Ícone do site Blog iClinic – Dicas para gestão de clínicas e consultórios!

4 sinais de que você precisa de um site médico para seu consultório

4 sinais de que você precisa de um site para seu consultório médico
Leia em 4 min.

Contar com um site médico para seu consultório é fundamental para ganhar mais espaço no mercado e fortalecer a sua marca. 

Em um mundo que se encontra cada vez mais conectado, o marketing médico tem sido uma estratégia essencial para a construção da credibilidade dos profissionais da área da saúde e para atração de mais pacientes.

Continue a leitura e descubra como um site de qualidade pode ajudar no seu atendimento!

4 sinais de que você precisa de um site médico 

Para te convencer a investir em um site para sua clínica, confira 4 sinais que demonstram que você precisa melhorar a presença digital para conseguir mais clientes.

1. Diminuição do número de pacientes

Você tem percebido uma queda no número de pacientes do seu consultório mesmo investindo em boa estrutura e atendimento? 

Pois bem, pode ser que seus concorrentes estejam na sua frente porque você ainda não investiu no meio digital.

Com mais de 3.9 bilhões de usuários conectados à rede (o que equivale a 51% da população mundial), é fato que, atualmente, as pessoas pesquisam na internet antes de optar por um produto ou serviço. E isso se aplica também à realidade médica.

No entanto, não basta apenas colocar um site no ar, pois, com os algoritmos dos buscadores, principalmente do Google, é necessário desenvolver e aplicar estratégias de posicionamento para que sua clínica se destaque nos mecanismos de busca, aparecendo nos primeiros resultados.

Por meio de uma central educativa ou blog dentro do site, por exemplo, é possível trabalhar conteúdos direcionados que ajudam a atrair seu público-alvo, sempre colocando em prática as técnicas otimização de busca, conhecidas como SEO

Dessa forma, você consegue trabalhar com palavras-chave específicas da sua especialidade e áreas de atuação, além das muitas outras estratégias eficientes, aplicadas com o intuito de posicionar o seu site no topo das pesquisas dos mecanismos de busca.

2. Baixo faturamento

A queda do número de pacientes reduz o faturamento da clínica. Porém, a estruturação de um site médico e as estratégias do marketing digital podem ajudar na recuperação desse prejuízo.

A divulgação online do consultório, além da postagem de conteúdos planejados costumam resultar em uma alta taxa de conversão. 

Ou seja, o investimento em um site converte-se diretamente na conversão de novos pacientes.

Para que as métricas sejam positivas, é importante investir em um site médico bem estruturado, sempre pensando na experiência do usuário com informações claras, layout organizado, páginas responsivas e fácil navegação. 

Afinal, esses fatores podem interferir diretamente na confiança que o paciente deposita na clínica e influenciam no ranqueamento do site no Google.

Além da parte técnica, é preciso pensar em conteúdos interessantes que convençam o paciente em potencial a visitar o seu site médico. 

Entre as informações essenciais, devem estar: a equipe médica do seu consultório, quais procedimentos são realizados, localização da clínica, possibilidade de agendamento online e dados para contato.

Além disso, o site também deve seguir sempre as exigências estabelecidas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

3. Dificuldade em se comunicar com os pacientes

Desenvolver uma boa relação com o seu público-alvo é fundamental para conseguir se manter no mercado. 

Por isso, o site se torna uma ferramenta fundamental porque, por meio dele, você conseguirá criar um canal de comunicação com seus potenciais pacientes.

Para isso, é importante ter seções em todo o seu site médico que contenham as informações de contato, como telefone, e-mail e endereço.

É importante também “distribuir” formulários para preenchimento, assim o visitante pode deixar os dados para que você ou sua equipe de atendimento retorne o contato. 

Para deixar os processos de comunicação mais efetivos e solucionar as dúvidas corriqueiras, você pode investir também em uma página de Perguntas Frequentes (FAQ).

A resposta rápida e clara, inclusive, é uma ótima forma de leads, tornando o visitante um lead, isto é, fazendo o potencial cliente se interessar por seus serviços. 

Isso ajuda a melhorar o relacionamento com o paciente e, ao mesmo tempo, otimiza a produtividade da equipe.

4. Baixa visibilidade perante o mercado

O Google, principal mecanismo de busca dos internautas, processa aproximadamente 40 mil pesquisas por segundo, o que equivale a, aproximadamente, 3,5 bilhões de questões por dia.

Considerando esses números, é possível compreender que, quem não está no digital, já fica atrás dos concorrentes, pois sempre que uma pessoa pesquisa por um serviço de saúde da sua área de atuação, o seu consultório não está presente nos buscadores online.

Essa inexistência no digital resulta na baixa visibilidade perante o mercado.

Sendo assim, se você percebeu que seu consultório não está sendo visto por seus potenciais pacientes, é hora de levar em consideração a construção de um site otimizado para buscas

Não se esqueça de contar com o auxílio de uma equipe especializada nestes assuntos, ok?

O site médico traz diversos benefícios para o seu consultório a partir da atração e conversão de clientes por meio de uma plataforma estruturada e conteúdos  bem produzidos.

Além disso, o site também é indispensável para que você tenha relevância no digital e construa a credibilidade da sua clínica.

Quer saber mais sobre o assunto? Baixe gratuitamente o nosso mais novo Guia sobre Marketing Digital para Médicos!

Gostou deste conteúdo?

Junte-se a mais de 70 mil profissionais de saúde e não perca eBooks, planilhas, dicas e guias exclusivos que vão ajudar na gestão da sua clínica.

Quero receber conteúdos
Sair da versão mobile