Ícone do site Blog iClinic – Dicas para gestão de clínicas e consultórios!

Qual a importância de cadastrar pacientes de forma completa?

Qual a importância de cadastrar pacientes de forma completa?
Leia em 5 min.

Realizar um cadastro completo dos seus pacientes é essencial para garantir uma boa organização do seu consultório, e um relacionamento duradouro com seus pacientes. Aprenda como cadastrar pacientes no iClinic da melhor forma neste artigo. 

Está sem tempo para ler o conteúdo? Clique no player para escutar nossa gravação:

Os pacientes são os principais ativos do seu consultório, ou seja, sua principal fonte de renda. Sabemos que a verdadeira vocação dos profissionais de saúde é cuidar das pessoas, e para realizar isso da melhor forma, é necessário contar com a ajuda de algumas ferramentas eficientes. 

Um cadastro completo com todas as informações essenciais ajuda não apenas a manter uma organização e gestão de excelência, mas também te aproxima com a história do seu paciente

Afinal, são detalhes como profissão, nome de parentes e preferências, que podem te ajudar a construir uma conexão com aqueles que conhecem seu serviço médico. 

Para te ajudar nesse aspecto, o software iClinic possui uma funcionalidade completa de cadastro de pacientes. 

Você melhor do que qualquer um, sabe a importância de ter todas as informações preenchidas para que um bom tratamento seja feito. 

Por isso, neste artigo reunimos um passo a passo rápido e prático para você aprender como o cadastro de pacientes no iClinic funciona e qual o impacto dele no seu dia a dia. Acompanhe! 😉

Passo a passo para cadastrar pacientes no iClinic

Antes de explicarmos como o cadastro de pacientes funciona no software, precisamos esclarecer alguns pontos. 

Ao agendar um paciente, dados como nome, telefone, convênio, tipo do procedimento e horário da consulta são suficientes.

Porém, lembre-se que antes de iniciar o atendimento, ter outras informações é importante, e o cadastro do paciente precisa estar completo. Se o nome do paciente estiver em vermelho, isso significa que você precisará preencher o cadastro.

Nesses casos, ao clicar em “Iniciar atendimento“, você será redirecionado para a seção de cadastro de pacientes. É aqui que iremos começar nosso passo a passo!

1. Clique na seção “Pacientes”

A seção “Pacientes” está disponível na barra azul, na parte superior da tela do sistema. Nela, você irá encontrar o registro de todos os seus pacientes, e é possível realizar buscas por filtros, como nome, código, telefone ou CPF.

Para começar o cadastro de um novo paciente, basta clicar no botão verde escrito “Novo Paciente” e seguir para o próximo passo. 

2. Preencha os dados pessoais

Uma parte considerável dos dados pessoais é obrigatória. Porém, é importante enfatizar que mesmo as informações opcionais são fundamentais para que você tenha um contato mais próximo com seus pacientes. 

Com um cadastro totalmente completo, você conseguirá gerar relatórios e gráficos automáticos mais assertivos e eficientes. Além disso, você também garante que não se esquecerá de detalhes.

Veja a seguir quais são os dados obrigatórios:

Agora, iremos citar os dados pessoais que não são obrigatórios, mas não menos importantes:

Para salvar os dados em qualquer seção, é só clicar no botão verde “Salvar”, ou optar por “Salvar e continuar editando” caso queira preencher outras seções, e “Salvar e adicionar outro” para salvar as informações e adicionar outro paciente.

O fato é que você pode parar de preencher as informações do seu paciente nesta seção. Porém, os dados complementares e a seção de convênios tornam suas análises mais precisas e podem te aproximar mais do paciente. 

3. Adicione os dados complementares

Os dados complementares, como o próprio nome diz, são complementos para que você conheça ainda mais seu paciente. 

Essa pode ser uma ótima forma de conhecer o perfil de pacientes que você costuma atender, e criar momentos de conexão durante a consulta. 

Dê uma olhada em quais são essas informações:

Lembrando: a forma de salvar os dados nesta seção funciona da mesma maneira que na seção de dados complementares. 🙂 

4. Não se esqueça das informações do convênio

É claro, se o paciente não possui convênio ou caso você atenda apenas pacientes particulares, essa seção não precisa ser preenchida. Mas, na maioria das vezes, ela é fundamental para um controle eficiente da sua gestão e finanças. 

Sabemos como os planos de saúde são burocráticos e possuem processos demorados. Por isso, garantir uma boa organização da parte do seu consultório é uma maneira de ganhar mais agilidade.

Confira quais dados de convênio você pode preencher no iClinic:

Preenchendo todas essas informações, o cadastro do seu paciente está completo. Para aprender ainda mais sobre como utilizar o iClinic da melhor forma, faça nosso Curso Gratuito de Como Usar o iClinic

Espero que nosso passo a passo tenha te auxiliado de alguma forma. 

Com os dados dos seus pacientes, você pode identificar quais são as principais características do seu público, e pensar em novas técnicas de fidelização, além de fortalecer seu contato com os pacientes.

Se você ainda não conhece nosso software, teste gratuitamente agora mesmo clicando na imagem abaixo:

Conseguiu entender como o cadastro de pacientes funciona? Caso tenha ficado alguma dúvida, escreva  nos comentários aqui embaixo para que possamos te ajudar. 

Gostou deste conteúdo?

Junte-se a mais de 70 mil profissionais de saúde e não perca eBooks, planilhas, dicas e guias exclusivos que vão ajudar na gestão da sua clínica.

Quero receber conteúdos
Sair da versão mobile