Como utilizar o remarketing em clínicas?

Saber como utilizar o remarketing em clínicas e consultórios é bastante importante para se conquistar mais pacientes, aumentar o número de consultas e, consequentemente, melhorar o retorno financeiro.

Além disso, todo profissional da área da saúde sabe que o mercado está cada vez mais concorrido, e que está cada vez mais difícil manter a clínica sempre cheia e movimentada.

O remarketing é uma estratégia diferenciada para alcançar esses objetivos. Quer saber como utilizá-lo? Então, continue lendo este artigo!

Entenda como utilizar o remarketing na sua clínica

Em primeiro lugar, é importante entender que o remarketing é, basicamente, refazer o marketing para o mesmo potencial paciente, englobando aqueles que já demonstraram interesse nos serviços que a sua clínica oferece.

O remarketing é uma ótima forma de garantir que os pacientes que não utilizaram o serviço na primeira vez tenham uma nova chance.

Por exemplo, uma pessoa está incomodada com manchas na pele do rosto e está pensando em realizar algum procedimento para resolver o problema. Ela realiza uma pesquisa no Google para encontrar clínicas próximas ao local onde ela se encontra. Dessa forma, ela cria uma lista de estabelecimentos de dermatologia que eliminam as tais manchas na pele. Mas ela ainda não se decide por nenhum local.

anuncios-clinicas

Ela continua navegando e, de repente, em um anúncio, um dos sites que ela consultou se mostra mais convidativo. Certamente, esse anúncio irá acompanhá-la por alguns dias na internet e, se ela já tinha a intenção de eliminar manchas na pele, provavelmente fará a sua escolha da clínica.

Seus potenciais pacientes também estão presente ativamente na internet e, quando precisam de atendimento médico, é bem provável que pesquisem online sobre clínicas e especialistas locais.

Ações de remarketing podem pedir para esses usuários cadastrarem os seus e-mails, com o intuito de que eles recebam materiais gratuitos ou convites para uma avaliação na clínica.

Além disso, se a sua instituição já possui uma lista de e-mails, pode usá-la para interagir novamente com pacientes inativos.

Compreenda a eficácia do remarketing

Interesse real pelos seus serviços

O paciente tem um problema que a sua clínica pode resolver e ele, provavelmente, já está decidido a utilizar o serviço. É nesse momento que o remarketing funciona como o incentivo que faltava, ajudando-o a tomar a decisão final.

Proximidade

Os pacientes confiam mais em algo que é próximo, sejam lugares, pessoas e até mesmo clínicas. É por isso que a repetição do anúncio da sua clínica para esse público, ou até mesmo o seu contato por e-mail, aumentam as possibilidades daqueles pacientes se interessarem pela clínica.

Os pacientes passam a confiar mais na sua marca do que em outras com quem teve pouco ou nenhum contato.

Conhecimento acerca do paciente

Com a utilização do remarketing, a sua clínica tem o diferencial de conhecer previamente o comportamento e as intenções do paciente. Assim, é possível oferecer exatamente o que ele deseja.

Credibilidade

Diariamente, buscamos coerência nas nossas ações e escolhas. O mesmo acontece quando os pacientes reconhecem a sua clínica como um estabelecimento de credibilidade.

Eles logo acessam o seu site ou blog e acompanham suas dicas, portanto, seria natural que eles preferissem marcar uma consulta no seu estabelecimento.

Nova interação com contatos antigos

É normal que a clínica tenha aqueles pacientes que não se consultam há bastante tempo. Nesses casos, o remarketing serve como uma campanha de reintegração desses pacientes.

Pode-se lembrá-los de exames anuais importantes ou check-ups, por exemplo.

Maior retorno sobre investimento em anúncios

Os pacientes que são impactados pelas ações de remarketing da sua clínica são aqueles que já tiveram algum contato anterior. Exemplo disso são os pacientes inativos, ou simplesmente as pessoas que visitaram o seu site. Ou seja, sua clínica atinge pessoas que já a consideram relevante.

Apesar do marketing médico ser uma ferramenta muito importante para o profissional, existem algumas restrições quanto à propaganda voltada para os serviços prestados por médicos e clínicas que devem ser seguidas. Saiba quais são os limites do marketing médico aqui.

Gostou das dicas sobre o remarketing em clínicas. Que tal começar a utilizá-las nas suas estratégias de marketing?

Confira também o curso de marketing médico básico gratuito:

Curso Básico de Marketing Médico

Sobre o autor
Bruna Rezende é economista, especializada em Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), e mestranda em Administração em Gestão na Saúde pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Empresária com mais de 10 anos de experiência em marketing, é fundadora e CEO da E-saúde, agência de marketing especializada na área da saúde. Ao longo da sua carreira, adquiriu vasta experiência com o segmento.

Veja também:

Casos de Sucesso ... Mar 20, 2018

Como o Espaço Médico Descomplicado realiza atendimento humanizado através da tecnologia

Conteúdo Vip ... Dec 20, 2016

Materiais Educativos iClinic

Produtividade ... Feb 23, 2016

10 dicas para organizar a agenda do consultório

Veja também:

Casos de Sucesso ... Mar 20, 2018

Como o Espaço Médico Descomplicado realiza atendimento humanizado através da tecnologia

Conteúdo Vip ... Dec 20, 2016

Materiais Educativos iClinic

Produtividade ... Feb 23, 2016

10 dicas para organizar a agenda do consultório

comments powered by Disqus