5 estratégias de gestão financeira para clínicas

5 estratégias de gestão financeira para clínicas

Maria Beatriz Oliveira Gestão da Clínica Leave a Comment

Leia em 5 min.

Trabalhar em um negócio próprio é o sonho de diversos médicos. Porém, muitos profissionais veem dificuldades na hora de realizar uma boa gestão financeira para clínicas.

Prefere escutar o conteúdo ao invés de ler? É só clicar no player:

Além dos conhecimentos técnicos da Medicina, os médicos empreendedores precisam saber administrar sua própria clínica, o que não é uma tarefa fácil.

Afinal, clínicas também são empresas, e assim como muitas delas, podem entrar em crise e ter as portas fechadas.

Uma pesquisa do Sebrae de 2010 mostra que, de cada 100 empresas do estado de São Paulo abertas, 27 não ultrapassam o primeiro ano de atividade, e essa proporção aumenta para 58% após 5 anos de abertura.

Neste artigo, você vai descobrir quais estratégias podem te ajudar a controlar melhor seus gastos, e manter uma excelente gestão financeira para sua clínica.

Vamos lá?

A importância de uma boa gestão financeira para clínicas

Apesar das faculdades de Medicina possuírem uma formação bem completa para as habilidades técnicas da área, elas não abordam outros tópicos importantes para a formação do profissional.

Para aqueles que sonham em ser empreendedores e ter a própria clínica, por exemplo, o ensino tradicional apresenta muitas lacunas em matérias relacionadas à gestão financeira.

Veja o relato do Dr. Pedro Diniz:

“É uma deficiência que temos dentro da faculdade, não temos essa matéria de gestão. Abrir meu consultório foi um desafio, entender a legislação, quais impostos eu estava pagando. Isso me fez correr atrás de ferramentas de gestão e especialização.”

Por estarem com a agenda sempre apertada, muitos médicos deixam esta tarefa de lado, o que gera falta de clareza sobre a situação da clínica: quanto ganham, quanto gastam, ou se estão tendo lucro ou prejuízo.

Entretanto, essas informações são essenciais para o sucesso de qualquer clínica, pois são elas que permitirão que você continue atendendo seus pacientes da melhor forma.

Fique comigo na leitura e confira como você pode superar esse problema.

5 dicas de gestão financeira para clínicas

Oferecer um atendimento humanizado e com excelente qualidade é a maior preocupação de todos os médicos, mas isso não basta para atrair pacientes e gerar lucro para a sua clínica.

Deixar de analisar os dados financeiros, controlar os custos e investir em áreas importantes do seu negócio são erros graves e que podem culminar com o fechamento da clínica.

Para se aprofundar no tema, baixe já nosso eBook gratuito:

eBook Gratuito de Gestão financeira para Consultórios: garanta o sucesso do seu negócio!

Se você é o principal responsável por toda a administração e gestão financeira da clínica, e está em passando por momentos difíceis, continue comigo e conheça 5 estratégias que podem mudar seu jogo.

1. Organize seus gastos e seu faturamento

Com tantas demandas e compromissos, muitos esquecem de separar um tempo para anotar e organizar todas as movimentações financeiras diárias, mensais e anuais referentes à clínica. 

Peter Drucker, considerado um dos pais da gestão moderna, tem em seu livro “O Gestor Eficaz” uma ótima frase relacionada ao assunto:

“Tudo o que pode ser medido, pode ser melhorado”.

Organizar suas finanças te permitirá entender quais áreas estão desperdiçando recursos, quais gastos estão extrapolando os limites, e quais procedimentos geram mais lucro.

Ter uma visão total do seu faturamento proporcionará um maior controle, e deixará claro quais custos podem ser reduzidos e quais são as áreas de maior retorno que merecem foco.

Um bom software médico pode te ajudar muito nessa hora, pois você pode ter relatórios gerados automaticamente, saber a relação da receita com os procedimentos, qual convênio é mais rentável, entre outros.

Dessa maneira, você economiza tempo, e pode concentrar todas as informações da sua clínica em um só lugar, além de ter uma ampla visão do seu negócio.

2. Faça um planejamento eficiente

Uma gestão financeira da clínica desorganizada causa impacto em diversas áreas, pois é ela quem norteia o sucesso de todos os negócios.

Quando os recursos não são bem planejados e distribuídos, eles não conseguem arcar com todos os compromissos, isso pode gerar uma bola de neve bastante prejudicial.

Um bom planejamento te fará antecipar possíveis gargalos que podem prejudicar a clínica: você poderá se organizar para negociar descontos maiores com fornecedores e evitar oscilações de preços.

Por exemplo, se todo mês você compra material descartável para os atendimentos, pode fazer uma média do quanto comprou nos últimos meses, e realizar uma compra trimestral para garantir descontos.

Veja abaixo um vídeo com dicas práticas para aplicar a gestão financeira na sua clínica:

3. Tenha uma reserva financeira e invista

Organizar as finanças é uma parte essencial para obter sucesso financeiro. Contudo, criar um fundo de reservas é igualmente importante.

Você precisa estar preparado para possíveis imprevistos: queda no número de pacientes, demissões não programadas, reformas.

Com um fundo de reservas garantido, é possível conquistar maior tranquilidade, e consequentemente, uma melhor gestão financeira para sua clínica.

Outro ponto indispensável é a realização de investimentos. No entanto, como saber se a dívida assumida é um gasto ou investimento?

A partir do conhecimento do ROI, que significa retorno sobre investimento. Ou seja, quanto você ganha depois que subtrai o que você gasta.

Perceba também que todo gasto com formação, atualização profissional, ou qualquer outro ponto capaz de gerar retorno para sua clínica – como anúncios – é um investimento.

4. Conte com um software médico para te ajudar na gestão

Um bom software médico possui ferramentas de gestão integradas ao sistema, as quais podem ser de grande valia na organização, controle dos gastos, e no fluxo de caixa.

Afinal, como organizar tudo em papéis ou planilhas separadas? Essa situação pode atrapalhar seu dia a dia, tomar tempo, e deixá-lo perdido ao tentar localizar uma informação.

Se você e sua secretária utilizam uma planilha para registrar as finanças, os dados podem ser alterados por engano, ou pode haver alguma falha nos registros. É preciso se certificar de que eles estarão corretos.

Pelo software, assim que as movimentações são inseridas, você tem tanto o fluxo de caixa, como centenas de outros relatórios gerados de forma automática.

Com um sistema de gestão eficiente, você economiza tempo, gere melhor suas finanças, e fica mais focado em tomar decisões estratégicas com base na análise do seu negócio.

5. Melhore seu marketing e fature mais

Apesar do CFM exigir certas condutas éticas dos médicos em relação ao marketing, negligenciar estratégias para a fidelização e a atração de pacientes é um grande erro.

Atualmente, existem centenas de maneiras pelas quais um médico pode divulgar e valorizar seu trabalho, e atrair mais pessoas para a clínica.

Sem gastar nada, você pode utilizar canais digitais como blogs e redes sociais para entregar conteúdo de qualidade, tornando-se uma referência em seu ramo de atuação.

Com mais pacientes e a contínua fidelização dos que já estão com você, seu trabalho será cada vez mais valorizado, o que resultará em excelentes retornos financeiros.

Por fim, é importante sempre separar suas contas pessoais das contas da clínica. Essa é uma regra básica, mas costuma ser uma grande armadilha para os médicos empreendedores.

Agora que você sabe como ter uma gestão financeira de excelência na sua clínica, já pode se preparar para investir e multiplicar o seu faturamento.

Para te ajudar, nós criamos um curso de gestão financeira para médicos, e você pode se inscrever nele aqui:

Tenha uma gestão financeira de excelência com o Curso de Finanças para Médicos!

Espero que este conteúdo tenha sido útil. Antes de ir, não se esqueça de compartilhar com quem precisa e deixar seu comentário. Vamos adorar te responder!


Sobre o autor

Maria Beatriz Oliveira

Especialista em Marketing de Conteúdo e estudante de Marketing na Uninter.