Como anexar arquivos no Prontuário Eletrônico do paciente

Passo a passo para anexar arquivos no prontuário eletrônico do iClinic

Leia em 3 min.

O prontuário do seu paciente é uma das ferramentas mais importantes, por isso, é essencial que ela sempre esteja atualizada e conte com fotos e diferentes arquivos para facilitar na hora do diagnóstico.

O prontuário eletrônico do iClinic possui muitos diferenciais, e um deles é a possibilidade de anexar arquivos no prontuário do paciente de maneira rápida e prática.

Imagens, fotos, exames e outros arquivos podem ser facilmente adicionados à ficha do paciente, inclusive pelo seu próprio smartphone.

Essa possibilidade enriquece ainda mais o prontuário do seu paciente, já que a cada consulta você poderá deixar informações mais completas, ajudando a entregar um diagnóstico preciso.

Anexar fotos, por exemplo, é especialmente importante para algumas especialidades, como cirurgiões plásticos e dermatologistas, pois permite um acompanhamento visual do pré e pós operatório em poucos cliques.

Confira nosso passo a passo e veja como anexar arquivos no prontuário eletrônico iClinic.

Como anexar arquivos no prontuário eletrônico do seu paciente

Ao clicar em “iniciar atendimento”, seja através do agendamento ou do próprio cadastro do paciente, automaticamente o prontuário eletrônico estará disponível.

Depois, basta clicar em “imagens e anexos”, onde você terá duas opções: arrastar arquivos para realizar o upload (carregamento), ou selecionar os arquivos do seu computador.

Como mostrado no vídeo acima, é um procedimento bem fácil de realizar, principalmente se comparado com a rotina de um profissional que depende muito do papel, não é mesmo?

Você também pode adicionar esses documentos mesmo sem ter uma consulta em andamento, clicando em “Inserir informações”.

Dessa forma, fica fácil inserir os arquivos que os pacientes enviam fora do atendimento, como exames, por exemplo.

Ao fazer o primeiro atendimento do paciente pelo sistema, você pode inserir arquivos dos prontuários anteriores, antes de realizar essa primeira consulta. Assim, os antigos prontuários não são perdidos e todos os dados ficam centralizados dentro do iClinic.

É importante enfatizar que o tamanho máximo da imagem deve ser de 64 MB. Após anexar o arquivo, basta clicar em “salvar”. Pronto, o documento foi anexado com sucesso!

Os formatos de arquivos aceitos pelo sistema iClinic são: jpeg, jpg, gif, png, pdf, tif, tiff, doc, docx, txt, xls, xlsx, csv, numbers, ppt, pptx, mp3, e wav.

Com essa variedade de opções, você pode anexar vários tipos de documentos, como: vídeos, áudios, planilhas e arquivos de texto.

Isso tudo ajuda a deixar os dados do paciente ainda mais completos e permite uma análise total do quadro e desenvolvimento do tratamento dele.

Envie fotos diretamente do smartphone

Para adicionar fotos no prontuário do seu paciente, é preciso passar por um processo lento de enviar o arquivo para o computador e só depois anexar ao prontuário? Não!

No iClinic é possível enviar fotos do seu paciente em tempo real para o prontuário eletrônicodurante a consulta, por meio do seu smartphone. É um diferencial que pode agilizar seu atendimento.

Pelo aplicativo, é possível adicionar fotos diretamente pelo smartphone e anexá-las no prontuário eletrônico do paciente durante a consulta.

Ao anexar as imagens no prontuário, elas estarão disponíveis pelo aplicativo do iClinic em seu celular, e também pelo sistema.

Esse é um recurso exclusivo do iClinic, sendo mais um exemplo de como a tecnologia pode auxiliar a prática médica, afinal, através das fotos é mais fácil relembrar os sintomas e o quadro clínico do paciente, além de ser uma descrição mais exata do que anotações.

A preocupação central durante o desenvolvimento do aplicativo iClinic foi a segurança. Dados do prontuário e imagens do pacientes são arquivos confidenciais e por isso o acesso do aplicativo pelo smartphone se dá por meio de senhas (PIN).

Dessa forma, podemos garantir o sigilo das informações do prontuário eletrônico e segurança em seu acesso.

Tudo isso com a facilidade do acesso remoto, ou seja, a possibilidade de verificar informações em qualquer lugar, sem a necessidade de retornar ao consultório para checar um prontuário ou ver a agenda para o dia seguinte.

O acesso remoto pela internet só é possível por causa do sistema em nuvem, ou seja, o armazenamento é feito de forma totalmente segura e só as pessoas autorizadas terão acesso aos dados da clínica e dos pacientes.

Para saber mais sobre como o iClinic funciona, faça nosso teste gratuito e conheça essa praticidade pessoalmente:

Experimente gratuitamente: Comece agora a testar o iClinic. Clique aqui!

O conteúdo foi útil pra você? Comente aqui embaixo nos comentários, e não se esqueça de reagir e compartilhar o conteúdo com seus amigos!


Sobre o autor

Yasmim Mayumi

Especialista em Marketing de Conteúdo e estudante de Letras na Barão de Mauá em Ribeirão Preto.