Somos especialistas em gestão de clínicas e consultórios!

Receba hoje mesmo dicas imperdíveis sobre Marketing, Gestão, Finanças e Tecnologia para alavancar seus resultados

Caso de Sucesso iClinic: Dr. Celso Bregalda Neves

Leia Mais

5 coisas que toda recepcionista de consultório precisa saber

Leia Mais
Ver mais artigos

Marketing Médico

5 boas práticas para um site médico de sucesso!

Um site médico de qualidade pode ser determinante para o seu consultório conquistar sucesso e relevância. Quando foi a última vez que você olhou para as suas páginas na internet em busca de possíveis caminhos para melhorias em seu negócio?...

Um site médico de qualidade pode ser determinante para o seu consultório conquistar sucesso e relevância. Quan...

Um site médico de qualidade pode ser determinante para o seu consultório conquistar sucesso e relevância. Quando foi a última vez que você olhou para as suas páginas na internet em busca de possíveis caminhos para melhorias em seu negócio?

Para garantir bons resultados, existem algumas boas práticas na rede consideradas essenciais para quem deseja ter contato com um público maior e melhorar a experiência dos pacientes já existentes. São mudanças que vão desde adaptações de layout até a introdução de funcionalidades inéditas nas páginas.

Veja abaixo 5 boas práticas para um site médico de sucesso:

1. Facilidade de navegação

Se o objetivo do seu site médico é proporcionar serviços de qualidade aos seus pacientes, ele precisa ser plenamente adaptado para receber todo tipo de público. É fundamental ter informações claras e precisas. No momento da criação do site, pense nas necessidades do público: o que ele irá procurar no site? Qual a melhor forma de expor essa informação? A página está confusa ou está intuitiva? O layout é atrativo para um visitante?

Evite inserir muitos elementos visuais nas suas páginas, algo que torna a navegação mais difícil. Seja direto, levando destaque às informações mais importantes e eliminando possíveis barreiras que possam dificultar o acesso, por exemplo, dar muitos cliques para chegar a uma informação importante ou ter muitos conteúdos em uma mesma página, o que dificulta a visualização.

2. Destaque aos serviços

Pode parecer óbvio, mas não custa reforçar: um site médico precisa reunir todas as informações mais importantes referentes aos serviços prestados por aquele consultório. Isso se trata de uma excelente maneira de divulgá-los para a vasta audiência da internet, sendo possível conquistar a atenção de gente inédita por meio de sites de buscas como o Google.

Crie um site que passe confiança aos visitantes, mostrando que ele pode encontrar ali tudo o que precisa. É muito decepcionante não ter na página a resposta para suas dúvidas, não é mesmo?

3. Funcionalidades extras

Ter um site médico possibilita oferecer novas funcionalidades aos seus pacientes. Um recurso bastante positivo pode ser um chat para que os pacientes se comuniquem com a recepcionista, permitindo que tirem dúvidas e marquem consultas online.

Site Médico

4. Foco no mobile

Você sabia que os dispositivos móveis já são responsáveis pela maioria dos acessos à internet no Brasil? Por conta disso, não faz sentido publicar um site médico que só funcione corretamente quando é acessado pelo computador.

Para oferecer bons serviços a um público maior, você precisa se certificar de que o layout das suas páginas abra adequadamente em múltiplos formatos de tela. Além disso, evite deixar o seu site sobrecarregado de recursos, já que isso é bastante prejudicial aos planos de dados móveis, pois acaba ficando muito lento para carregar o conteúdo e afetando a navegabilidade.

Para que o site da clínica seja visualizado, é importante que ele seja mobile friendly, o que significa ser compatível com celulares e tablets.

5. Conteúdo de qualidade

Um site médico possui o benefício de incitar a curiosidade das pessoas para saber mais a respeito de diversos assuntos. Para incentivar o engajamento do seu público e fazê-lo navegar por mais páginas, é imprescindível que você conte com um bom conteúdo para ser lido e compartilhado. Leve em consideração quais são as dúvidas mais comuns dos pacientes e inclua informações detalhadas e interessantes.

Um consultório médico pode oferecer um serviço de mais qualidade ao melhorar o seu próprio site. Ao torná-lo melhor de navegar, trazer funcionalidades novas e facilitar o acesso a informações, você aumenta o potencial de sucesso da clínica porque consegue atingir mais pessoas.

Quando for definir o conteúdo do site, confira as determinações do CFM para o marketing médico.

Analise o seu site médico atenciosamente em busca de possíveis problemas que possam comprometer a performance do consultório e faça as mudanças necessárias. Também sempre pense em melhorias que podem potencializar a eficiência da página. Lembre-se: inovação é fundamental para um negócio de sucesso!

Como colocar seu consultório na internet

Marketing Médico

Passo a passo para fazer Inbound Marketing na área da saúde

A área da saúde tem se tornado cada dia mais competitiva e abrangente, não é? Os pacientes têm vários canais para encontrar um profissional e agendar uma consulta para seu problema. Mas, como os profissionais podem se destacar nesse ambien...

A área da saúde tem se tornado cada dia mais competitiva e abrangente, não é? Os pacientes têm vários canais...

A área da saúde tem se tornado cada dia mais competitiva e abrangente, não é?

Os pacientes têm vários canais para encontrar um profissional e agendar uma consulta para seu problema.

Mas, como os profissionais podem se destacar nesse ambiente?

Uma boa estratégia de divulgação é essencial para alavancar a carreira e ter seu nome reconhecido no mercado.

O inbound marketing na área da saúde pode te ajudar – e muito – a alcançar seus objetivos.

Veja como aplicar essa técnica de marketing no seu consultório!

O que é Inbound Marketing?

Inbound Marketing é um conjunto de estratégias que têm como objetivo atrair voluntariamente os consumidores para os canais das empresas.

Essa teoria é baseada na atração e no relacionamento com o consumidor ao invés de propagandas intrusivas e inconvenientes.

Esta é uma metodologia totalmente orientada a resultados, que busca analisar e otimizar constantemente cada uma das ações utilizadas.

As ações do Inbound Marketing seguem um funil de processos e resultados, que incluem etapas como:

  • Atração: trazer visitantes para o site e blog do consultório;
  • Conversão: Acontece quando o paciente deixa os contatos dele (Quando baixa um eBook, por exemplo);
  • Relacionamento: Quando o paciente passa a interagir com suas postagens no blog e cada vez mais está interessado nos serviços que você presta;
  • Fechar negócio: quando o paciente se desloca até o consultório e realiza uma consulta ou procedimento.

Como aplicar o inbound marketing na área da saúde?

O inbound marketing é uma ótima estratégia de divulgação para a área da saúde!

Isso porque a maior base do inbound marketing é a produção e a divulgação de conteúdo de qualidade.

E você sabe, quanto mais conteúdo bem feito e correto sobre saúde na internet, melhor para os pacientes. Afinal, é impossível evitar que as pesquisas sejam feitas no Google, né?

O primeiro passo para aplicar o inbound marketing na área da saúde é entender seu público. Você precisa saber com quem está falando e criar o conteúdo certo para essas pessoas.

O inbound marketing é uma estratégia digital, portanto você precisa de um site bem feito, uma página para que as pessoas conheçam sua especialidade, a possibilidade de realizarem agendamentos online, claro, um blog atualizado e informativo.

Benefícios do inbound marketing na área da saúde

Os dois principais benefícios do inbound marketing na área da saúde estão relacionados à sua marca e à saúde dos seus pacientes.

O primeira vantagem do inbound é a possibilidade de você se tornar uma referência na sua área.

Com o aumento dos conteúdos e materiais compartilhados, você passa a ser visto como* especialista no assunto e, cada vez mais, reconhecido no mercado*.

O benefício para os pacientes é a possibilidade de encontrar informações corretas e confiáveis sobre a área da saúde.

Tudo isso culmina na fidelização dos pacientes ao seu consultório. Algo muito importante para a manutenção e crescimento do seu empreendimento.

O inbound marketing na saúde oferece uma série de vantagens para os profissionais e para os pacientes, e é muito fácil de ser aplicado.

Baixe o eBook gratuito e explore essa técnica:

ebook gratuito inbound marketing na área da saúde

clinicas em redes sociais

Como a gestão de redes sociais pode melhorar a retenção dos pacientes?

Atualmente, é bem difícil imaginar uma empresa que não possua presença nas redes sociais. Isso também vale para clínicas médicas, que têm múltiplas oportunidades diferentes para melhorar a retenção dos pacientes com o marketing digital. A...

Atualmente, é bem difícil imaginar uma empresa que não possua presença nas redes sociais. Isso também vale par...

Atualmente, é bem difícil imaginar uma empresa que não possua presença nas redes sociais. Isso também vale para clínicas médicas, que têm múltiplas oportunidades diferentes para melhorar a retenção dos pacientes com o marketing digital.

Ao investir em posts focados em dicas de saúde, recomendações alimentares e demais orientações, uma clínica pode aumentar sua audiência na internet.

Isso tem um efeito direto: o fortalecimento da marca e a retenção dos pacientes.

No entanto, para acertar, é preciso desenvolver uma estratégia robusta e evitar alguns erros que podem comprometer a credibilidade do seu negócio.

Além disso, é essencial contar com ferramentas de marketing digital que ajudam nesse trabalho. Quer entender mais sobre o assunto? Veja o que preparamos para você:

* *

Por que adotar as redes sociais para a clínica?

A área da saúde é bastante vasta, possibilitando diversas abordagens de conteúdo na gestão de redes sociais.

Clínicas médicas podem investir em posts focados em dicas para uma vida mais saudável, explicar doenças e termos mais complexos, contar novidades da área e explicar alguns tratamentos mais simples.

Este tipo de informação é bem popular no Facebook, podendo receber um bom número de compartilhamentos.

Visibilidade extra para a sua clínica pode significar mais pacientes. Para isso, é importante se certificar de planejar posts que tragam links para uma página de marcação de consultas ou mesmo um telefone de contato.

Um conteúdo de qualidade atrai novos pacientes para marcar uma consulta em sua clínica.

*redes sociais e retenção de pacientes em consultórios*

Como começar a gestão de redes sociais?

Se a sua clínica ainda não tem uma página no Facebook, está mais do que na hora de criar uma.

Ela vai servir não só como um distribuidor do seu conteúdo como também facilitará o contato de potenciais pacientes. Sua página deverá contar com informações como endereço, telefone, site e o que mais for relevante para você.

A partir daí, você pode começar a* planejar que tipo de conteúdo será publicado* lá.

Estabeleça uma periodicidade adequada. Certifique-se de usar recursos visuais de qualidade, passando longe de fotos de baixa resolução e nenhum apuro estético. Na dúvida, conte com um profissional de Design para desenvolver estes posts.

Também vale a pena observar quais outras redes sociais merecem presença para a sua clínica.

Analise o perfil dos seus pacientes e leve em conta quais eles parecem frequentar. Seria o Twitter um caso a se considerar? Ou o Instagram?

Além de pensar nisso, também lembre-se de que mais redes significa mais trabalho para mantê-las atualizadas. E nada adianta estar presente em uma rede, se você não atualizá-la constantemente.

* *

Que tipo de conteúdo publicar nas redes sociais?

Clínicas médicas podem aproveitar uma vantagem que poucas outras empresas possuem nas redes sociais: autoridade para falar de determinados assuntos.

Ao ver um post seu no Facebook, o seu público saberá que existe um profissional de saúde por trás daquilo e o conteúdo automaticamente ganha muito mais credibilidade.

Isso também pode oferecer riscos: tenha muita atenção ao publicar informações relacionadas à saúde nas redes sociais em nome da sua clínica, pois tudo passará a ter o nome dela associado.

Qualquer erro ou dado inadequado poderá impactar negativamente a sua imagem. Portanto, certifique-se de sempre checar as informações antes de publicá-las.

redes sociais para medicos e profissionais da saude

eficiência no atendimento em clínicas

Pós-atendimento em clínicas médicas: tenha esse diferencial!

O cuidado com o paciente não deve se limitar ao momento da consulta com o médico, ele deve se estender durante o atendimento e no pós atendimento em clínicas médicas. Isso porque os momentos que precedem a consulta, os motivos e as expectat...

O cuidado com o paciente não deve se limitar ao momento da consulta com o médico, ele deve se estender durante...

O cuidado com o paciente não deve se limitar ao momento da consulta com o médico, ele deve se estender durante o atendimento e no pós atendimento em clínicas médicas.

Isso porque os momentos que precedem a consulta, os motivos e as expectativas criadas para ela podem influenciar no estado emocional do paciente, assim como os dias que se seguem do diagnóstico e do tratamento.

Intensificar essa atenção pode ser fundamental para dar conforto e confiança ao paciente no tratamento, o que pode melhorar a relação médico-paciente e porque não dizer, influenciar positivamente em sua evolução clínica.

Neste artigo enfatizaremos a importância do pós atendimento em clínicas médicas, independentemente de suas especialidades, e como ele pode ser feito de forma eficiente e agradável.

Defina um padrão de atendimento e pós-atendimento

Para oferecer uma experiência de pós-atendimento diferenciada, é preciso primeiro criar um padrão de qualidade bem definido para todas as etapas de relacionamento.

Por exemplo, no atendimento inicial, espera-se que alguém faça os registros completos e pré-definidos de informações dos pacientes e familiares.

Dados como e-mail de contato, dados familiares, convênio, relacionamento com outros médicos/especialidades e outras informações que podem ser utilizadas no pós-atendimento são fundamentais.

A partir desse cadastro, é possível definir a periodicidade e as maneiras de abordar cada um dos pacientes no pós-atendimento. Alguns exemplos desse contato são:

  •    Agendamento e confirmação de retorno;
  •    E-mail ou SMS para lembrar sobre exames e análise de resultados;
  •    E-mail ou SMS questionando sobre a satisfação com os serviços da clínica;
  •    Telefonema perguntando sobre o andamento do tratamento;
  •    Felicitações por aniversários;
  •    Convites para palestras ministradas pelos médicos da clínica.

* *

Tenha um cadastro completo dos pacientes

Com um cadastro completo dos pacientes, contendo histórico de atendimentos anteriores, tratamentos em andamento, medicamentos de uso contínuo, preferências e melhores formas de contato podem ajudar na hora de contatar o paciente após uma consulta.

Isso porque o estado emocional do paciente pode estar totalmente alterado conforme sua situação médica e a forma de abordá-lo pode trazer bom ânimo e confiança em sua recuperação.

Ao utilizar os dados específicos do paciente, o contato será feito de forma personalizada, o que gera mais simpatia e surpreende o indivíduo – duas importantes reações para a fidelização da relação.

Crie um mailing com informações sobre saúde

Uma das principais razões para se fazer um pós atendimento em clínicas médicas é demonstrar ao paciente que o médico e sua equipe possuem comprometimento com a sua saúde e também garantir que eles estejam efetivamente atuando na prevenção e no tratamento de suas enfermidades.

Criar um mailing com envio regular de conteúdos relevantes para a saúde é uma forma de manter-se presente na memória dos pacientes, ajudar na manutenção da saúde deles.

Além disso, essa estratégia também permite que você crie um vínculo de confiança com os pacientes e aumenta a autoridade na sua especialidade.

Mas para não ganhar o status de e-mail indesejado, é preciso tomar alguns cuidados:

  •    Cadastrar sempre os e-mails ativos dos pacientes ou responsáveis pelos tratamentos;
  •    Questionar o desejo de receber os e-mails, dando exemplos de seu conteúdo e periodicidade;
  •    Selecionar apenas conteúdos relevantes e informações que realmente possam interessar ao paciente;
  •    ​Oferecer a possibilidade de descadastramento do mailing.

pos atendimento em clinicas e consultórios *

Antecipe-se às necessidades dos pacientes

Antecipar-se às necessidades dos pacientes é identificar primeiro os serviços e consultas médicas que eles possam precisar, e no pós-atendimento explorar outras possibilidades viáveis, que não necessariamente estejam ligadas àquela consulta.

Um exemplo disso é o acompanhamento de pacientes com hipotireoidismo por endocrinologistas.

Exames laboratoriais precisam ser feitos regularmente, e os resultados periódicos servem para analisar a necessidade de aumento ou diminuição hormonal. Ao invés de aguardar a ida do paciente ao consultório para fazer o pedido, a equipe clínica pode disponibilizar o pedido do exame com antecedência. Assim, a consulta será muito mais direta se feita com o resultado já apurado.

Ter contatos de serviços que podem ser necessários em consultas futuras, como táxis que conseguem transportar cadeirantes, também é um grande diferencial que demonstra proatividade relacionada às necessidades do paciente.

Considerar também os avanços tecnológicos e a forte adaptação da sociedade a esses meios de comunicação é de suma importância.

Criar mais um canal de comunicação com o consultório por meio de aplicativos de mensagem pode ajudar inclusive no envio de imagens de exames que agilizariam o diagnóstico.

Resolva problemas burocráticos

As rotinas de aprovação de convênios ou internações em hospitais nem sempre são fáceis, e pessoas que não lidam com questões como essas rotineiramente sentem ainda mais dificuldade.

Resolver problemas burocráticos como esses pode demonstrar uma atenção a mais com o paciente que procura a clínica para iniciar seu tratamento e vive intercorrências como essas na continuação do seu tratamento.

Ao auxiliar o enfermo em seu pós-atendimento, a clínica está também demonstrando sua empatia com o problema.

Além de fidelizar o paciente, isso também constrói uma imagem de responsabilidade com o tratamento que nem sempre é percebida por quem consulta.

* *

Escute e reflita sobre as reclamações

Em alguns casos, os pacientes relatam insatisfações durante o contato no pós-atendimento, e isso deve ser visto de forma muito construtiva.

Enquanto existe o contato, existe também a chance de retratar o erro ou a falha na comunicação entre paciente e corpo clínico.

Por isso, demonstrar interesse no que está sendo reclamado é fundamental para compreender onde o atendimento e a relação com o paciente pode ser melhorada.

Ele nem sempre estará certo e nem sempre terá seu resultado alcançado após a consulta com o médico, pois algumas situações da saúde não podem ser corrigidas.

Mas escutar suas reclamações de forma empática pode ajudar a compreender onde a promessa de cura ou restabelecimento foi assimilada pelo paciente e pode ser corrigida para não ocorrer novamente, por exemplo.

pós atendimento em clínicas medicas organizar o tempo*

Pós atendimento em clínicas médicas: organize seu tempo

Ter uma rotina no consultório organiza o tempo da equipe de atendimento e permite que ela dedique mais atenção ao relacionamento com os pacientes, durante e após as consultas.

Fazer uma gestão clínica criando procedimentos e rotinas eficazes deixa a equipe mais livre para se relacionar com os pacientes, e também menos pressionada e tensa.

O clima organizacional da clínica também influencia no desejo do paciente em retornar e manter seu tratamento naquele local.

Atendentes pouco gentis e estressados acabam tornando a experiência mais incômoda, e a impressão final ruim.

Como os princípios do marketing sensorial, a experiência do paciente no pós-atendimento deve construir boas sensações e conceitos que afirmem o compromisso com seus cuidados e saúde, e esse deve ser o preceito não só do médico como de todos os funcionários da clínica envolvidos com o atendimento.

Conheça e experimente o iClinic

marketing medico

Marketing sensorial na clínica: como isso influencia na percepção do paciente?

O marketing sensorial é uma ferramenta muito utilizada por marcas e produtos para criar um elo emocional com os seus consumidores. Você já sentiu um perfume que te fez relembrar determinada loja de roupas? Já sentiu um gosto que é peculiar...

O marketing sensorial é uma ferramenta muito utilizada por marcas e produtos para criar um elo emocional com o...

O marketing sensorial é uma ferramenta muito utilizada por marcas e produtos para criar um elo emocional com os seus consumidores.

  • Você já sentiu um perfume que te fez relembrar determinada loja de roupas?
  • Já sentiu um gosto que é peculiar a algum alimento?
  • Já associou cores específicas a uma marca?

Todas essas são ferramentas do marketing sensorial e você também pode implementar essa estratégia na sua clínica para conquistar cada vez mais pacientes.

O que é e para quê serve o marketing sensorial?

O marketing sensorial é uma técnica que se utiliza dos sentidos para a construção de relacionamentos entre as pessoas, as coisas e os ambientes que os cercam, com o objetivo de expandir a experiência sobre uma marca, produto ou serviço.

Também chamado de Brandsense, é uma vertente do Branding e tem como principal finalidade estabelecer uma relação sentimental com o  seu público, a partir do afloramento dos sentidos.

A propaganda em torno do que se vende vai além da funcionalidade, da qualidade e das características normais dos produtos ou serviços.

sensações inéditas.

No geral, são estimulados os cinco sentidos mais reconhecidos do organismo humano: visão, audição, olfato, paladar e tato.

Por que adotar o marketing sensorial na clínica?

Hoje os pacientes não só procuram um atendimento técnico de qualidade por um preço justo. Eles buscam também bem-estar, segurança, tranquilidade e confiança ao serem atendidos por um profissional da saúde.

O marketing sensorial vai atuar exatamente na construção dessas sensações nos pacientes, através de estímulos emocionais gerados por objetos, cores, aromas e sons do ambiente.

Com ele, os pacientes se sentirão mais seguros, confortáveis e tranquilos e terão maior interesse em retornar ao seu consultório.

 marketing sensorial na clinica medica

Como aplicar o marketing sensorial no consultório?

O objetivo do marketing sensorial na clínica ou no consultório médico é também desmistificar a ideia da ida ao médico como uma situação de desconforto e de ansiedade.

O que pode ser explorado logo na recepção ou na sala de espera é a organização dos elementos ali inseridos e a utilização de tons neutros, evitando que o aguardar para ser atendido seja desconfortável ou piore o estado emocional do paciente.

Caso a sua clínica tenha um logotipo, é interessante que ele seja a primeira imagem com a qual os pacientes estabeleçam contato visual. Desta forma ela estará diretamente relacionada à experiência e será possível fortalecer a ligação sensorial do paciente com o consultório.

Outro ponto a ser explorado para a sala de espera é oferecer de distrações como televisão, som ambiente, revistas e jornais para leitura.

Nos demais ambientes, a regra se mantém. Principalmente na organização do material que será utilizado durante a consulta, pois o paciente costuma associar a aparência e a distribuição de tais utensílios com a qualidade de seu atendimento.

Para contribuir com a sensação de segurança e confiança, é essencial que todos os ambientes do consultório estejam limpos e bem organizados

A sugestão é que sejam escolhidos móveis planejados, sofás e poltronas confortáveis, e fácil acesso e sinalização para bebedouros e banheiros.

A iluminação também é importante e deve estar funcionando perfeitamente. Uma luz queimada ou mal conectada também pode causar má impressão.

A tranquilidade e o bem-estar também são proporcionados pela quantidade adequada de adornos e objetos de decoração, de forma a evitar excessivo estímulo visual.
Mas é preciso equilíbrio para não passar a impressão de frieza e esterilidade: vale acrescentar alguns detalhes que aproximem o médico do paciente, como quadros, esculturas e arranjos de flores, todos com cores mais neutras, como amarelo claro, bege e branco.

Por fim, evite também maus odores no consultório e procure sempre aromatizá-lo com essências suaves e agradáveis ao olfato. Você pode até desenvolver uma essência personalizada para seu consultório, com certeza os paciente vão perceber esse cuidado.

marketing médico

Descomplique a gestão da sua cliníca

Ligue agora para tornar sua clínica mais produtiva e organizada.

Ligue para o iClinic