Ícone do site Blog iClinic – Dicas para gestão de clínicas e consultórios!

Médicos experientes dão 10 dicas para profissionais em início de carreira

Médicos experientes dão 10 dicas para médicos em início de carreira
Leia em 5 min.

O início da carreira médica não é fácil, pois é preciso tomar diversas decisões que podem gerar receio ou angústia. Por isso, contar com dicas de médicos experientes é fundamental.

Está sem tempo para ler o conteúdo? Clique no player para escutar nossa gravação:

O tão sonhado diploma médico chegou, momento de muita alegria, mas de medo e angústia também. 

Que rumo a sua carreira irá tomar? Fará plantões? Atendimento de saúde da família? Fará a residência direto? Já sabe qual especialidade seguir? 

Para responder todas essas questões, é fundamental contar com a ajuda de quem já trilhou esse caminho e obteve grande sucesso.

Neste artigo, você vai conferir 10 recomendações que todo recém-formado deveria ler. Continue a leitura!

Confira 10 dicas para médicos em início de carreira

A Medicina é uma carreira que pode trazer diversos frutos positivos para aqueles que a escolhem. 

Porém, nem sempre o início de carreira é fácil, já que existem muitas opções e decisões importantes que podem gerar angústia no momento do fim da faculdade. 

O empreendedorismo na saúde é uma das opções consideradas, já que boa parte dos médicos no Brasil atuam em consultórios particulares.

Saiba mais sobre empreendedorismo na saúde em nosso eBook gratuito:

Confira agora 10 dicas de médicos experientes que irão ajudar muito em seu início de carreira. Acompanhe:

1. Saiba que você é capaz!

A fase de início de carreira nos dá medo e insegurança, por isso, essa frase é tão importante.

O primeiro pensamento que costuma aparecer é que não sabemos nada, mas se você chegou até a hora de receber seu carimbo, você sabe sim.

Por isso, tire dúvidas quando necessário, tenha ao lado pessoas mais experientes, mas não espere achar que sabe tudo para começar a trabalhar, nós sempre temos o que aprender.

2. Cuide bem de todos os pacientes que cruzarem seu caminho

Ser capaz de fazer uma pessoa se sentir melhor é o que faz você desenvolver bem sua relação médico-paciente.

Até mesmo o paciente mais complicado pode se sentir melhor se você fornecer a atenção que ele merece, isso aumentará a adesão ao tratamento e todos ganham.

3. Faça a residência assim que possível, de preferência logo quando se formar

Por mais que aprendamos durante o curso, é na residência que temos nossa maior curva de aprendizado.

Nela, estudamos aquilo que escolhemos para fazer a vida inteira e iremos adquirir experiência com os casos mais complexos e interessantes. 

Vinte anos depois de acabar a residência é possível que você ainda fale: “Essa doença eu vi um caso no meu R1”.

4. Escolha bem a sua especialidade

Tenho certeza de que você já avaliou muitas coisas pensando nessa decisão, se é o que realmente gosta, como será o trabalho, se terá tempo para você e sua família, ou se terá um bom salário. 

Um conselho: escolha a que você realmente gosta, a que te motiva. 

A especialidade é um casamento e você tem que ser feliz nessa escolha, pois estudaremos a vida inteira aqueles assuntos. Além disso, a atualização será uma necessidade sempre.

Em nossa especialidade, ouvimos as mesmas queixas repetidamente e temos que explicar uma receita várias vezes ao dia, por esse motivo, é fundamental gostar do que fazemos.

Toda especialidade tem uma rotina, e nada pior que não viver satisfeito nessa rotina.

5. Lembre-se que especialistas têm melhores condições de trabalho

Você pode ganhar muito dinheiro como recém-formado fazendo plantões ou em um PSF, mas como especialista você ganhará mais e terá melhores condições de trabalho

É encantador para um jovem recém-formado receber bons salários pelo seu trabalho, mas isso pode ser uma armadilha. 

Você pode se impressionar com esse valor e não se motivar a se especializar por achar que não precisará de mais. 

Eu te garanto que, como especialista, dedicado ao que faz, você ganhará mais e terá mais qualidade de vida, então não adie esse momento.

Em nosso eBook gratuito, você confere várias dicas para alcançar a excelência no atendimento de pacientes:

6. Poupe e não gaste tudo que ganha

Quando recebi meu primeiro salário quase chorei de emoção, a vontade era gastar tudo, mas queria muito fazer residência e para isso precisava guardar dinheiro. 

A fase da residência é a mais difícil da vida do médico e ter uma reserva financeira faz toda a diferença, e mais importante que não gastar tudo que ganha, é não fazer dívidas. 

Carro caro, apartamento, viagens: você terá tudo isso, tenha calma.

Porém, se você se endividar no início da carreira, vai poder deixar de ser bem remunerado para fazer a sua residência? E será que essa é a melhor decisão a longo prazo? 

Para isso, paciência e resiliência são sempre boas respostas.

7. Seja educado com todos!

Isso vem mudando, mas ainda vemos médicos se achando melhores que os outros profissionais na equipe. 

O nome já diz: equipe. Quanto mais fácil for a relação com os colegas melhor será o trabalho e quem ganha é o seu paciente.

8. Reflita, pois você é responsável pelos seus atos

Mesmo durante a residência e sob supervisão, é preciso ser ético e cauteloso.

Se você não sabe como conduzir algum caso, seja humilde e peça ajuda. Assim, você consegue esclarecer suas dúvidas e levar o melhor para os pacientes que te procuram.

9. Reflita sobre o uso do seu prontuário, porque é ele que lhe protege

Sabemos que o número de processos contra os médicos têm aumentado, mas se você tem todos os dados bem escritos, eles podem ser usados na sua defesa. 

Dessa forma, tudo que acontecer no seu atendimento precisa ser registrado: anamnese, exame físico, suas hipóteses, os exames, conduta, o porquê de cada coisa. 

Um prontuário bem feito pode te salvar de diversos problemas na carreira e você não precisa registrar coisas demais, e sim registrar bem, focado nas informações mais importantes.

Uma boa dica é utilizar um prontuário eletrônico. Com ele, você obtém mais segurança de dados, consegue o acesso de qualquer lugar e garante mais respaldo jurídico para sua prática médica.

Confira nosso guia gratuito para escolher o melhor prontuário para seus atendimentos:

10. Cuide de você, da sua saúde física e mental

O estresse do começo de carreira é bem grande, pois é preciso priorizar os estudos.

Porém, dedique um tempo para descansar, ficar com sua família, fazer exercício, ler um livro e dormir bem.

Lembre-se de que a maneira como você age hoje irá interferir no sucesso da sua carreira, por isso, dedique-se a fazer sempre o melhor.

Ao seguir todas essas dicas, você garante que irá iniciar sua carreira médica com mais consciência, focado no que é mais importante para prosperar e alcançar um grande sucesso.

Para receber mais conteúdos como este, inscreva-se na nossa newsletter.

Gostou deste conteúdo?

Junte-se a mais de 70 mil profissionais de saúde e não perca eBooks, planilhas, dicas e guias exclusivos que vão ajudar na gestão da sua clínica.

Quero receber conteúdos
Sair da versão mobile