fisioterapia

Sensores sem fio auxiliam o trabalho de Ortopedistas e Fisioterapeutas

A empresa Australiana dorsaVi, lançou no mercado um conjunto de sensores que são capazes de registrar e transmitir em tempo real informações sobre a atividade muscular de diversas regiões do corpo do paciente. Estes sensores permitem uma análise mais completa ao profissional de saúde, tendo em vista que pode acompanhar os dados dos sensores não só no momento da consulta e do tratamento, mas também durante as atividades diárias do paciente fora do consultório médico ou ambiente de exames.

Recentemente, a empresa recebeu permissão do governo americano, através da FDA, para distribuição do produto nos Estados Unidos. No Brasil, os sensores não só tem permissão para serem comercializados e utilizados, como já faz parte do equipamento de diversos profissionais de saúde.

Como funciona?

São colocados no paciente 2 sensores de movimento (MDMs) e 2 sensores de atividade muscular (MDEs) em um dispositivo de aplicação (DAPs) e um dispositivo de Gravação e *Feedback *(RFD).

O paciente “veste” os sensores durante o período de análise (tanto dentro quanto fora da clínica ou de ambientes de consulta). Os sensores medem os movimentos e a atividade muscular do paciente que é gravada são enviadas, através do RFD, para um software que fornece ao profissional de saúde um relatório completo sobre a atividade do seu paciente.

Como funciona o ViMove

Prática clínica (ViMove)

O ViMove pode ser utilizado por diversos profissionais de saúde que tem como objetivo o *tratamento e prevenção de lesões e problemas relacionados a atividade de locomoção *como, por exemplo, ortopedistas e fisioterapeutas.

Flexão lombar

Um uso proposto para o aparelho é o de medição e registro dos movimentos e atividade muscular da região lombar. O sistema também é capaz de medir a amplitude do movimento nos planos anatômicos sagital e coronal. O ViMove pode ser utilizado pelo  profissional para diversas análises e em diversas regiões:

Assessment Modules / What’s measured
*
Low Back: / Range of Movement, Postural Angles, and Muscle Activity, Outdoor Assessment for Up to 24 Hours
Running / Leg Symmetry, Average Ground Reaction Force (L&R Leg), Average Initial Peak Acceleration, Average Ground Contact Time (L&R Leg), Average Steps Per Minute, Total Distance, Average Speed, Time, Outdoor Assessment for Up to 24 Hours
Knee* / Tibial Inclination, Valgus and Varus Range of Movement,Valgus and Varus Speed
Functional / Range of Movement, Quality of Movement, and Deviation from Start Position
Hamstring */ Active and Passive Range of Movement
Neck / *Range of Movement and Movement Patterns *
*
 

**Melhoramento da performance de atletas profissionais (ViPerform)

**

No âmbito dos esportes, a empresa oferece a solução ViPerform. Seguindo o mesmo princípio e com mudanças apenas no software utilizado, os sensores registram em tempo real a ação do atleta, seja na academia ou durante a prática esportiva.

Através da tecnologia do ViPerform, os profissionais de saúde são capazes de realizar diversas aplicações com o objetivo de gerar informações para decisão de retorno do atleta após lesões, medir atividade biomecânica e fornecer *biofeedback *imediato da prática esportiva, ajudar os atletas a alcançar e manter o pico de performance e desenvolver planos de treinamento específicos para cada atleta.

ViPerform-Jogging

O conjunto oferecido pela empresa proporciona avaliação em testes de corrida: o aparelho informa sobre a força de reação do solo e índice de assimetria em campo em diferentes superfícies, como grama. O controle de prevenção também avalia os joelhos, através da estabilidade do joelho em agachamentos e testes de saltos e permite a avaliação de flexão, extensão, e rotação interna e externa do quadril de forma eficiente e com um alto nível de precisão, medindo a amplitude do quadril.

Esta tecnologia já é utilizada no Brasil na área esportiva pelo São Paulo Futebol Clube. O Centro de Reabilitação do clube (REFFIS) é reconhecido por sua alta qualidade e conta com um dos 10 melhores fisioterapeutas do mundo, o Dr. Ricado Sakai. O clube utiliza a tecnologia desde Novembro de 2014 e vê muitas vantagens:

*“Em caso de alterações musculares, por exemplo, o aparelho servirá para nos fornecer mais informações sobre o problema do atleta. Assim, saberemos como proceder para prevenir as lesões e corrigir a postura dos atletas.” Ricardo Sakai
*

São Paulo fecha parceria inovadora

Redução de lesões e melhoramento da produtividade no trabalho (ViSafe)

Através da mesma tecnologia de sensores, a empresa oferece para empresas uma consultoria que reduzem os riscos de acidente e aumento a produtividade operacional em 5 etapas:

1. Consultoria com trabalhadores e empregados para entender as necessidades específicas do setor/empresa

2. Entendimento do ambiente de trabalho e das tarefas para identificar riscos e obter dados primários

3. Desenvolver soluções que reduzem os riscos de lesões e acidentes

4. Teste das soluções no ambiente de trabalho

5. Implementação das soluções melhoradas

Segundo a dorsaVi, algumas empresas em que realizaram este trabalho notaram um aumento de 85% da produtividade de seus funcionários

A partir do uso da tecnologia, as empresas são capazes de analisar as tarefas dos trabalhadores individualmente ou por grupos, tarefas e quipamentos, e gerar relatórios que validem a tomada de decisão ou que ajudem a encontrar a causa de determinada lesão.

Para mais informações sobre a tecnologia, viste o site da dorsaVi: http://dorsavi.com/viperform/

## Cadastre-se e receba gratuitamente dicas exclusivas de Gestão em Saúde e Tecnologia:  

Veja também:

Casos de Sucesso ... Mar 28, 2017

Caso de Sucesso iClinic: Dr. Celso Bregalda Neves

materiais educativos ... Dec 20, 2016

Todos os materiais educativos iClinic

Para Secretárias ... May 19, 2016

5 coisas que toda recepcionista de consultório precisa saber

Veja também:

Casos de Sucesso ... Mar 28, 2017

Caso de Sucesso iClinic: Dr. Celso Bregalda Neves

materiais educativos ... Dec 20, 2016

Todos os materiais educativos iClinic

Para Secretárias ... May 19, 2016

5 coisas que toda recepcionista de consultório precisa saber

comments powered by Disqus