Como aplicar as boas práticas de um coworking médico

Como aplicar as boas práticas de um coworking médico

Brunno Garcia Sanches Feola Gestão da Clínica Leave a Comment

Leia em 3 min.

A Covid-19 trouxe uma série de efeitos aos profissionais da área da saúde que vão muito além da mudança de procedimentos aos atendimentos presenciais e a disseminação imediata da Teleconsulta. Confira neste artigo como aplicar as boas práticas para o coworking médico.  

Muitos médicos começam a buscar uma economia nos custos fixos, já que a incerteza de quanto tempo durará as medidas restritivas ainda é grande.

Por isso, os Coworking médicos, como a Livance, ganham cada vez mais relevância na área, por ser uma opção na qual os custos são variáveis de acordo com o volume de atendimento. Além disso, possuem uma estrutura bastante completa, e elevam a experiência de atendimento para o paciente.

Segundo os médicos que já aderiram aos coworkings, as vantagens são inúmeras. Mas eles ressaltam também, que em um ambiente dividido com outros profissionais, é preciso adotar alguns comportamentos para que a convivência seja excelente. 

A seguir vamos citar algumas boas práticas para que sua experiência com o coworking médico seja a mais perfeita possível.

Boa leitura!

Boas práticas de um coworking médico 

Como garantir uma ótima experiência em qualquer coworking? Quais comportamentos atrapalham a construção de um networking?

Continue a leitura para tirar todas as suas dúvidas. 😉

1. Faça do seu coworking o seu local de trabalho

O coworking médico é seu consultório e seu espaço profissional, utilize-o para estudar, fazer laudas, reuniões e todas as atividades relacionadas a sua carreira. 

Encontrar um coworking, que forneça espaços que vão além do consultório, proporcionará uma melhor experiência, além de evitar os deslocamentos, fator importante nos dias atuais.

2. Não se isole no Coworking

Dê preferência aos locais que permitem que você interaja com os demais membros do coworking.

É importante adotar um coworking em que você tenha a possibilidade de conseguir se relacionar com os demais membros, o que pode gerar a indicação de pacientes no futuro além de ser um local que possa trazer conteúdo que faça com que você incremente seu conhecimento na gestão de sua carreira

No caso da Livance, é possível entrar em contato com cada um dos mais de 1.000 membros além participar de cursos, workshops e mentorias sobre Marketing, contabilidade, branding pessoal e muitos outros assuntos que não são tão bem explorados durante o período acadêmico.

3. Seja cordial com os seus colegas

Em um ambiente compartilhado com outros profissionais de saúde, é importante se adequar a algumas regras importantes de convivência, como: 

  • Respeitar o espaço das mesas, 
  • Manter o espaço limpo e organizado, sobretudo com os itens de uso comunitário, 
  • Utilizar fones de ouvidos ao em computadores ou o celulares, 
  • Não deixar espalhados seus pertences;
  • Não falar alto ao telefone.

Encontrar espaços, que oferecem cabines para chamadas com mais privacidade e “lockers” para manter seus pertences mais organizados, contribuem para um melhor relacionamento durante o dia-a-dia.

A gentileza, com os demais colegas do coworking, é um fator muito importante na geração de networking, e um simples “bom dia”, “boa tarde” “boa noite”, pode fazer toda a diferença.

4. Verifique a disponibilidade o horário de funcionamento do coworking

Os profissionais da área da saúde possuem horários bastante variáveis, já que trabalham em mais de um local e muitas vezes realizam plantões. 

Encontrar um local que tenha flexibilidade na formação de sua agenda e não precise que selecione um período fixo é uma vantagem importante. Na Livance, você pode atender das 7 às 22 horas de segunda a sexta e aos sábados das 7 às 14 com total flexibilidade para você e seu paciente.

Outro fator que auxilia muito o profissional de saúde é que é possível atender em qualquer uma das unidades sem nenhum custo adicional, o que permite maior liberdade para seus pacientes além de ampliar o raio de atuação de seus serviços.

Com o número de profissionais formados em disciplinas da área da saúde crescendo exponencialmente ano após ano, e a incerteza sobre o panorama do mundo atual em relação a COVID-19, é cada vez mais arriscado fazer investimentos como montar um consultório próprio. 

Os coworkings são uma solução definitiva para todos esses desafios, assim como foram para outros setores da economia. 

As boas práticas de um coworking médico não são um impedimento para a adoção do sistema de espaço compartilhado, e irão contribuir bastante para o sucesso de sua experiência!

Você já trabalha em um coworking? Compartilhe sua experiência com a gente aqui embaixo nos comentários.


Sobre o autor

Brunno Garcia Sanches Feola

Diretor de marketing da Livance, com mais 14 anos de experiência, pioneiro no marketing crossmedia no país. Responsável pela operação de marketing e comunicação de alguma das principais Startups digitais do país: Catho, OLX, HomeRefill, Lua.net.