Google na área da saúde: quais os avanços mais recentes

Google na área da saúde: quais os avanços mais recentes

Leia em 5 min.

O Google é a maior plataforma de pesquisa do mundo, e a maior parte da população utiliza diariamente, seja para fazer pesquisas ou procurar opiniões sobre algum assunto específico. Confira como o Google está revolucionando a área da saúde.

O Google já é um velho conhecido de muitas pessoas e, com certeza, você deve utilizá-lo diversas vezes no seu dia a dia. Essa ferramenta é o mecanismo de buscas mais utilizado no mundo e ele utiliza algoritmos para fornecer os melhores resultados para o usuário que realiza uma pesquisa.

Contudo, o Google tem cada vez mais absorvido outros mercados, buscando fornecer soluções em tecnologia para vários outros setores. A saúde é um setor no qual têm se visto cada vez mais a utilização de recursos tecnológicos e incentivo às inovações, e o Google não poderia ficar de fora dessa.

Você pode não saber, mas atualmente o Google é dono de uma série de empresas que buscam encontrar novas soluções tecnológicas para a área de saúde.

Veja a seguir uma lista realizada em parceria com a Zelas Saúde das companhias voltadas para a área de saúde que já fazem parte do Google. Continue a leitura!

Companhias que estão trazendo inovações para a área da saúde 

Com a ajuda do Google, diversas startups estão conseguindo trazer avanços incríveis e contribuindo ainda mais na área da saúde. 

Já temos exemplos reais de como a tecnologia está melhorando a qualidade de vida dos pacientes, como por exemplo, relógios que são capazes de medir em tempo real os batimentos cardíacos, entregando um relatório mais completo e preciso.

Confira a seguir algumas companhias que fazem parte do Google:

Google Fit

A Google Fit tem por objetivo desenvolver aplicativos voltados para o monitoramento da saúde dos usuários. 

Através de sensores, o Google Fit consegue captar os momentos de atividades físicas, gerando relatórios que podem ser acompanhados mensal ou semanalmente, dependendo da necessidade.

Dentre as funcionalidades do aplicativo estão o monitoramento das atividades físicas das pessoas, geração de relatórios estatísticos e possibilidade de estabelecer as suas próprias metas. 

Além disso, é possível conectar o Google Fit com outros aplicativos, sejam eles voltados para nutrição ou condicionamento físico, e ter uma visão ainda mais completa do seu bem-estar.

Verily

A Verily é uma das startups de saúde do Google fundada no ano de 2015 e que recentemente recebeu U$ 1 bilhão em investimentos. 

A empresa busca trazer soluções em tecnologia que possam ajudar a identificar e tratar doenças, mas também incentivar pesquisas que possam trazer mais avanços para o setor.

Atualmente, a Verily desenvolve algoritmos que ajudariam a identificar, prevenir e até mesmo tratar uma série de doenças. Além disso, a empresa também realiza pesquisas relacionadas à construção de equipamentos que possam ser implantados em corpo humano.

Um dos projetos mais conhecidos da empresa foram as lentes de contato que poderiam medir o nível de glicemia do paciente sem precisar ir ao médico e perfurar o dedo. Contudo, o projeto foi encerrado após os pesquisadores constatarem que a lágrima não é um parâmetro bom o suficiente para medir glicose.

Apesar disso, existem outras pesquisas que continuam a todo o vapor na empresa, dentre elas relógios de monitoramento e, agora, um adesivo para medir o nível de glicemia. Nenhum produto da Verily foi lançado no mercado até agora, contudo a empresa apresenta ideias bastante promissoras.

Calico

A Calico é uma empresa de biotecnologia do Google criada no ano de 2013, cujo foco é o combate ao envelhecimento e as doenças comuns neste período, proporcionando à população uma vida mais longeva e saudável. 

Assim como a Verily, ainda não existe nenhum produto da Calico no mercado, e os donos da empresa dizem que não devemos esperar nada em menos de 10 anos devido à complexidade das pesquisas realizadas.

Sob a tutela da gigante da tecnologia, a Calico realiza estudos ligados à longevidade e doenças graves que podem nos afetar neste período. Para auxiliar as pesquisas, a Calico possui parcerias com institutos ligados à estudos relacionados à oncologia, inflamação crônica e neurodegeneração.

google-e-medicina

DeepMind

Fundada em 2010 e adquirida pelo Google no ano de 2014, a DeepMind tem como foco principal a criação de máquinas de inteligência artificial. Também sem produtos lançados no mercado, a empresa já possui novidades bastante empolgantes no campo de IA. 

Dentre as pesquisas já apresentadas, a DeepMind já desenvolveu um programa que promete diagnosticar doenças de forma mais precisa que humanos. 

Em parceria com um hospital em Londres, a tecnologia do DeepMind foi capaz de diagnosticar mais de 50 doenças relacionadas à visão. A empresa se prepara para realizar outra pesquisa semelhante a esta, agora relacionada ao câncer de mama.

Nest 

Até então conhecida por seus produtos de automação residencial, como carros autônomos ou termostatos controlados via Wi-Fi, a Nest também entrou no ramo de saúde. A mudança se deu após a empresa ligada ao Google comprar a Senosis Health no ano de 2017.

Até então, a Senosis Health criava métodos para monitorar dados vitais, principalmente em idosos

A empresa desenvolvia aplicações que seriam instaladas em smartphones, onde seria possível medir o número de hemoglobinas com o flash do celular ou aferir como está a saúde dos seus pulmões usando os microfones.

Ainda não se tem notícia do que as duas empresas pretendem desenvolver após a fusão, mas pelos avanços da Google em saúde não podemos esperar nada menos que algo impressionante.

Google Cloud

A solução de armazenamento de dados na nuvem do Google tem sido também de grande valia para a área da saúde. 

Visando melhorar a assistência médica e auxiliar na implementação da telemedicina, o Google Cloud possibilita armazenar uma grande quantidade de dados de forma unificada devido aos seus avanços em Big Data.

Com o Big Query, também fornecido pela ferramenta, é possível analisar todo o banco de dados, sendo que os algoritmos de machine learning são capazes de identificar padrões que podem auxiliar a acelerar o processo de diagnóstico

Em parceria com diversas empresas, o Google Cloud consegue oferecer uma experiência cada vez mais integrada aos pacientes.

Ferramenta para consultas de informações sobre doenças

Antigamente, se você digitasse o nome de uma doença no Google a fim de ter mais informações iria se deparar com uma situação frustrante, onde apareceriam artigos científicos difíceis de entender ou sites pouco confiáveis. 

Para melhorar a experiência dos usuários, a empresa criou uma ferramenta de consultas sobre doenças com informações precisas e confiáveis.

Desde 2016, quando você digita o nome de uma doença na barra de pesquisa, irá aparecer um painel em destaque do lado direito com as informações mais importantes. 

E não há motivo para se preocupar com a veracidade das informações, já que tudo o que está escrito é captado pelo algoritmo do Google e validado por profissionais do renomado Hospital Albert Einstein.

Saúde e tecnologia têm andado cada vez mais de mãos dadas, proporcionando cada vez mais avanços do Google na saúde. Os mais recentes avanços têm proporcionado um atendimento mais ágil, diagnósticos precisos e ainda mais tempo para entregar um atendimento humanizado.

Ficou interessado em implantar inovações tecnológicas na sua rotina? Baixe gratuitamente o eBook sobre como implantar essas inovações:

Cadastre-se na Newsletter do iClinic

Gostou do conteúdo? Deixe aqui seus comentários e compartilhe o artigo com seus amigos também!


Sobre o autor

Deisi Gois

Analista de conteúdo na Escale, com foco na elaboração de materiais para a Amil. Formada em jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie.