abrir consultório médico

7 dicas valiosas sobre como abrir seu consultório

Após longos anos de faculdade, residência e especialização, chega a hora de montar seu consultório.

Há muito o que se pesquisar e calcular para que um para que o projeto saia do papel.

Além de taxas de conselho, aluguel e pagamento de funcionários, você terá que lidar com assuntos antes inimagináveis como regularização, gestão financeira, impostos e gestão.

Este é um passo muito importante na sua carreira como profissional de saúde e, com algumas dicas e cuidados, esta tarefa ficará mais fácil e suas chances de sucesso com certeza aumentarão!

Preparamos 7 dicas importantes sobre como abrir seu consultório para ajudá-lo nesta tarefa:

  como abrir consultorio

Etapa 1: Planejamento

Antes de tudo, é necessário planejar.

Saber os passos que você deverá seguir o ajudarão a ter uma visão geral do seu projeto de abertura da clínica, além de poupar um tempo valioso nas etapas de execução.

Pense em todas as etapas necessárias, como o valor de investimento que você tem disponível, sala de consultas, recepção, sala de espera, banheiros, acessibilidade, se será necessária uma sala de estoque ou uma sala de exames.

Tudo isso precisa estar decidido antes de você começar a transformar seu sonho em realidade.

Também é recomendado você procurar um local que tenha uma estrutura fácil de ser aumentada. Isso evita que você tenha que se mudar conforme seu consultório cresça.

1. Defina seu público

Quem serão os meus pacientes? Qual é o meu principal objetivo? Desejo ter outras especialidades envolvidas?

Tente definir o perfil dos pacientes que você espera atender.

Isso pode variar de acordo com sua especialidade e o fato atender convênios ou apenas consulta particular. O preço que pretende cobrar pela consulta também influencia nesse caso.

A definição do seu público-alvo é essencial antes de dar início as outras etapas ao abrir seu consultório. Com o público determinado você vai poder escolher a melhor localização para instalar o consultório, preço a ser cobrado, tipo de decoração e a divulgação adequada.

2. Escolha o local ideal

Depois de decidir o público, vá em busca do melhor local.

Lembre-se que ele precisa ter fácil acesso e deve estar de acordo com o que estabelece a legislação sanitária.

Se a ideia for atender em uma clínica popular, é importante abrir a sua clínica em um local de fácil acesso ao transporte público, como estações de ônibus e metrô, por exemplo.

Já se a intenção for a de atender a um público com poder aquisitivo maior, escolha o bairro no qual eles moram e não se esqueça de pensar no estacionamento na hora de alugar o imóvel.

Entretanto, lembre-se de que o aluguel em um bairro nobre é muito mais caro do que em um bairro normal. Uma solução neste caso, é pensar em dividir o consultório com um colega.

Observação importante: caso resolva dividir o consultório, procure uma pessoa com horários de atendimento complementares ao seu, para que não haja conflitos.

Além disso, dividir o consultório também significa dividir as responsabilidades, sobrando mais tempo para a prática médica.

Fazer uma sociedade pode ser muito positivo, mas também é preciso cuidado. Escolha um colega em que confia e também escolha o modelo de sociedade mais adequado para o seu caso.

  eBook gratuito sobre Como Montar Seu Consultório Médico

3. Levante os custos

Tendo público e local definidos, é necessário calcular o custo para abrir e também manter o consultório.

Primeiramente, calcule todo o investimento necessário para a montagem da clínica. Estime quanto irá gastar com obras (caso sejam necessárias no local escolhido), mobília, aquisição de equipamentos, legalização e criação de uma identidade visual.

O próximo passo é definir quais serão seus custos fixos, ou seja, aqueles que você terá todo mês, como aluguel, conta de água, energia elétrica, folha de pagamento dos funcionários, dentre outros.

Definir seus custos fixos é fundamental para que se consiga fazer um planejamento financeiro.

Uma dica é pegar o valor de seus custos fixos e dividir pelo valor médio que recebe por suas consultas.

Desta forma você saberá quantos atendimentos precisa realizar para pagar suas despesas e começar a lucrar.

abrir consultorio medico

Etapa 2: Execução

4. Obras e decoração

Um ambiente acolhedor e humanizado é essencial dentro de um consultório médico.

Afinal, o ambiente também é capaz de “passar mensagens” para os pacientes.

Quando eles estão em uma sala de espera confortável e bem decorada, eles entram na sala de consultas mais tranquilos e receptivos.

Pelo contrário, se eles aguardam em um local desconfortável e com muitos estímulos, tendem a ficar mais ansiosos e isso prejudica o seu atendimento.

Portanto, a decoração deve ser sim uma preocupação na hora abrir seu consultório.

Fazer um projeto com uma empresa de arquitetura pode ser um investimento mais elevado, mas, com certeza, vai levar muitos benefícios para sua clínica e vai impressionar positivamente os pacientes.

5. Contratação

A formação de uma boa equipe pode ser um grande desafio, mas será essencial para que se tenha uma boa qualidade no atendimento.

Para a contratação de uma secretária, divulgue a vaga e analise criteriosamente todos os currículos recebidos.

Uma dica bastante efetiva é dar preferência a indicações e boas referências pessoais.

mini curso para recepcionistas gratuito

Durante as entrevistas procure pessoas amigáveis, de preferência com experiência em atendimento ao público. Além disso, observe se o candidato tem boa comunicação e boa postura diante das pessoas.

Após selecionar o melhor perfil para ocupar o cargo, contrate-o por um período de experiência.

Lembre-se que quando o paciente vai ao seu consultório ele não avalia apenas o seu atendimento. Por isso a contratação e o treinamento dos profissionais que vão trabalhar com você são tão importantes.

6. Divulgação

Depois de seguir todos esses passos de como abir seu consultório médico, chegou a hora de divulgá-lo!

É essencial que você tenha uma estratégia de marketing médico para criar sua marca e divulgar seus serviços e especialidades para outras pessoas.

Uma boa dica para quem está começando e está buscando opções com baixo investimento é: entrar nas redes sociais.

Coloque seu consultório no mapa, literalmente, com o Google Maps, interaja com os pacientes e compartilhe informações relevantes da sua área no Facebook, por exemplo.

Não esqueça de levar me consideração as regras do Conselho Federal de Medicina.

Eles limitam alguns tipos de publicidade e você precisa estar ciente dessas proibições antes de começar a colocar sua estratégia em prática.

marketing médico

Etapa 3: Controle

7. Gestão

Além de um bom atendimento, bons resultados só são atingidos com uma boa gestão. Caso não tenha experiência, contrate serviços que possam o ajudar nesta área como assessorias contábeis e financeira.

A adoção de um software de gestão para clínicas pode facilitar bastante, ajudando você a organizar melhor suas informações.

Pesquise por sistemas para consultório com opções que o ajudarão a controlar o cadastro de seus pacientes, sua agenda, prontuários eletrônicos e também a parte financeira.

Dê preferência por ferramentas sejam online e o permitam a acessar suas informações de onde estiver, para maior controle.

eBook Gratuito sobre Gestão de Clínicas e Consultórios

Veja também:

Casos de Sucesso ... Mar 28, 2017

Caso de Sucesso iClinic: Dr. Celso Bregalda Neves

materiais educativos ... Dec 20, 2016

Todos os materiais educativos iClinic

Para Secretárias ... May 19, 2016

5 coisas que toda recepcionista de consultório precisa saber

Veja também:

Casos de Sucesso ... Mar 28, 2017

Caso de Sucesso iClinic: Dr. Celso Bregalda Neves

materiais educativos ... Dec 20, 2016

Todos os materiais educativos iClinic

Para Secretárias ... May 19, 2016

5 coisas que toda recepcionista de consultório precisa saber

comments powered by Disqus