A importância do RH em clínicas médicas e como obtê-lo

A importância do RH em clínicas médicas e como obtê-lo

Yasmim Mayumi Gestão da Clínica

Leia em 4 min.

Última atualização em 20/09/2021 por Yasmim Mayumi

A área de RH em clínicas médicas, ou recursos humanos, é a equipe responsável pela gestão dos funcionários da empresa, um setor essencial para aumentar a satisfação dos colaboradores.

Prefere escutar ao invés de ler? Clique no player abaixo:

Para oferecer uma boa experiência aos pacientes, antes é preciso cuidar dos profissionais que irão atendê-los e impactam diretamente na administração da clínica.

Afinal, se os seus colaboradores não estão satisfeitos, nem felizes, os pacientes vão notar e ter uma impressão negativa do local.

Por isso, é essencial investir em um setor de RH para fazer a gestão dos funcionários. Assim, você não se preocupa com atividades burocráticas, treinamento e documentação.

Quer saber mais sobre o assunto? Siga com a leitura e descubra neste artigo qual é a importância e como implementar o RH em clínicas médicas.

Qual é a importância do RH em clínicas médicas?

A expressão recursos humanos se refere ao conjunto de funcionários de uma organização, como uma clínica médica ou consultório. 

A área de recursos humanos, portanto, é responsável por trabalhar diversas estratégias para aumentar a satisfação da equipe e ajudar a empresa a atingir seus resultados.

Entretanto, o termo recursos humanos traz uma carga negativa na visão de alguns profissionais, por “dar a entender” que os colaboradores são apenas recursos, e não seres humanos.

Devido a esse posicionamento, muitas empresas optam por substituir o nome tradicional (RH) e dar nomes personalizados para a área, como time de gente, gestão de pessoas ou gestão de talentos.

Essa é uma escolha pessoal de cada empresa. Não há nenhum problema em chamar de RH ou time de gente, basta pensar no que faz mais sentido para os valores da sua clínica. 🙂

Você sabia que quando um colaborador faz hora extra, e essa hora não é descontada do banco de horas da empresa, é preciso pagá-la com um acréscimo de no mínimo 50% ao valor da hora trabalhada?

Entre uma jornada de trabalho e outra, o funcionário também precisa descansar 11 horas consecutivas. 

Ele também tem o direito de optar por vender 1/3 de seu período de férias como abono pecuniário, independentemente se o empregador concorda ou não, desde que seja feito no prazo estabelecido. 

São muitas leis específicas para aprender, não concorda?

Os especialistas de recursos humanos conhecem os direitos do trabalhador melhor do que ninguém, assim como seus deveres e o papel da empresa.

Da mesma forma que os médicos são a autoridade quando falamos sobre saúde, a equipe de RH é a autoridade em gestão de pessoas. Ou seja, é vantajoso contar com esses especialistas na sua empresa.

Veja as principais funções que o RH costuma exercer e os benefícios que as acompanham:

  • Recrutamento e seleção de funcionários: os profissionais de RH conseguem trazer pessoas com o perfil mais adequado para sua clínica, garantindo que tenham as competências técnicas e comportamentais adequadas para que o seu paciente tenha a melhor experiência possível;
  • Definição de cargos e salários: muitos médicos pensam que depois de combinar o salário na entrada do profissional, o trabalho acabou. Mas para seguir a lei e oferecer uma remuneração justa, é preciso ter os cargos e salários bem definidos, além dos reajustes salariais que acontecem todo ano; 
  • Gestão dos colaboradores e integração entre áreas: um erro comum dos médicos empreendedores é focar apenas nos atendimentos e deixar de lado a gestão da equipe. O RH ajuda na integração e comunicação entre todos os setores da clínica, funcionando como uma ponte entre as diferentes áreas e entre os funcionários e os gestores. Possibilita, por exemplo, que os conflitos sejam resolvidos com mais facilidade — inclusive, prevenindo-os, além de lidar com situações delicadas (como demissões) da melhor maneira possível;
  • Suporte na tomada de decisões: como a área coleta informações sobre a motivação, produtividade e necessidade de desenvolvimento dos seus colaboradores, você tem insumos para tomar decisões mais assertivas dentro da clínica;
  • Desenvolvimento da equipe: assim como os médicos precisam atualizar sua educação médica constantemente, os colaboradores também precisam evoluir suas competências técnicas e comportamentais. A equipe de RH consegue selecionar os melhores cursos e estratégias de desenvolvimento para trabalhar esse aspecto na clínica.

Essas são as principais funções do RH, mas existem milhares de outras atividades que podem ser realizadas, como eventos internos, busca de novos benefícios para os funcionários, entre outros.

Como construir um RH em clínicas médicas?

Tudo depende do tamanho e da realidade da sua organização. Antes de pensar em como construir essa área, liste quais são suas necessidades e o que espera desse investimento.

Se você tem uma clínica com poucos funcionários e as demandas não são extremamente altas, é possível contratar uma pessoa que será responsável pela implementação do RH.

Caso sua empresa tenha um número considerável de funcionários e as demandas estão sempre chegando, o mais indicado é contratar vários profissionais para ter uma equipe de RH.

Dessa forma, você terá um time alinhado com os seus valores e disponível para tomar as melhores decisões dentro da sua clínica. 

Você também pode considerar a contratação de uma empresa terceirizada

Ela irá te oferecer soluções em RH e você terá uma rede de especialistas na área — prontos para te auxiliar na gestão de pessoas na sua clínica.

Veja a seguir os cinco principai setores de um RH para entender como eles costumam ser formados:

  • Departamento pessoal: área responsável pelas atividades burocráticas, como documentação dos processos e leis trabalhistas;
  • Recrutamento: seleciona e contrata os funcionários, cuidando de toda a parte de divulgação de vagas, planejamento e gestão do processo de seleção; 
  • Remuneração: como cada cargo tem uma remuneração específica, os especialistas desse setor definem as atribuições de cada cargo, garantindo uma remuneração justa;
  • Segurança do trabalho: garante que as condições de trabalho estão seguras, o que reduz riscos de acidentes e adoecimento dos colaboradores;
  • Benefícios: além do salário, o RH também deve assegurar os benefícios dos colaboradores e buscar novos que agregarão valor para a clínica, como vale-transporte, vale-refeição e convênio de saúde.

Espero que as dicas do conteúdo tenham te ajudado a entender todas as vantagens de um RH em clínicas médicas e como você pode começar a estruturá-lo.

Para receber mais artigos como este, inscreva-se na nossa newsletter:

Cadastre-se na Newsletter do iClinic

Gostou do conteúdo? Compartilhe com seus amigos e deixe sua reação aqui embaixo!


Sobre o autor

Yasmim Mayumi

Especialista em Marketing de Conteúdo e produtora de conteúdo na iClinic. Graduanda em Letras - Licenciatura em Inglês e Português na Barão de Mauá em Ribeirão Preto.