartilhado, como:

  • Sempre usar fones de ouvido;
  • Manter o ambiente limpo e organizado;
  • Não faltar alto;
  • Respeitar o espaço das mesas;
  • Ser cordial com os demais profissionais que frequentam o espaço.

O ideal é que você busque uma empresa de coworking médico para entender como ela funciona, quais são as regras do espaço e o preço.

5 principais benefícios do coworking médico

1. Infraestrutura de alto padrão

Construir uma clínica ou um consultório com todos os equipamentos e infraestrutura necessária é um investimento alto. Afinal, é preciso de salas de atendimento, recepção, banheiros, copa, entre outros espaços.

R$ 100.000,00 pode ser até um valor pequeno comparado ao que muitos médicos empreendedores gastam no início da abertura, sem contar o capital de giro necessário para manter a empresa funcionando.

É preciso lembrar que nos primeiros meses, é provável que a clínica não traga lucro e dificilmente irá se pagar.

Por isso muitos médicos preferem atuar em um coworking médico que já possui tudo garantido, desde salas, recepção, secretárias, limpeza e internet, até espaços para Telemedicina e networking.

2. Redução de custos

Não dá para comparar o preço do aluguel de uma clínica ou seu financiamento, e o aluguel de um coworking. Nele, já está incluso toda a manutenção e ainda sai mais barato.

É claro que se é o sonho do médico ter seu próprio espaço para personalizá-lo da forma como quiser e construir uma marca, o investimento vale a pena.

Mas se você prefere focar no atendimento aos pacientes ou ainda está no período de juntar investimentos, atue em um espaço compartilhado.

3. Flexibilidade para atender de vários lugares

Quando você tem uma clínica, sua agenda precisa estar completamente preenchida para que seu retorno financeiro seja alto e você possa continuar mantendo seu espaço.

Porém, em um coworking, você pode atender em unidades de diferentes bairros, ao invés de ficar preso em um único lugar, e consegue ter mais flexibilidade na agenda.

Baixe gratuitamente nossa checklist para saber como acabar com todos os problemas da sua agenda:

Checklist Grátis: Uma checklist completa com soluções práticas para acabar com os principais problemas de sua agenda médica. Clique aqui!

4. Networking

Um paciente precisa passar por diferentes médicos para manter sua saúde, como um pediatra, clínico geral, ortopedista, ginecologista ou urologista, assim por diante.

Quando você atende dentro de uma comunidade como um coworking, seus colegas de outras especialidades podem te indicar para os pacientes, já que todos atendem no mesmo local.

A construção de bons relacionamentos é o melhor proveito que você pode tirar de trabalhar em um espaço compartilhado.

5. Menos tempo cuidando da gestão e mais tempo focado nos pacientes

Ao longo do conteúdo você viu como um coworking permite que você se preocupe menos com processos burocráticos e foque apenas em gerir sua agenda para atender pacientes.

Para quem deseja ter esse estilo de vida, um coworking é a solução ideal.

5 espaços de coworking médico

Existem milhares de espaços de coworking médico ao redor do Brasil, mas vamos citar os que mais se destacam por serem parceiros da iClinic e terem o voto de confiança da empresa.

A Livance, já mencionada no artigo, possui diversas unidades em São Paulo e cidades como Campinas. Seu posicionamento é de ser um coworking de alto padrão sem burocracia.

A Inovant Consultórios Inteligentes é um coworking médico que cuida da área de gestão financeira até a atração de pacientes, com serviços como secretária, agendamento online, vaga de garagem e eventos.

A Smart Spaces têm espaços personalizados para médicos, nutricionistas, psicólogos, fonoaudiólogos e terapeutas, além de oferecer serviços de Telemedicina, gestão financeira e apoio jurídico

A Sabra Consultórios foi o primeiro coworking médico da Baixada Santista. O espaço oferece locação por períodos fixos ou horas avulsas e contempla gestão de correspondência, recepcionistas e estacionamento.

A Multiconsultórios se destaca por se posicionar como um coworking médico de alto luxo e oferecer serviços diferenciados como credenciamento de convênios, marketing pessoal, copa e secretárias.

Está gostando do conteúdo? Inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter para receber artigos diretamente no seu e-mail:

Cadastre-se na Newsletter do iClinic

No próximo tópico vou retomar as regras de convivência que você viu anteriormente para explicar a importância seguir cada uma delas, independentemente de qual coworking você esteja. 🙂

Boas práticas de coworking médico

1. Use fones de ouvido 

Imagine que você está tentando estudar para uma palestra que dará na semana que vem, e de repente um colega começa a escutar um vídeo em volume alto.

Caso ele não perceba que está incomodando, você precisará se deslocar para outro lugar do coworking ou pedir para que ele use fones de ouvido. Ambos os cenários causam certo desconforto, não concorda?

Sempre que for escutar um conteúdo em formato de áudio, seja um vídeo, uma palestra, áudiobook ou podcast, dê preferência para os fones de ouvido.

2. Mantenha o coworking limpo e organizado

Talvez o seu coworking médico tenha uma cozinha para permitir que você leve sua comida ao invés de depender dos restaurantes do bairro.

Porém, como alguns médicos não tomam o devido cuidado no uso do microondas, quando chega sua vez de almoçar, percebe que o eletrodoméstico está extremamente sujo.

Você também pode estar no ambiente de networking, para criar relacionamentos com outros profissionais de saúde, mas um colega deixa seus pertences espalhados, ocupando o espaço de outras pessoas.

Todas essas situações atrapalham a boa convivência do coworking e, por isso, devem ser evitadas.

3. Evite falar alto

Existem pessoas que falam alto naturalmente e não tem problema nenhum. Porém, como um coworking pode receber diversos profissionais ao mesmo tempo, vai ser impossível conviver com todos falando alto.

Fique atento ao nível do seu tom durante as conversas e caso alguém peça silêncio, não leve para o lado pessoal. 

Lembre-se que em um coworking, é preciso aprender a escutar as necessidades de outras pessoas, assim, as suas também serão respeitadas.

4. Respeite o espaço das mesas

Para evitar confrontos, atente-se ao espaço de cada mesa e como usá-lo da melhor forma. Não espalhe seus pertences se o espaço não estiver sendo de uso exclusivo.

5. Seja cordial com os demais profissionais que frequentam o coworking

Principalmente depois de alguns meses na pandemia, muitas pessoas esqueceram o que é precisar acordar e dar “bom dia” pessoalmente para os colegas de trabalho.

Algumas, mesmo no home office, perderam o costume dos cumprimentos porque só se viam em reuniões pontuais ao longo da semana. 

Como médico, talvez você não tenha passado por isso, mas isso não significa que está acostumado a compartilhar um espaço de trabalho com outros profissionais.

A primeira coisa que você deve pensar é: com certeza terão profissionais com diferentes personalidades e que nem sempre vão concordar com você.

Seja simpático, mantenha sua cordialidade e busque construir relacionamentos duradouros com seus colegas de coworking.

Pode ser difícil no início, mas ao longo prazo, você só terá ótimas recompensas com o networking que construiu.

Seja em uma clínica ou em um coworking, saiba como investir e aumentar sua renda com nosso eBook gratuito:

Baixe grátis: eBook sobre investimentos para médicos

Neste artigo você aprendeu o que é um coworking para médicos, como ele funciona, principais benefícios e espaços de coworking no Brasil. Espero que tenha sido útil!


Sobre o autor

Yasmim Mayumi

Especialista em Marketing de Conteúdo, atua como analista de conteúdo há mais de 3 anos na iClinic. Graduanda em Letras - Licenciatura em Inglês e Português na Barão de Mauá em Ribeirão Preto.